Duas Jerusalém

Publicado em: 03/07/2021 Categorias: 2021 / Revive Israel

Um movimento global de avivamento e restauração a partir de Jerusalém para Judeia e Samaria, chegando aos confins da terra e voltando novamente para Israel…

DUAS JERUSALÉM

Asher Intrater

A Bíblia fala de duas Jerusalém; uma terrena e uma celestial. A grande maioria das Escrituras fala da Jerusalém terrena, mas há referências à Jerusalém celestial no Novo Testamento.

Gálatas 4.26 – “A Jerusalém lá de cima é livre, a qual é nossa mãe.”

Hebreus 12.22 – “Tendes chegado ao monte Sião e à cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial…”

A maior parte do entendimento e revelação a respeito da Jerusalém terrena foi preservada pelo povo judeu; enquanto a maior parte do entendimento e revelação a respeito da Jerusalém celestial foi preservada pela igreja cristã internacional.

No entanto, os escritos rabínicos sempre se referiram a uma “Jerusalém de cima” e uma “Jerusalém de baixo”. E na última geração, desde a reconquista de Jerusalém em 1967, a compreensão cristã do plano de Deus para a Jerusalém terrena aumentou muito. Curiosamente, o Alcorão não menciona Jerusalém nem uma vez, e quando os muçulmanos oram na Jerusalém oriental, eles viram as costas para o Monte do Templo e se voltam para Meca.

Não apenas existe uma Jerusalém celestial, mas também um Tabernáculo celestial dentro dessa cidade (veja Apocalipse 15.5-8 e Êxodo 25.40).

Como em todos os aspectos de seu reino, a vontade de Deus é que haja harmonia entre a realidade celestial e a terrena. Tudo o que ligarmos na terra será ligado no céu (Mateus 16.19; 18.18). Devemos orar para que a vontade de Deus seja feita na terra como é feita no céu (Mateus 6.10).  O reino de Deus se manifesta quando há um alinhamento entre o celestial e o terreno.

Por causa da separação entre Israel e a Igreja nos últimos 2.000 anos, não tem havido a harmonia correta entre a Jerusalém terrena e a celestial. No entanto, nossa geração tem a bênção de ver o início da reconciliação das duas. A vontade de Deus para a Jerusalém terrena e celestial será unificada à medida que Israel e a Igreja forem reconciliados.

Hoje, como há judeus messiânicos crentes em Yeshua (Jesus) vivendo em Israel, há anjos subindo e descendo do céu para a terra e vice-versa para trazer essa harmonia. Yeshua reina na Jerusalém celestial por direito pelo fato de ser o Filho de Deus; Ele reinará na Jerusalém terrena quando retornar por direito pelo fato de ser o Filho de Davi. Graças a Deus Yeshua é ambos (Romanos 1.4).

Jerusalém na terra não só tem importância na história passada (sacrifício de Isaque, capital de Davi, templo de Salomão, morte e ressurreição de Yeshua), mas também tem importância na profecia futura (centro de ensino e avivamento – Isaías 2; batalha do fim dos tempos – Zacarias 14; a segunda vinda de Yeshua – Atos 1.11; a capital do Reino Milenar – Ezequiel 40-48, Miquéias 4).

A reconciliação final entre a Jerusalém celestial e a terrena ocorrerá no final do Milênio nos novos céus e nova terra. Neste momento, as duas serão unificadas. O livro do Apocalipse registra três vezes que a Jerusalém celestial descerá.

Apocalipse 3.12 – “Nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do meu Deus…”

Apocalipse 21.2 – “Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo.”

Apocalipse 21.10 – “a santa cidade, Jerusalém, que descia do céu…”

De onde desce Jerusalém? Do céu. Para onde desce Jerusalém? Para a terra. Quando a Jerusalém celestial e a terrena forem unidas, o reino de Deus se torna um (Zacarias 14.9) e todas as coisas no céu e na terra serão reunidas em Yeshua (Efésios 1.10). Ele é, ao mesmo tempo, Cabeça da Igreja, e Rei de Israel. Nele, a Jerusalém celestial e a terrena se tornam uma só.

Existem mais de mil referências a Jerusalém na Bíblia. Ela tem um papel significativo a desempenhar no reino de Deus. Não é de admirar que seja o ponto de controvérsia e até mesmo de guerra para todas as nações do mundo (Zacarias 12.3; 12.9; 14.2; 14.12). A união da Jerusalém celestial com a terrena representa a restauração do Jardim do Éden com o céu como era antes da Queda.

Obrigado pela parceria conosco enquanto oramos pela paz de Jerusalém (Salmos 122.6), enquanto compartilhamos o evangelho aqui para que todo o Israel seja salvo (Atos 1.8; Romanos 11.26); e ao clamarmos para que Yeshua volte: “Bendito o que vem” (Mateus 23.39). Nossa parceria contribui para a união de Jerusalém celestial com a terrena mesmo agora.

Notícias da Equipe do Revive Israel

Retiro de Aconselhamento para Mulheres

O departamento de discipulado Revive Israel, (também chamado de “Dia 3”), recentemente organizou um retiro de aconselhamento de cinco dias em Yad Hashmona. Participaram treze mulheres de diferentes correntes do Corpo Messiânico. Algumas vieram de congregações conservadoras e outras de carismáticas, o que frequentemente gerava discussões animadas!

Havia mães, avós, solteiras, crentes maduras e jovens – um grupo diverso, mas o Senhor graciosamente providenciou um terreno comum para poderem se conectar em Yeshua.

Estudamos a vida de diferentes mulheres na Bíblia – Maria e Marta, Ruth e Noemi, Ana e Maria (a mãe de Jesus) – e como podemos aplicar sua fé e ações em nossas próprias vidas.

Durante os momentos de adoração e ministério, as mulheres foram libertas pelo poder do Espírito Santo, apesar de algumas sentirem um pouco de restrição quanto à obra do Espírito! Testemunhamos grandes vitórias e o fortalecimento do homem (mulher) interior. Louvado seja Deus!!

Como parte do programa, os participantes e equipe trabalharam nas plantações orgânicas no moshav, onde retiramos as pedras e preparamos o terreno para o plantio – uma ilustração do que aconteceu em nossos corações! O Senhor ministrou profundamente enquanto nos libertamos fisicamente de ervas daninhas e pedras indesejadas – assim como nos libertamos de hábitos, falta de perdão, mágoas, etc. Em seu lugar, plantamos novas mudas que agora podem crescer e produzir fruto.

Só podemos dizer OBRIGADO ao Mestre Jardineiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *