Fases da vida de Estevão

Publicado em: 22/01/2022 Categorias: 2022 / Revive Israel

Um movimento global de avivamento e restauração a partir de Jerusalém para Judeia e Samaria, chegando aos confins da terra e voltando novamente para Israel…
Asher Intrater

Estevão foi um verdadeiro herói da fé e, claro, o primeiro homem registrado a dar sua vida fisicamente pelo evangelho. Sua vida pode ser vista como um sacrifício vivo, culminando em um sacrifício total, ao Senhor. Houve várias etapas para este sacrifício vivo.

Personagem de Yeshua

Eu vejo o primeiro estágio de sua vida como o desenvolvimento do caráter de Yeshua. Ele é descrito como um homem de sabedoria (Atos 6.3 e 10); como cheio do Espírito Santo (v. 3, 5 e 10); como homem de boa reputação (v. 3) e cheio de fé (v. 5 e 8). Além disso, ele é nomeado pelos apóstolos como alguém que seria responsável pela distribuição de finanças e alimentos, e discernindo quem entre a congregação primitiva precisava de caridade. Isso mostra um coração de servo, capacidade administrativa e senso de responsabilidade.

Fica claro, a partir do contexto do capítulo seis, que ele era uma pessoa diligente e trabalhadora.

Ministério do Poder

Enquanto ele estava servindo em suas responsabilidades de “diaconato”, ele também começou a pregar o evangelho – e isso com sinais que se seguiram. Sua fé para milagres é descrita como “homem cheio de graça e de poder, realizava feitos extraordinários e grandes sinais entre o povo (Atos 6.8).” O primeiro estágio me lembra o desenvolvimento do próprio Yeshua como uma criança, crescendo em graça, sabedoria e favor com os homens (Lucas 2.40 e 52). O segundo estágio me lembra da pregação e do ministério de milagres que Yeshua começou aos trinta anos.

Confronto Moral

O ensinamento de Estêvão não era apenas sábio e edificante, mas também continha um forte, se não feroz, desafio moral. Esse confronto moral o tornou querido pelas pessoas comuns e estabeleceu a presença do temor de Deus que permitiu que sinais e maravilhas fluíssem (Atos 5.11-12). No entanto, também deixou os líderes religiosos com inveja, raiva e ofendidos. Essa ofensa religiosa deu início a uma certa perseguição contra Estêvão, que começou como “disputa” verbal (Atos 6.9), e depois culminou em um confronto total com os sacerdotes e professores. Seu confronto ousado, “Homens teimosos e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo… Mataram até mesmo os que anteriormente anunciaram a vinda do Justo, do qual agora vos tornastes traidores e homicidas” Atos 7.51-52 – (interessante chamar os principais rabinos judeus de “incircuncisos”?!) foi essencial para a poderosa pregação do evangelho, mas deixou os líderes religiosos tão furiosos que estavam prontos para matá-lo. Ele estava tentando circuncidar seus corações. Eles ficaram “enfurecidos no coração” (v. 54).

O Sacrifício Total

Quando o atacaram com pedras para matá-lo, ele não resistiu. Ele deu sua vida como um sacrifício vivo. Ele olhou para o céu e viu a glória de Deus. Ele estava “vivendo para a audiência de Um”. Eles estavam olhando para ele, mas ele estava olhando para Deus. Ele estava mais interessado em dar glória a Deus do que em preservar sua vida neste mundo. Seu sacrifício total culminou nas palavras: “Senhor Jesus, recebe meu espírito (Atos 7.59).” Essa é a consagração final – entregar seu espírito a Deus. Nisto ele falou palavras semelhantes a Yeshua na cruz, que citou o Salmo 31, ao entregar seu espírito a Deus também. Estevão atingiu o nível final de se conformar com a pessoa e a morte de Yeshua.

Perdão e Salvação

Não só Estevão rendeu seu espírito a Deus, como também teve o incrível privilégio de repetir as palavras expiatórias de Yeshua na cruz. Ele pronunciou palavras de perdão, baseadas no sacrifício não apenas de Yeshua, mas também de sua própria vida.Senhor, não lhes atribua este pecado (Atos 7.59).” Enquanto o povo estava pecando contra ele e o assassinando, ele os chamou de perdoados, abrindo assim a porta para eles receberem a salvação em Yeshua. Talvez a maioria deles não tenha recebido a salvação, mas pelo menos um deles recebeu – Saulo, que se tornou o apóstolo Paulo. Sem dúvida, a imagem de Estêvão desempenhou um papel significativo não apenas na salvação de Saulo, mas também em sua incansável motivação para pregar o evangelho em todo o mundo conhecido.

Identificando-se com Yeshua

Esses estágios na vida de Estêvão me lembram dos quatro estágios mencionados em Filipenses 3.10, “para conhecer Cristo, e o poder da sua ressurreição, e a participação nos seus sofrimentos, identificando-me com ele na sua morte”. Estêvão o conhecia em seu caráter piedoso. Ele conhecia o poder de sua ressurreição ao fazer sinais e maravilhas entre o povo. Ele compartilhou a comunhão de seus sofrimentos na perseguição de seu confronto moral do pecado. Finalmente, Ele foi identificado com a morte de Yeshua na cruz ao dar sua vida em sacrifício, dando glória à audiência de Um, e perdoando aqueles que pecaram contra ele. Que Deus nos dê a graça de fazer o mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.