Conhece nossos Pensamentos

31/12/2012 Publicado por: Revista Impacto
Categorias: 2012 / Revive Israel

Asher Intrater

Todos nós teremos de nos colocar diante de Deus um dia para prestar contas do que fizemos durante a nossa vida (Mateus 16.27, 2 Coríntios 5.10, Apocalipse 20.12-13). Contudo, Deus não só julga nossos atos, ele também conhece nossos pensamentos. Em três ocasiões, Lucas menciona que Yeshua conhecia os pensamentos daqueles que estavam à sua volta.

Lucas 5.22: “Yeshua, conhecendo-lhes os pensamentos…”
Lucas 6.8: “Mas ele, conhecendo-lhes os pensamentos…”
Lucas 9.47: “Mas Yeshua, sabendo o que se lhes passava no coração…”

Yeshua disse que adultério não é apenas um ato do corpo, mas uma atitude do coração (Mateus 5.28). O mesmo é verdade com relação ao homicídio (Mateus 5.22; 1 João 3.15). Observe a história de Sara quando ela riu da notícia do nascimento de Isaque. Ela realmente riu? Se nós estivéssemos presentes, teríamos dito que não. Ela riu somente por dentro (Gênesis 18.12); no entanto, Deus o considerou um ato real.

No dia do juízo, não somente nossas ações serão reveladas, mas os segredos do nosso coração, também.

Romanos 2.16: “… no dia em que Deus… julgar os segredos dos homens…”
1 Coríntios 14.25: “… tornam-se-lhe manifestos os segredos do coração…”

Imagine-se no dia do juízo, em pé no palco diante de bilhões de homens e anjos; uma tela gigante de vídeo desce e todas as imagens secretas do seu coração são reveladas. Isso deve criar o temor de Deus em nós. Graças a Deus, por meio de verdadeiro arrependimento e fé no sangue de Yeshua, os arquivos de todas aquelas imagens do pensamento podem ser completamente apagadas.

Segunda Metade da Profecia
Pastor Krzysztof Krajewscy, Cracóvia, Polônia

Que o Espírito Santo nos dê percepção do futuro e ajude-nos a compreender que somente a primeira parte da promessa de Isaías, registrada 700 anos de Jesus nascer, foi cumprida.

Isaías 9.6-7
“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Do aumento do seu governo e paz não haverá fim. Reinará sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e o fortificar em retidão e justiça…”

Jesus, não mais um bebê numa manjedoura, mas Deus forte, toma o seu assento no trono do universo, em preparação para o cumprimento da segunda parte da profecia.

Vida Transcendente
Francis Frangipane [excerto]

Quando as pessoas pensam em seu destino, geralmente imaginam algo que farão para Deus, uma tarefa que envolve a demonstração visível de um dom especial. Porém, nem nossos dons nem nosso chamado específico representam a realidade essencial do nosso destino. Esse destino é ser semelhante a Jesus. Se acreditássemos que ser parecido com Jesus é a razão da nossa existência, estaríamos buscando essa transformação de maneira muito mais evidente.

Temos visto líderes no ministério cujos dons e chamados eram tão fortes, tão cativantes, que pareciam capazes de trazer o próprio Céu para a Terra. Mais tarde, porém, fomos chocados ao descobrir que esses mesmos indivíduos tinham uma vida secreta escravizada por pecados vergonhosos. Como tais coisas poderiam acontecer? Quando o alvo principal é desenvolver nossos dons ou chamado ministerial, e não o caráter, ficamos muito mais vulneráveis ao engano de Satanás.

Ficar semelhante a Jesus é a razão da nossa existência. Quando perseguimos a imagem de Jesus para nossa vida, passamos a captar o significado da vida. (Para ler o artigo completo em inglês, clique www.frangipane.org).

The Call Genebra
Cody Archer

Nos dias 8 a 12 de dezembro, aconteceu “The Call” Genebra, evento organizado por Gateways Beyond Geneva, com apoio de pastores suiços locais e dirigido por Bedros Nassanian, junto com Lou Engle (de “The Call” Estados Unidos).

O primeiro dia incluiu 12 horas de oração, jejum e arrependimento. Para mim, o ponto mais alto foi quando Asher impôs as mãos sobre Jack S (um líder cristão palestino) e começou a orar fervorosamente pela salvação do povo árabe. Em seguida, Jack fez o mesmo em favor do povo judeu. A presença de Deus estava tão forte, era possível sentir o poder de Deus para curar sendo liberado profeticamente nessa divisão histórica.

Asher, junto com Dan Juster e outros mestres conhecidos internacionalmente, deu palestras na “Escola de Reforma e Restauração”. Foi impressionante ver diferentes ministros de várias partes do mundo reunidos com pastores locais em um mesmo lugar, demonstrando na prática níveis elevados de servir e honrar um ao outro e de edificação conjunta do Reino. Estamos vivendo em dias em que a oração de Yeshua em João 17, em favor da unidade, está sendo respondida como nunca antes.

O evento culminante foi um culto emocionante de louvor e adoração na noite de 12/12/12, com uma multidão que transbordou para fora da Catedral de S. Pedro (a igreja original de Calvino). Para obter mais informações, clique www.thecallgeneva.com.

Conexão Huguenote
Allan Nadler [excerto]

Nas horas mais tenebrosas do Holocausto, o lugar mais seguro para judeus na Europa ocupada pode ter sido a vila no sul da França, Le Chambon-sur-Lignon. Inspirados pelo pastor huguenote (ou seja, protestante francês) da vila, os residentes colaboraram na mais ampla e mais bem organizada operação de resgate da guerra, escondendo e salvando a vida de uns 5 mil judeus.

A conexão huguenote não era um mero detalhe nessa história. Antes, marcou um ponto alto numa longa história de afinidade entre huguenotes e judeus, que pode ser rastreada às origens do protestantismo francês e, em última análise, à teologia biblicamente fundamentada de João Calvino, o “pai” do protestantismo reformado.

[Nota de Asher: No verão de 1971, como um universitário cabeludo de Harvard, eu estava viajando de carona na França e passei por essa vila de Chambon-sur-Lignon. Ali, alguém tentou compartilhar o Evangelho comigo. Não compreendi. Vários anos depois, quando me tornei seguidor de Yeshua, reconheci o que havia acontecido.]

Pedidos de Oração

  • Pela cura de John O., Rose D., e Vashek K
  • Pelo melhor resultado para as eleições governamentais de Israel
  • Para que haja fruto cada vez maior para o reino de Deus por meio da TV Al Hayat (em árabe) e da TV Chai em Israel
  • Para que haja provisão sobrenatural para os projetos de construção de Yad Hashmonah (moshav messiânico).
  • Para que haja graça e favor para a Congregação Ahavat Yeshua no seu novo local de reuniões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *