Narrativa de Acusação

Publicado em: 02/11/2020 Categorias: 2020 / Revive Israel

Asher Intrater

No capítulo três de Zacarias, o profeta tem uma visão a respeito do sumo sacerdote de sua época, Yehoshua (Josué). A passagem tem um significado triplo:
  1. Os eventos históricos que cercavam a restauração de Jerusalém.
  2. Uma prefigura do Messias (que tem o mesmo nome: Yeshua = Yeshoshua).
  3. Uma lição universal sobre acusação satânica.
É o terceiro nível que desejo abordar aqui. O sumo sacerdote pode ser visto como qualquer pessoa que deseja servir ao Senhor. O Anjo Yehová (Anjo do Senhor) está diante dele. Satanás está ao seu lado para acusá-lo.

Zacarias 3.1-2

“Deus me mostrou o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do Anjo do Senhor, e Satanás estava à mão direita dele, para se lhe opor.
Mas o Senhor disse a Satanás: O Senhor te repreende, ó Satanás…”

O Satanás” é o nome de um anjo caído (Hillel ben Shahar [Lúcifer  – Isaías 14.12)] cujo nome foi mudado para Satanás quando se rebelou contra Deus).

“Satan” é a palavra hebraica para inimigo.

A raíz hebraica S-T-N na forma verbal significa acusar ou opor-se.

“O Satanás” é o acusador; ele é o anjo Satanás.

A figura de Satanás está lá para acusar ou se opor à figura de Yehoshua. O verbo ali na verdade diz “sataná-lo”. Satanás está lá para “satanizá-lo”. Neste caso, significa acusar, como na maioria dos outros casos.

Há uma carta escrita contra os judeus que reconstruíam o Templo neste mesmo período. A carta é uma acusação contra eles (possivelmente referindo-se a Hamã no livro de Ester). Em Esdras 4.6, essa carta é chamada uma carta de SiTNah, שטנה , a carta de acusação.

O nome Satanás é uma palavra que significa inimigo, opositor ou acusador. Seu principal ingrediente ativo é acusar. O diabo também é conhecido como o “acusador” dos irmãos.

Apocalipse 12.10

Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus.

A palavra grega para acusador/acusar aqui é kategor e é usada como “advogado de acusação” em hebraico. A referência a Satanás como acusador aponta para Zacarias 3 e Jó 1. 

(Kategor é encontrada 38 vezes na Nova Aliança; 33 referindo-se àqueles que acusaram Yeshua ou os apóstolos, 2 sobre a acusação pela lei de Moisés [João 5.45], 2 sobre a mulher apanhada em adultério [João 8.6]; uma sobre a nossa consciência [Romanos 2.15].)

Apocalipse 12 identifica Satanás como a fonte de acusação contra TODOS os irmãos.  Satanás trabalha para promover acusações contra todos aqueles que servem a Yeshua e ao reino de Deus.

Qualquer um que deseja servir ao Senhor em justiça sofrerá uma enxurrada constante de acusações demoníacas. Isso é inevitável. São “ossos do ofício”. Quanto mais você servir ao Senhor, mais acusação haverá contra você.

Essas acusações serão feitas por outras pessoas (geralmente bem-intencionadas); mas a energia espiritual por trás dessas acusações é de Satanás. Satanás é O acusador dos irmãos

É claro que isso não significa que não devamos estar abertos a críticas e correções. Todos nós pecamos; todos nós cometemos erros. Quando pecamos, devemos nos arrepender. Quando somos confrontados por nossos erros, devemos pesar cada crítica com objetividade, humildade e discernimento.

Também somos chamados a confrontar o pecado dos outros. Por um lado, devemos exercer a coragem moral para enfrentar o pecado. Por outro lado, devemos ter cuidado para não cooperar com acusações demoníacas. Yeshua demonstrou aquele equilíbrio perfeito entre tomar posição tanto contra o pecado quanto contra a acusação em sua resposta à mulher pega em adultério (João 8.1-11).

Aproximadamente um terço dos anjos pecou e passou a ajudar Satanás (Apocalipse 12.4). Infelizmente, uma alta porcentagem de seres humanos também fica feliz por estar envolvida tanto no pecado quanto na acusação. O diabo tem “ajudantes” suficientes para fazer acusações contra os santos; você não precisa se alistar em suas fileiras.

Este problema foi exacerbado hoje pelo incrível crescimento das mídias sociais. Uma breve gravação mostrando o erro de outra pessoa pode se transformar em um clipe “viral”, espalhando-se exponencialmente em um momento. Fofocas, más notícias e acusações sempre tiveram “asas rápidas”, mas hoje se expandiram e se tornaram uma inundação.

A Bíblia descreve este fenômeno no fim dos tempos como um “rio sendo lançado pela boca da serpente” (Apocalipse 12.15).

Por um lado, devemos ser cuidadosos para não sermos apanhados nos enganos e tentações pecaminosas do diabo; por outro lado, não cooperar com as acusações do diabo contra os santos.

A parte difícil da acusação é que geralmente contém um elemento de verdade. Pessoas cometem erros. Até o melhor dos santos pode ser pego em erro. Os líderes religiosos sentavam-se diante de Yeshua para ouvi-lo e pegá-lo em alguma palavra para usar contra ele como acusação (Lucas 20.20).

Muitas vezes pensamos que estamos exercitando o discernimento, quando na verdade estamos servindo para desqualificar uma pessoa. Dizemos a nós mesmos que estamos apenas “discernindo”, mas na verdade estamos “desqualificando”.

Dizemos que precisamos “dizer a verdade”, mas facilmente ficamos obcecados por uma narrativa negativa sobre outra pessoa. Mike Bickle descreve isso como a narrativa do diabo. Se uma pessoa tem 5% de erro, o diabo apresentará uma narrativa acusatória totalmente negativa sobre ela.

Mas Deus vê o potencial dessa pessoa. Ele tem uma narrativa diferente. Se estamos dispostos a notar a narrativa de 5% que veio do inimigo, por que não podemos nos concentrar nos 95% da narrativa de Deus sobre essa pessoa? Vamos celebrar as pessoas pelo que são, não pelo que não são.

(Mike prossegue dizendo que a maioria das pessoas tem uma narrativa “intermediária” que contamos a nós mesmos; um pouco melhor do que a do diabo, mas menor do que a de Deus.)

Qual é a narrativa de Deus sobre a pessoa a respeito da qual você está pensando e falando tão negativamente? Não sejamos como Satanás, ficando à direita dos outros para acusá-los. O Anjo do Senhor repreendeu Satanás por suas acusações. Sejamos como aquele Anjo Yehovah, repreendendo as acusações satânicas.

Vamos admitir que exista a narrativa negativa de 5%. É óbvio. Vamos procurar os 95% e falar sobre a narrativa de Deus a respeito dessa mesma pessoa.

Não seja um promotor de acusação contra seus amigos e entes queridos, ou mesmo contra aqueles que falam mal de nós. Sejamos como Yeshua que é nosso advogado, parakletos, diante do Pai (1 João 2.1). Yeshua morreu para nos redimir. Se nos arrependermos e crermos, há poder no sangue de Yeshua para cancelar todas as acusações.

Transmissão Global de 29 de Outubro de 2020

Louvor, Oração, Profecia e Pregação – A Transmissão Global está no ar agora! Muitas nações, uma voz. Junte-se à Equipe de Adoração do Revive Israel para ser renovado em sua presença.
ASSISTA AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *