Confiando em Deus

09/01/2018 Publicado por: Revista Impacto
Categorias: 2018 / Revive Israel

Ajude-nos a Construir Nosso Novo Estúdio!

Estamos em uma fase empolgante na construção de um belo estúdio e cenário para o nosso futuro programa semanal “Revive Live”. Por favor, seja o nosso parceiro nessa realização! Para saber mais sobre a visão para o novo estúdio e o programa que será feito com Asher Intrater e Ron Cantor:

Confiando em Deus

Ron Cantor

Que mudança vemos em Abraão do capítulo 12 de Gênesis para o capítulo 13. No capítulo 12, Abraão (bem, Abrão) desce ao Egito por causa da fome. Lá ele fica com medo de que sua vida esteja em perigo. Sua esposa, Sarai, é atraente e ele pensa que se Faraó sabe que eles são casados, ele matará Abrão e tomará Sarai. Ele combina com Sarai para ela esconder de Faraó o fato de serem casados.

É bastante impressionante que Abraão estivesse tão fraco na fé que estava disposto a permitir que sua esposa fosse para a cama de Faraó. Na verdade, ele até obteve riqueza dessa situação. Faraó pensou que eles fossem apenas irmãos, então ele não apenas poupou Abrão, como o abençoou com “ovelhas, bois, jumentos, escravos e escravas, jumentas e camelos” (Gn 12.6).

Ainda assim, a mão de Deus estava sobre Abrão. Mesmo na fraqueza, o Senhor protegeu a ambos. Uma praga veio sobre a casa Faraó porque havia tomado a esposa de outro homem. Ele mandou Abrão embora com sua esposa e todos os bens que recebeu.

No capítulo 13, ele se torna ainda mais rico. Ele começa a perceber que essa “coisa de andar com Deus” era mesmo sólida. Ele reconhece que a bênção de Deus em sua vida era sobrenatural e aprende a confiar em Deus.

Depois, porém, veio o conflito. Seus empregados e os de seu sobrinho Ló, começam a discutir:

“Disse Abrão a Ló: Não haja contenda entre mim e ti e entre os meus pastores e os teus pastores, porque somos parentes chegados. Acaso, não está diante de ti toda a terra? Peço-te que te apartes de mim; se fores para a esquerda, irei para a direita; se fores para a direita, irei para a esquerda”  (Gn 13.8-9).

Abraão havia chegado ao lugar em que entendeu a bênção e o favor de Deus. Ele estava se tornando amigo de Deus. Ele sabia que não importava qual região Ló escolhesse, já que a bênção permaneceria consigo. Ló escolheu a região verdejante e viçosa perto de Sodoma. Isso não fazia diferença para Abrão – se Deus determina a bênção, então abençoado você será.

Quando cheguei ao ministério 30 anos atrás, um pastor colega se opôs a mim. Ele procurava me envergonhar publicamente. Ele pensou que estávamos competindo um com o outro, até o dia em que o líder principal foi substituído, e ele veio atrás de mim. Finalmente eu teria a oportunidade de repreendê-lo. Compartilhei isso com um mentor e ele disse: “Sim, você pode fazer isso. Ou você pode orar e jejuar por ele”.

Ai! Não era o que eu queria ouvir. Deus estava claramente me chamando para tomar o caminho do rebaixamento. Eu me humilhei e o honrei, orando e jejuando para Deus abençoá-lo. Pouco tempo depois, ele deixou o ministério. Enquanto eu estive ofendido e pensando em resolver as coisas com minhas próprias mãos, a questão continuava me machucando. Assim que comecei a orar por ele, Deus resolveu a situação – e de maneira rápida. Anos mais tarde, Deus restaurou meu relacionamento com esse homem.

Entretanto, eu cheguei ao lugar onde percebi que se eu me humilhasse e confiasse em Deus, ninguém poderia me separar de seu favor e sua bênção. Esse princípio tem funcionado vez após vez na minha vida e ministério. Abrão aprendeu isso de forma muito clara e, após Ló deixá-lo, o Senhor renovou sua aliança com ele.

“Disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se separou dele: Ergue os olhos e olha desde onde estás para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente; porque toda essa terra que vês, eu ta darei, a ti e à tua descendência, para sempre. Farei a tua descendência como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, então se contará também a tua descendência. Levanta-te, percorre essa terra no seu comprimento e na sua largura; porque eu ta darei” (Gn. 13.14-17).

Existem áreas na sua vida que você não entregou ao Senhor, áreas nas quais você não confia nele? Aprenda a viver como Abrão, percebendo que se “Deus for por você, quem será contra você?” (Romanos 8.31).

Dando Glória a Deus
Dar glória ao nome de Deus é a primeira parte da Oração do Pai Nosso, portanto a motivação principal em nossas vidas é dar glória a Deus.

Legendas disponíveis em: Dinamarquês, Holandês, Inglês, Francês, Coreano, Polonês e Português!

Uma resposta para “Confiando em Deus”

  1. Adriana Sampaio disse:

    Recebo essa palavra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *