Você não é Templo de Deus!

Publicado em: 22/04/2018 Categorias: 2018 / Revive Israel

Ron Cantor

Imagine meu choque na máquina elíptica, o suor escorrendo pelo rosto, meditando em 1 Coríntios 3, quando algo me ocorreu! Paulo não está falando de exercício físico!

Na passagem, o apóstolo fala de recompensas no céu, e de repente ele começa a falar sobre nossos corpos serem o Templo de Deus. Eu me perguntei: Como ele chegou nessa conclusão? Não fazia sentido. Voltei e reli os versos, antes e depois, e notei uma palavra que nunca tinha visto lá: “Sois vós”. E, boom, a ficha caiu!

O mais irônico é que eu estava exercitando – tomando conta do templo, por assim dizer – quando percebi que comer direito, não fumar e exercitar-se não tinha NADA a ver com o que Paulo estava dizendo:

“Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês. Assim, se alguém destruir o templo de Deus, Deus destruirá essa pessoa. Pois o templo de Deus é santo, e vocês juntos são o seu templo.” (1 Co 3.16-17).

Agora, para ser claro, em 1 Coríntios 6, ele se refere a nossos corpos sendo templos do Espírito Santo, em relação à imoralidade sexual. É por isso que os pecados sexuais são especialmente perversos, porque a presença de Jesus está dentro dos nossos corpos (1 Co 6.18-20).

Isso é diferente do que ele disse no capítulo três. No capítulo seis, ele diz “templos” no plural. Ou seja, a presença de Deus habita em todo crente “individual”. Mas no capítulo três, ele diz que nós,  juntos (plural), somos o templo (singular) de Deus. Ele está falando de todo o corpo do Messias como sendo o substituto do Templo (que em breve seria destruído) em Jerusalém.

Por que Isso é Importante?!

Paulo está muito preocupado com os coríntios, que estão cheios de divisões (1 Co 1.12). Ele então os repreende no capítulo três por isso (1 Co 3.3-4).

Nós pensamos que “mundano” significa ouvir música secular, mas mundano, no sentido do Novo Testamento, significa viver a vida na carne – raiva, conflito, divisão, orgulho, inveja, etc. O crente capacitado pelo Espírito é chamado a viver em um nível mais elevado. Agora, nos versículos 16 e 17, vemos que Paulo estava mais preocupado com a união deles do que com a sua dieta.

“Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês. Assim, se alguém destruir o templo de Deus, Deus destruirá essa pessoa. Pois o templo de Deus é santo, e vocês juntos são o seu templo.” (1 Co 3.16-17)

A palavra vocês em grego está no plural nestes versos, por isso a NVI em inglês acrescenta a palavra “juntos” no final do versículo 17 para enfatizar que nós, o corpo do Messias, juntos, somos o Templo de Deus, não cada um como indivíduo. Por isso, quando ele diz que Deus vai destruir a pessoa que destrói o templo de Deus, ele não está falando sobre indivíduos que fumam ou comem demais (coisas que não recomendo) – ele está falando sobre aqueles que causam divisão!

Causando Divisões

O Novo Testamento fala sobre o pecado de cisão ou divisão usando termos muito fortes: “…se alguém destruir o templo de Deus, Deus destruirá essa pessoa”. No meio da divisão, as pessoas se afastam da fé – ou seja, faz com que sejam desencaminhadas. Divisão e cisões partem o coração de Deus porque rasgam o corpo de Jesus.

Às vezes, há razões legítimas para se separar de alguém: pecado grosseiro, ensino herético ou um líder que esteja abusando do rebanho. Mas a maioria das divisões está enraizada em sentimentos de orgulho e mágoa.

Unidade não significa Uniformidade

Na carta de Paulo, ele se refere a alguns que são leais a Apolo, outros a ele e alguns a Cefas (Pedro). Poderíamos levar isso longe demais e dizer que a lealdade a um grupo ou subdivisão do corpo de crentes é errada. Não é isso que Paulo está dizendo aqui. Não havia nada de errado com o fato de que Apolo tinha um grupo de discípulos que lhe eram leais como líder.

A questão não é os agrupamentos, mas o orgulho que entra. Quando você começa a pensar que sua equipe é a melhor, você já entrou em um lugar perigoso. Paulo ficou impressionado que Apolo estava dando frutos – ele não ficou muito impressionado com o fato de alguns desses discípulos serem excessivamente leais a um homem e começarem a julgar outros líderes ou movimentos. Minha conexão com o Tikkun Internacional não me faz julgar outros movimentos. Pelo contrário, eu celebro nossos dons e chamados especiais. Podemos ter unidade sem uniformidade e podemos celebrar a obra de Deus uns nos outros.

Conclusão

Deus odeia a divisão – puro e simples! Paulo suplica aos efésios: “Esforcem-se para manter a unidade do Espírito através do vínculo de paz”. Devemos ter cuidado antes de falar contra um irmão ou irmã. Precisamos ter certeza de que estamos sendo guiados pelo Espírito e não pela carne. Em nosso zelo pela justiça, podemos acabar destruindo um irmão ou uma irmã, ou mais importante, um crente novo. Vamos nos esforçar por paz e união e, ao mesmo tempo, nunca nos afastar da verdade.

Dom da Profecia

Devemos sempre praticar o dom da profecia com humildade, já que apenas profetizamos em parte, mas também é importante lembrar que todos nós podemos profetizar! Se você é nascido de novo e se sente movido pelo Espírito Santo para falar algo do coração de Deus que abençoa, encoraja e fortalece o ouvinte, você está operando com o dom da profecia!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *