Arco-Íris, Pomba e Oliveira

Publicado em: 29/10/2012 Categorias: 2012 / Revive Israel

Por: Asher Intrater

O arco-íris, a pomba e o ramo de oliveira se tornaram símbolos universais de amor, paz, harmonia, tolerância e espiritualidade. A origem dessas figuras, porém, está na Bíblia como parte da aliança de Deus com Noé.

Gênesis 8.11: “À tarde ela [a pomba] voltou a ele; trazia no bico uma folha nova de oliveira.”
Gênesis 9.13: “Porei nas nuvens o meu arco; será por sinal da aliança…”

Todas as nações que estão no mundo hoje vieram de Noé e de seus filhos. O arco-íris é o selo da aliança divina, representando o destino de Deus para aquelas nações. As diferentes cores representam as várias nações, grupos étnicos, culturas e línguas. Seu destino será cumprido por meio daqueles que foram “chamados para fora” de cada nação, a ecclesia, a Igreja internacional (Apocalipse 7.9).

Os diversos grupos nacionais mantêm suas próprias identidades, mas estão unidos em harmonia. Essa é a essência de sua beleza. Se o arco-íris fosse de uma só cor, não seria bonito. Se as cores não estivessem unidas, mas fossem divididas e confusas, também não haveria beleza. Só encontramos beleza quando há diversidade com harmonia.

O esplendor do arco-íris representa crentes glorificados e santificados, adorando a Deus. As cores brilhantes não se originam no próprio arco. Um arco-íris simplesmente exibe os raios solares refratados pelo vapor d’água e refletidos na nuvem. Assim é também com a Igreja.

Nós refletimos a glória de Deus que brilha no rosto de Yeshua (2 Coríntios 3.18; 4.6). A conexão entre o arco-íris e o trono de Deus pode ser vista na visão de Ezequiel da glória de Deus (Ezequiel 1.26-28), como também na visão de João da adoração celestial (Apocalipse 4.3). O arco-íris é curvado, refletindo a curva do sol que, por sua vez, representa a face do Filho.

A pomba é uma figura do Espírito Santo, que pairou como uma ave sobre a criação (Gênesis 1.2) e veio sobre Yeshua na forma de pomba depois de sua imersão na água (Mateus 3.16; Lc 3.22). Batismo na água é visto na Nova Aliança como uma versão personalizada da passagem pelo dilúvio na arca de Noé (1 Pedro 3.21-22) [e da passagem pelas águas do Mar Vermelho também (1 Coríntios 10.1-2)].

A oliveira representa a restauração do remanescente de fé messiânico dentro da nação de Israel (Romanos 11.16-24). A oração mais comovente de Yeshua (Mateus 26.39), seu ensinamento sobre o tempo do fim (Mateus 24) e sua segunda vinda (Zacarias 14.4; Atos 1.11-12) aconteceram ou acontecerão no Monte das Oliveiras, porque todos os três envolvem a restauração do remanescente de Israel.

Estes três símbolos (o arco-íris, a pomba e o ramo da oliveira) representam a esperança de Deus para a raça humana. Foram planejados por Deus antes da criação, identificados após o dilúvio de Noé e revelados na Nova Aliança. O arco-íris é a glorificação da Igreja internacional; a pomba é a habitação do Espírito Santo no nosso interior; e o ramo de oliveira é a restauração do remanescente messiânico.

Estes três (Israel, a Igreja e o Espírito Santo) representam o destino eterno que Deus planejou para nós: passado, presente e futuro. Deus está convergindo todos eles para se tornarem um em Yeshua (Efésios 1.10). Israel é uma das cores no arco-íris; a Igreja é enxertada na Oliveira; e o Espírito Santo está sendo derramado sobre toda a carne (Atos 2.17). O que foi escondido como mistério nas Escrituras desde o princípio está sendo revelado abertamente à nossa geração hoje.

BEBÊS

Por falar em dilúvios, na congregação Ahavat Yeshua [Amor de Jesus], Sharona, Odelia, Vered, Simcha e Natalya todas tiveram bebês na semana passada, sendo que mais duas, Shani e Liat, estão quase chegando ao tempo de dar à luz também [Detalhes na semana que vem].

AVANÇO HISTÓRICO NA POLÔNIA

Henryk Wieja, diretor de Life and Mission Poland (Vida e Missão Polônia), www.misja.org.pl

Sábado, dia 13 de outubro, tivemos uma conferência para avivamento em Wisla, na Polônia. Junto com Asher Intrater de Israel, os preletores poloneses foram: Kazimierz Barczuk, Edward Cwierz, Jerzy Rycharski, Alina e Henryk Wieja. Tivemos quase 700 participantes de todas as partes da Polônia, além de representantes da República Tcheca e da Alemanha.

Experimentamos o fogo do Espírito Santo e nova revelação sobre Jesus; fomos testemunhas deste momento histórico que Deus estava preparando para nossa nação.

Um dos pastores disse depois da conferência: “Foi uma das apresentações mais equilibradas que já ouvi sobre o assunto de Israel e a Igreja. Saímos inspirados e mobilizados para estarmos ativos num avivamento ‘programado’ por Deus, tanto nos nossos lugares pessoais de influência quanto na Igreja na Polônia.

“Desde a conferência, temos experimentado algo totalmente novo: pessoas sedentas por Deus começaram a vir para o local de reuniões, prontas para receber Jesus Cristo em sua vida. Estamos vivendo o momento mais empolgante da nossa história, quando o avivamento já começou para o povo polonês, como também para a nação judaica. Esse evento de avanço histórico inaugurou um novo tempo na nossa história!”

Por favor, ore conosco em favor deste avivamento histórico do tempo do fim na Polônia.

 FÁBRICA DE ARMAS NO SUDÃO

Na última quarta-feira, dia 24 de outubro, a fábrica de armas em Yarmuk, no Sudão, que tinha contrato para produzir mísseis para o Irã, foi bombardeada e destruída por quatro aviões militares. Oficiais do governo de Israel se recusaram a comentar.

Analistas de notícias em Israel relatam que o Irã tem usado uma estratégia de duas frentes para introduzir mísseis na região de Gaza. A primeira é transportá-las por navio para o Porto Sudão no Mar Vermelho. A segunda é essa fábrica de armas, perto de Khartoum.

De ambas as localidades, as armas são depois transportadas para o norte, para o Egito, depois levados pelo deserto do Sinai (violando explicitamente o tratado de paz entre Israel e o Egito, de 1979). Do Sinai, as armas são introduzidas clandestinamente na faixa de Gaza, através de túneis na fronteira.

A distância de Israel à fábrica de armas no Sudão é de 1.900 km, em comparação aos 1.600 km de Israel para a fábrica militar mais próxima no Irã (passando, possivelmente, uma mensagem velada ao Irã sobre o potencial que Israel tem para atacar). Ore para que a escalada de armas no Oriente Médio entre todos os grupos islâmicos extremistas seja frustrada.

Novo Ensinamento YouTube por Asher

A conexão entre Yom Teruah (Festa das Trombetas) e a Segunda Vinda de Jesus. Assista (em inglês):

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *