Aprendendo a Orar

08/05/2012 Publicado por: Impacto

Arauto - Ano 13 - nº 01 - Jan/Mar 1995

Com Cristo Na Escola De Oração
Por: Andrew Murray

De todas as promessas ligadas ao mandamento “Permanecei em Mim,” a maior e a que mais rápido traz a confissão: “Não que eu já tenha alcançado, ou já seja perfeito,” é esta: “Se permanecerdes em mim,… pedireis o que quiserdes, e vos será feito.” Poder com Deus é a mais alta realização da vida de plena permanência Nele.

De todas as características de uma vida semelhante a Cristo, não há outra mais sublime e mais gloriosa do que a conformidade com Ele na obra que agora O compromete incessantemente na presença do Pai Sua poderosa e eficaz intercessão. Quanto mais permanecemos Nele e crescemos à Sua semelhança, mais a Sua vida sacerdotal operará em nós poderosamente, e nossa vida se tornará tal qual a Sua é, uma vida que sempre suplica e prevalece em favor dos homens.

‘Tu nos fizeste reis e sacerdotes para Deus.” Tanto para os reis quanto para os sacerdotes, os fatores principais são poder, influência e bênção.

Com o rei o poder vem de cima para baixo; corri o sacerdote o poder vai de baixo para cima, prevalecendo com Deus. No nosso bendito Sacerdote-Rei, Jesus Cristo, o poder real está fundado no sacerdócio: “Ele pode salvar totalmente os que por Ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” Em nós, Seus sacerdotes e reis, não é diferente: é na intercessão que a Igreja deve encontrar e exercer seu mais alto poder; é assim que cada membro da Igreja pode provar sua descendência de Israel, que como príncipe tinha poder com Deus e com os homens e prevaleceu.

É sob uma profunda convicção que o lugar e o poder da oração na vida cristã são muito pouco entendidos que este livro foi escrito. Tenho certeza de que enquanto considerarmos a oração principalmente como um meio de simplesmente manter nossa própria vida cristã, não conheceremos todo o seu significado. Mas quando aprendermos a considerá-la como a parte mais sublime da obra confiada a nós, a raiz e a força de todas as outras partes, veremos que não há nada que precisamos estudar e praticar mais do que a arte de orar corretamente.

É somente quando a Igreja se santa obra de intercessão que podemos esperar que o poder de Cristo se manifeste a seu favor. É minha oração que Deus use este livrinho para tomar mais claro para alguns de Seus filhos o maravilhoso lugar de poder e influência que Ele espera que eles ocupem; e para o qual um mundo cansado também espera.

Ligado a isto há uma outra verdade que me veio com maravilhosa clareza quando estudei os ensinos de Jesus sobre a oração. É esta: que o Pai espera ouvir cada oração de fé, para nos dar o que quer que desejemos e o que quer que peçamos no nome de Jesus. Nós nos acostumamos tanto a limitar o maravilhoso amor e as grandes promessas do nosso Deus, que não conseguimos ler as afirmações mais simples e mais claras do nosso Senhor sem as qualificações que usamos para guardar e expô-las.

Se há algo que acho que a Igreja precisa aprender, é que Deus pretende que as orações tenham uma resposta, e que não entrou no coração do homem e nem consegue conceber o que Deus fará pelo filho que se entrega para crer que sua oração será respondida. Deus ouve a oração; esta é uma verdade universalmente admitida, mas muito poucos entendem o seu significado ou experimentam o seu poder. Se o que escrevi fizer com que o meu leitor vá em busca das palavras do Mestre, e tome posse das Suas maravilhosas promessas simples e literalmente como elas o são, o meu objetivo, então, terá sido alcançado.

Só mais uma coisa. Milhares, nestes últimos anos, já encontraram uma bênção indescritível ao aprender que Cristo é completamente nossa vida , e como Ele se encarrega de ser e fazer em nós tudo que precisamos. Não sei ainda se aprendemos a aplicar esta verdade à nossa vida de oração.

Muitos reclamam que não têm poder para orar com fé, para fazer a oração que “muito pode por sua eficácia”. A mensagem que eu gostaria tanto de lhes transmitir, é que o bendito Jesus está esperando, ansioso, para lhes mostrar exatamente como fazer isto.

Cristo é a nossa vida: no céu, Ele vive sempre a orar; Sua vida em nós é uma vida contínua de oração, se nós, tão-somente, confiarmos Nele para isto. Cristo nos ensina a orar não somente pelo exemplo, pela instrução, pelo mandamento, e pelas promessas, mas por revelar-nos a Si mesmo como o intercessor incessante, e como nossa Vida. É quando crermos nisso, e permanecermos Nele para a nossa vida de oração também, que nossos temores de não sermos capazes de orar corretamente se desvanecerão, e com alegria e triunfo confiaremos em nosso Senhor para nos ensinar a orar, para que Ele mesmo seja a vida e o poder de nossa oração.

Que Deus abra nossos olhos para que vejamos o santo ministério da intercessão, como Seu sacerdócio real, para o qual fomos separados. Que Ele nos dê um coração grande e forte para crermos na poderosa influência que nossas orações podem exercer. E que todo temor quanto à nossa capacidade de cumprir nossa vocação desapareça ao vermos Jesus, que vive eternamente para orar, vive em nós para orar, e oferece a Sua própria garantia para a nossa vida de oração.

Esperar Continuamente

Nós nunca deixamos de ter esperança quando nossa esperança está firmada em Deus. Esperança é mais forte do que desejar e mais dinâmico do que ansiar. É desejar profundamente com uma ardente expectativa de realização.
“Quanto a mim, esperarei sempre, e te louvarei mais e mais” (Sl 71:14).
“Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três…” (1 Co 13:13).

Esperar em Deus

As nossas faltas cooperarão para o nosso bem, contanto que nós as usemos para a nossa própria humilhação, sem nos negligenciarmos no esforço de nos corrigir.
O desânimo não serve para nenhum propósito espiritual. É, simplesmente, o desespero do amor próprio.
A melhor maneira de se beneficiar da humilhação das próprias faltas é enfrentá-las em toda a sua hediondez, e esperar sem cessar em Deus, ao mesmo tempo que se espera nada de si mesmo.
Fenelon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *