Aflição, Esperança e Alívio

Publicado em: 10/07/2020 Categorias: 2020 / Revive Israel

Por Guy Cohen

“Não me ocultes o rosto no dia da minha angústia…” (Sl 102.2).

Salmo 102.1-12 é a oração de um homem em sofrimento. E podemos nos identificar com ele. Ele está trazendo as suas queixas, medos e tristezas diante de Deus. Ele sente várias pressões provenientes de diversas direções. Ele fala especificamente sobre os seus inimigos, mas também de seu corpo físico. Por outro lado, temos a impressão de que parte do seu problema é que ele se sente distante de Deus.

Seja qual for o motivo, se foi uma luta pessoal da parte de Davi ou se Deus não se agradou de suas ações e estava esperando seu arrependimento, este é um lugar perigoso para qualquer um estar.

Como é possível se aproximar de Deus quando se está nessa situação? É possível ver o estado de sequidão em todas as áreas: física, mental e espiritual. Davi precisa de água. Ele precisa da presença do Espírito Santo que é a fonte de sua própria vida. Os pássaros mencionados são aqueles que habitam nos desertos e nos lugares arruinados, símbolos de morte e destruição (Sl 102.6).

Curiosamente, Davi descreve o sentimento de se sentir sozinho como um pássaro empoleirado no telhado (Sl 102.7). Quando Davi é retratado sozinho em um telhado? Foi quando ele viu Bate-Seba; mas aonde isso o levou? Davi entrou nessa situação por não estar onde deveria estar.

A profundidade do sofrimento de Davi é retratada quando suas lágrimas enchem o seu próprio cálice (Sl 102.9). Todo mundo está contra ele. Onde mais na Palavra lemos sobre alguém sendo desprezado? Vemos Yeshua neste mesmo lugar, clamando para Abba de um lugar vazio, longe de Deus, um lugar de sofrimento quando todos, exceto alguns poucos, se voltaram contra ele. “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que se acham longe de minha salvação as palavras de meu bramido? (Sl 22.1; Mt 27.46).

Este é um lugar de fraqueza patente e até de dúvida, uma situação em que também podemos nos encontrar. No versículo 12, vemos o “estalo” em Davi quando ele se volta para Deus. “Tu, porém, Senhor, permaneces para sempre, e a memória do teu nome, de geração em geração…”

Essa mudança vem da proclamação de quem é Deus e o que ele prometeu. Este salmo não foi escrito apenas para descrever o sofrimento de uma pessoa, mas foi escrito para todos nós. Ninguém é imune a tempos de luta, provas e tristeza. Deus quer que nos voltemos para ele e que nos apoiemos nele.

Quem são os presos mencionados aqui e quais são as prisões do versículo 20? O medo da morte é uma das maiores prisões de todos os que não vivem no refúgio de Deus. Ele nos leva para além das pressões deste mundo. Quando entramos em louvor e adoração, damos graças a Deus e somos cheios do seu Espírito, e assim encontramos o caminho para sair da nossa confusão, medo e dúvida.

Nesse lugar, passamos de um pássaro sozinho no telhado para sermos “renovados” como uma águia voando por cima de todas as situações (Is 40.29-31; Sl 103.5).

Live de Israel! – Transmissão Global

A Equipe de Adoração do Revive Israel anunciará a presença de Deus à medida que nos unirmos para louvá-lo de Jerusalém até os confins da Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *