A TERRA SE ENCHERÁ COM SUA GLÓRIA

Publicado em: 10/04/2021 Categorias: 2021 / Revive Israel

Asher Intrater

Aqui estão cinco promessas bíblicas de que um dia toda a Terra se encherá com a glória de Deus:

  • Números 14.21 – Toda a terra se encherá da glória do Senhor
  • Isaías 6.3 – Toda a terra está cheia da sua glória
  • Isaías 11.9 – A terra se encherá do conhecimento do Senhor
  • Habacuque 2.14 – A terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor
  • Salmo 72.19 – E da sua glória se encha toda a terra

Certa vez, tive um sonho em que vi o início do planeta Terra sendo cheio com a presença de Deus. Os elementos da natureza – árvores, rios e montanhas – todos ganharam vida. O Paraíso bíblico é um Jardim do Éden restaurado.

Romanos 8.19-21 – Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.

O espírito de um ser humano está ligado à sua alma, e esta está ligada ao seu corpo. O corpo do homem foi originalmente tirado da terra; então há uma ligação entre o corpo físico do homem e o solo do planeta Terra. Depois que uma pessoa morre, seu espírito e alma deixam seu corpo, e seu corpo retorna à terra para se decompor.

Portanto, a ressurreição da raça humana também está ligada à restauração da Terra. Os corpos de todos os humanos estão na terra. Na ressurreição, o poder de Deus encherá esses corpos e eles voltarão à vida em uma nova e gloriosa forma (ou para o castigo eterno). O mesmo poder de glória que enche a Terra para ressuscitar os mortos, ao mesmo tempo encherá a Terra para transformar a natureza de volta à sua forma original.

A Terra e os corpos dos homens estão ligados em aliança e em substância. Quando o homem pecou, seu corpo perdeu sua glória e o planeta Terra caiu em corrupção. No momento em que os filhos de Deus receberem seus novos corpos glorificados (Filipenses 3.21; 1 Coríntios 15.35-49), a natureza também será restaurada à sua glória. A vinda do reino de Deus inclui uma “regeneração” da Terra (Mateus 19.28; Apocalipse 21-22). Tanto a ressurreição quanto a regeneração são parte da “nova criação” (2 Coríntios 5.17; Apocalipse 21.5).

Esta promessa da glória de Deus enchendo a Terra está ligada ao conflito atual sobre quem é o dono da terra de Israel. A enorme atenção internacional a este pequeno pedaço de terra é obsessiva e não faz sentido diante de razões estritamente políticas. Existem raízes espirituais no conflito. Os muçulmanos afirmam que a Terra Santa pertence ao Islã. A Bíblia contém alianças claras e irrevogáveis de que esta terra foi dada por Deus ao povo judeu (Gênesis 12.7; 13.15; 15.18; 17.8; 26.3; 28.13; 35.12).

Mesmo assim, a maioria dos judeus e cristãos não percebe a importância dessas alianças. As promessas não foram feitas principalmente para o povo judeu ter um lugar para morar (embora isso certamente esteja incluído). O propósito das alianças relativas à terra de Israel é iniciar o processo de recuperação do planeta Terra para os filhos de Deus. Abraão e sua família foram os primeiros membros dessa nova comunidade da fé.

Deus fez alianças com Abraão e sua família para dar a ele a terra de Israel. Isso estabeleceu o direito legal de propriedade de todo o planeta para o resto da comunidade de fé também. Quando o planeta voltar à plena posse dos filhos de Deus, a Terra será restaurada à glória.

Tanto a Jihad Islâmica quanto o Humanismo Secular se opõem à reivindicação de Deus de posse deste planeta e, portanto, se opõem a qualquer consideração das alianças bíblicas relativas à terra de Israel. Cremos nas alianças bíblicas relativas à terra de Israel, e na promessa de propriedade do planeta Terra pelos filhos de Deus, e nas profecias de toda a Terra se enchendo da glória de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *