Jerusalém que Desce

Publicado em: 29/03/2018 Categorias: 2018 / Revive Israel

Asher Intrater

Três vezes no livro de Apocalipse é declarado que a Jerusalém celestial desce do céu.

Para os fiéis da igreja em Filadélfia, identificada como um grande exemplo de igreja, Deus prometeu:

Apocalipse 3.12
“Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus, e daí jamais sairá; gravarei também sobre ele o nome do meu Deus, o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do meu Deus, e o meu novo nome.”

Na fundação do novo céu e da nova terra no final do milênio, João também prevê a nova Jerusalém.

A Jerusalém de cima é a morada de todos os anjos que permaneceram leais a Deus, e dos espíritos de homens e mulheres piedosos que morreram. Como a comunidade internacional das pessoas que creem em Yeshua, isto é, a Igreja, é chamada a noiva do Messias (Efésios 5), assim também a Jerusalém celestial é chamada aqui de “noiva”, pois é onde estão as pessoas:

Apocalipse 21.2-3
“…a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus…”

A descida da Nova Jerusalém é a união da morada de Deus e a morada do homem em uma só. A maior parte do capítulo 21 é ocupada pela descrição deste lugar de habitação celestial. É a restauração final do Jardim do Éden, o casamento final do Cordeiro e a total reconciliação entre Deus e a humanidade.

Apocalipse 21.10
“E me transportou, em espírito, até a uma grande e elevada montanha e me mostrou a santa cidade, Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus”

A ideia do Novo Testamento de que há uma Jerusalém celestial é semelhante à ideia rabínica de que há duas Jerusaléns, uma “de cima” e outra “de baixo”. Há também um tabernáculo no céu e um tribunal do céu que são paralelos ao tabernáculo e ao “Sinédrio” aqui embaixo.

Quando uma pessoa piedosa “parte desta vida”, seu corpo vai para a sepultura e seu espírito sobe para esta cidade celestial, chamada Jerusalém. Lá ela permanecerá até a hora de receber seu corpo de ressurreição. Então os santos que vivem na Jerusalém celestial descerão e recolherão seu corpo terreno, ressuscitado para poder viver para sempre no paraíso restaurado do Jardim do Éden.

Esta é a morada descrita por Yeshua no evangelho de João:

João 14:2
“Na casa de meu Pai há muitas moradas… E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo”

Então os justos viverão lá com Yeshua e Deus Pai. Quando chegar o dia da nova criação, essa morada celestial descerá. Se vai descer, é preciso que desça para algum lugar. Esse lugar é na terra. Seu centro é Jerusalém.

Os justos sempre estarão em Jerusalém. Primeiro, eles estarão na Jerusalém que está no céu, e depois na Jerusalém que descerá para fazer parte do novo céu e da nova terra que serão restaurados na terra. Então sim, com certeza os espíritos dos justos sobem ao céu quando morrem. Mas, em última análise, sua morada estará de volta aqui na terra quando a Jerusalém celestial descer.

Como Preparar uma Mensagem

Venha e aprenda junto com nossa equipe enquanto Asher compartilha o que aprendeu depois de preparar mensagens por décadas.

Legendas disponíveis em: dinamarquês, holandês, inglês, francês, coreano, português (BR) e espanhol!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *