Breves Lições

Publicado em: 28/09/2012 Categorias: Arauto / Capacitados por uma Unção

Arauto - Ano 07 - nº 01 - Jan/Mar 1989

• Ninguém é tão pobre quanto aquele que não tem nada além de dinheiro.

• Voce não pode fechar seus olhos, mas pode fechar sua boca.

• Você pode fazer tudo o que deve.

• Não é vergonha alguma errar. É vergonhoso, porém. fazer menos que o seu máximo para não errar.

• Só há uma maneira de melhorar o seu tra­balho – ame-o.

Santificação

Em 1 Tessalonicensses 5:12-22, o apóstolo Paulo nos dá um catálogo para a santificação:

1- Respeite seus superiores espirituais
2- Seja paciente com os fracos
3- Faça o bem a todos, mesmo que al­guém não mereça
4- Regozije-se sempre
5- Ore constantemente
6- Dê graças em todas as circunstâncias
7- Não apague o Espírito
8- Não despreze as profecias
9- Julgue todas as coisas
10- Abstenha-se de toda forma de mal.

Separação

Haverá momentos terríveis nos últimos dias. As pessoas serão amantes de si mesmas, amantes do dinheiro, exibicionistas, orgulhosas, abusivas, desobedientes a seus pais, ingratas, ímpias, in­capazes de amar, incapazes de perdoar, caluniadoras, sem auto-controle, cruéis, inimigas do bem, traidoras, atrevidas, vaidosas, antes amigas dos prazeres do que de Deus – tendo aparência de Deus, mas negando seu poder. Mantenha-se afastado destes.

Nossa atividade principal

O tempo gasto em oração produz  mais que o tempo dedicado à obra. A oração é que dá o valor e o sucesso à obra. A oração abre os caminhos para que Deus faça sua obra em nós e através de nós. Deixemos que nossa atividade principal, como mensageiros de Deus, seja a intercessão. Com ela, asseguramos a presença e o poder de Deus conosco.

Ore a Deus

Os cristãos geralmente têm uma compreen­são humanística da oração. Ela parece ser uma perda de tempo para muitos, a menos que eles sintam que podem convencer pessoas, orando com elas. Muitas pregações dizem-nos que a oração não serve para mudar Deus, mas, sim, nós mesmos. Porém, este pensamento nos dá uma falsa impressão da oração.

Orar é olhar para Deus e não para nós mes­mos ou para aqueles que queremos que sejam transformados. Orar é pedir de Deus e receber d’Ele. É bom compararmos nossa oração com a oração de nossos patriarcas espirituais.

Bíblia e oração

Quanto melhor soubermos a Palavra de Deus, melhor iremos orar. Não é suficiente sabermos apenas as promessas da Palavra; precisamos saber seus princípios e preceitos. Não tenho direito de reivindicar uma promessa se estou violando um princípio ou desobedecendo um preceito: “Se eu no coração contemplar a vaidade, o Senhor não me ouvirá” (Salmo 66:58). Se os nossos ouvidos estiverem abertos à Palavra de Deus, então os seus ouvidos estarão abertos às nossas petições. Ignorância da Palavra significa impotência na oração.

Isso ajuda a explicar porque o avivamento não chega: nossas orações pelo avivamento não têm poder na medida em que ignoramos ou desobedecemos a Bíblia. O verdadeiro avivamento virá quando o povo de Deus obedecer Sua Palavra, deixar o pecado, e procurar fazer Sua vontade. Quando olhamos para a Palavra de Deus, Ele nos capacita a olharmos para os nossos próprios corações. Isso leva-nos ao arrependimento e à confissão de pecados.

Na sua casa

Se você me disser o que há na sua própria casa por escolha sua, eu lhe direi a história de seu lar e serei capaz de lhe informar se o seu lar é um lar onde há harmonia e paz ou confusão e desespero.
Deixe-me ler o nome dos seus convidados no livro de visitas; deixe-me ver o título dos livros de sua biblioteca nos quais você tem um prazer especial; permita-me olhar as revistas que você mais gosta; deixe-me escutar uma conversa sua quando você não sabe que está sendo ouvido; dê-me o privilégio de falar só por um momento com os amigos que você mais gosta – e eu escreverei a verdadeira história do que você foi, o que você é, e o que você será pela graça de Deus, embora eu não o conheça pessoalmente. Em outras palavras, o que há em seu lar determina que tipo de lar ele i. O que é que há em seu lar?
J. Wilbur Chapman

PALAVRAS DE SABEDORIA

A melhor coisa que podemos ter abaixo do céu é uma mulher de bom coração, e a pior coisa que podemos ter é uma mulher má. Fala-se que homens e mulheres vivem num mesmo plano, mas isso não acontece! As mulheres tem mais “alma” que os homens. As mulheres sempre estão um pouco acima ou um pouco abaixo dos homens. Havia um tempo em que as mães mais preocupadas perguntavam-se: “Como posso proteger minhas filhinhas destes caras de hoje?” Hoje, as mães inteligentes oram: “Oh, Deus, ajuda-me a proteger meus filhos das mulheres perversas”.

Nenhuma nação até hoje jamais foi para o inferno antes de suas mulheres irem para o inferno. Haveria esperanças se todos os homens fossem maus e todas as mulheres fossem boas, mas não haveria esperança para nossa nação se todos os homens fossem bons e todas mulheres más. Não culpem o mundo, mães. Foram vocês que geraram os filhos. Vocês colocaram suas “marcas” neles antes de o mundo os tocar. Vocês os ensinaram a pronunciar suas primeiras palavras e a dar os primeiros passos. Um homem pode ir para o inferno tendo uma boa mãe, mas não é fácil fazê-lo! Como é grande o poder de uma mulher sobre um homem!

Foi uma mulher que roubou de Sansão a sua força. Foi a dança sensual de uma mulher que mandou Herodes para o inferno, (Herodes não foi o único a ir para o inferno por causa da dança sensual de uma mulher!) Uma mulher empurrou Félix para o inferno. A Bíblia diz que Félix tremeu. Ela não diz que Drusila tremeu. Drusila manteve-se indiferente enquanto Paulo pregava para eles. Félix respondeu: “Eu discutirei este problema contigo mais tarde, Paulo. Não é conveniente agora. Volte para a prisão”. Creio que aquele foi o dia definitivo para Félix. Creio que no caminho de cada pecador, o Deus Todo-poderoso coloca uma data-limite. De um lado, há esperança; do outro, morte. Este limite pode estar à porta de alguns de vocês que estão lendo este artigo. Se você se for sem Deus depois deste momento, você pode determinar seu destino para a eternidade. Que Deus lhe ajude a se reconciliar com Ele.
Dr. Bob Jones, sênior

VOCÊ JÁ ESTÁ SABENDO?

“… o que difama é insensato” (Provérbios 10:18).
Repetir uma questão maligna é como colocar lenha na fogueira. Quando você escutar um relato maligno sobre alguém, divida-o pela metade e depois em quatro partes, e o resto não conte para ninguém.
A fofoca é produto de mentes vazias, e, frequentemente, aqueles que cometem este pecado estão tentando impressionar as pessoas com aquilo que eles fingem saber. Rebaixando os outros, eles esperam parecer maiores que são.

Aquele que passa seu tempo achando defeitos nos outros e repetindo comentários maliciosos está violando a seguinte ordem do Senhor: “Não difamem a ninguém” (Tito 3:2). Um escritor disse: “Muitos pensam que a fim de se difamar alguém é preciso dizer algo falso a respeito da pessoa. Nesse caso, não seria apenas difamação, mas mentira também”. Faltando no amor e na compaixão, o fofoqueiro não manifesta “a mente de Cristo” ( 1 Coríntios 2:16). Assim, a Bíblia o chama de insensato.

GANHO PELO AMOR

Um brilhante estudante americano, filho de pais ricos, caiu em infidelidade para com Deus e deixou o curso de treinamento cristão que fazia. Um dia, ele estava tão insatisfeito consigo mesmo que disse à sua mãe: “Estou cansado de tudo. Vou partir e não vou te incomodar mais”.

Ela o seguiu até a porta, chorou e implorou que ele ficasse. Então, ela lhe deu seu último conselho: “Meu filho, quando estiveres, passando pelo momento mais negro e tudo parecer perdido, se você clamar sinceramente ao Deus de sua mãe, Ele não o decepcionará”.

Em meio as trevas, ele foi. O seu pecado, particularmente sua infidelidade, estava levando-o rapidamente à destruição. Ele lançou-se impetuosamente num abismo, até que sentiu que não poderia mais aguentar tal situação.
Num hotel, numa certa cidade a 640 km de casa, ele decidiu suicidar-se. Cansado de sua vida pecaminosa, ele levantou-se cedo pela manhã e preparou-se para dar cabo a sua vida. Ele disse a si mesmo: “Vou acabar com esta farsa chamada vida humana”.

Naquele momento, passaram repentinamente em sua memória as últimas palavras dc sua querida mãe: “Meu filho, quando estiveres passando pelo momento mais negro e tudo parecer perdido, se você clamar sinceramente ao Deus de sua mãe, Ele não o decepcionará”.

Um poder invadiu-o, impedindo-o de cometer aquele ato, e fez com que ele caísse de joelhos e orasse assim: “Óh, Deus da minha mãe, se é que existe este ser, eu quero luz. Se você me der, não importa como, eu te seguirei”.
Deus brilhou em sua mente obscurecida, quebrou sua teimosia e, sem hesitação, ele, por fé, aceitou Cristo como Salvador.
Seu primeiro pensamento foi o de voltar para casa e contar para sua mãe. Para sua surpresa, ele viu sua mãe caminhando pelo jardim a fim de encontrar-se com ele, com um sorriso e lágrimas no rosto. Ela exclamou: “Meu filho, eu sei porque você voltou. Você se encontrou com o Senhor, pois Ele me falou!”
Este jovem tornou-se o famoso evangelista R. A. Torrey, que foi usado por Deus para ganhar muitas almas para Cristo, em muitas terras. Ele próprio foi ganho para Cristo pelo amor de sua mãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *