Vindo em Carne

Publicado em: 22/05/2022 Categorias: 2022 / Revive Israel

Asher Intrater

Embora o Pai seja maior do que Yeshua (Jesus), a parte ativa do plano de redenção centra-se no filho. Como foi o ser humano que pecou, é por meio de um homem que ele deve ser salvo.

1 Coríntios 15.21-22
Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos.  Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo.

E por um homem ele deve ser julgado.

João 5.27
E lhe deu autoridade para julgar, porque é o Filho do Homem.

Deus fez o mundo físico para que o homem o habitasse. E Deus fez o homem físico para que Ele mesmo pudesse nele habitar.

1 Coríntios 6.19
Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?

Ao nos dar livre arbítrio e ao nos colocar neste planeta físico, Deus nos deu autoridade sobre o planeta e sobre tudo que nele existe (veja Gn 1.26, Sl 115.16). Quando Satanás fez com que a raça humana pecasse, ele usurpou ilegalmente, mas de forma efetiva, nossa autoridade sobre o planeta. Ele se tornou o “deus” temporário e criminoso deste mundo (2 Co 4.4).

Quando Yeshua veio, ele teve que nascer neste mundo com um corpo humano natural. Ele veio para retomar o governo deste mundo do diabo. Ele veio para fazê-lo de forma legal como um ser completamente humano, com seu próprio livre arbítrio e seu próprio corpo físico.

João 1.14
E o Verbo se fez carne e habitou entre nós.

O nascimento de Yeshua é um milagre tão grande que divide o calendário da história humana entre antes e depois de seu nascimento. Dizer que Yeshua veio à terra sem um corpo físico, na forma de espírito ou como um anjo ou em uma visão, seria totalmente contrário ao propósito de sua missão. Essa doutrina seria contra Yeshua, uma doutrina “anti” Messias.

1 João 4.2-3
Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo.

A vinda de Yeshua em carne inclui não somente o seu nascimento, mas também a sua morte. Yeshua realmente morreu fisicamente na cruz. Isso incluiu não apenas sua morte, mas também sua ressurreição. Ele não foi ressuscitado como um espírito, mas como um ser humano com um corpo material glorificado (Lc 24.39).

Quarenta dias após a ressurreição, Yeshua também ascendeu ao céu em seu corpo ressuscitado. Assim como Yeshua ascendeu, ele também voltará (At 1.11). Assim como seus pés se levantaram fisicamente do Monte das Oliveiras, também eles logo “pousarão” no Monte das Oliveiras (At 1.9).

Yeshua teve que nascer fisicamente para herdar a autoridade de Adão. Ele teve que ser crucificado fisicamente para julgar o pecado de Adão. Ele também tem que voltar fisicamente para retomar o domínio sobre este planeta que Adão cedeu ao diabo.

Se ele não voltar para retomar o domínio sobre o planeta, Satanás permanecesse aqui para sempre como o “deus” deste mundo. Muitos cristãos estão confusos sobre a natureza física da segunda vinda de Yeshua a esta terra. Essa confusão é um engano do diabo. Negar a segunda vinda de Yeshua em carne é paralelo à negação de sua primeira vinda em carne (veja novamente 1 Jo 4.2-3).

“Vir em carne” se refere à sua segunda vinda a este planeta como um rei, bem como a sua primeira vinda como um bebê. Satanás não se importa se você acredita no doce menino Jesus, desde que você não acredite no rei conquistador Jesus.

A palavra “vir” em hebraico é “ba”, e tem a mesma forma no passado e no presente. Pode significar, portanto, “está vindo” no sentido do passado, presente ou futuro. Nós vemos esse triplo significado em relação à “vinda” do Messias nas nuvens. Como Yeshua foi erguido do Monte das Oliveiras nas nuvens, assim ele voltará novamente nas nuvens.

Zacarias 14.4-5
Naquele dia, estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente… então, virá o Senhor, meu Deus, e todos os santos, com ele.

Aqui novamente está a palavra “vir”. Deve ser em carne porque seus pés estarão no Monte das Oliveiras. Os pés de quem? De Yeshua. (Os pés de Zc 14.4 são os mesmos pés de At 1.9). Quem é o Senhor que está voltando à terra? Yeshua.

Dizer que Yeshua “vem” em carne inclui sua:

  1. Encarnação
  2. Crucificação
  3. Ressurreição
  4. Ascensão
  5. Segunda Vinda

Negar qualquer um destes fatos é espírito do anticristo. Yeshua deve voltar em carne para jogar Satanás no poço, para ressuscitar a raça humana, para tomar o domínio sobre este planeta e para estabelecer o reino de Deus na terra. Negar isso é perder o ponto da criação, redenção e ressurreição.

Nós oramos para que o Reino de Deus venha à terra e para que sua vontade seja feita neste planeta, assim como é no céu (Mt 6). Muitas pessoas oram para que elas mesmas deixem este planeta, para que seja feito no céu como é no céu. Mas não é isso o que as escrituras dizem. Para que o Reino venha à terra, então Yeshua deve vir à terra. Nossa missão é preparar as condições para o seu retorno.

Para acreditar em uma verdadeira segunda vinda, deve haver uma hora e um local reais. A hora está próxima. O local é Jerusalém. É por isso que o maior conflito do mundo gira em torno de Jerusalém. O maior conflito político é a reivindicação muçulmana ao Monte do Templo, e o maior conflito espiritual é manter os judeus religiosos em Jerusalém longe de Jesus. Outro aspecto deste conflito é a confusão na doutrina cristã envolvendo Israel ou o fim dos tempos.

Cremos em uma segunda vinda real. Yeshua tomará posse do planeta de Deus (Sl 24.1).

O planeta será regenerado (Mt 19.28). A natureza será redimida (Rm 8.21). O céu e a terra serão unidos por Yeshua (Ef 1.10). O Jardim do Éden será restaurado (Ap 22.1-2). Deus e o homem viverão em harmonia (Ap 21.3-4). Tudo será perfeito.

Que venha o seu reino. Baruch Haba. Bendito é Aquele que vem. Maranatha. Vem, Senhor Yeshua.

APÊNDICE:

As escrituras apoiam esmagadoramente a visão de uma segunda vinda real e de uma redenção deste planeta. No entanto, há sete versículos que poderiam ser lidos de maneira oposta. Uma compreensão errada deles poderia causar confusão. Eles são:

  1. A casa do Pai no céu (Jo 14.1-2)
  2. Novos céus e nova Terra (Ap 21.1)
  3. O Reino dentro de vós (Lc 17.21)
  4. Conhecê-lo nos ares (1 Ts 4.17)
  5. Sem sol (Ap 21.23)
  6. Estrelas caindo (Ap 6.13-14)
  7. Meu reino não é deste mundo (Jo 18.36-37)

Vamos abordar brevemente estes versículos para entendê-los no contexto correto.

  1. A Mansão do Pai – Sim, temos uma morada no céu, também chamada de “Jerusalém Celestial”. Quem morrer agora na fé, irá para lá. Quando Yeshua voltar, a maioria dos que vivem aqui será levada para lá. No entanto, ao final do milênio, esse lugar de habitação celestial desce para ser unido à terra. A Jerusalém celestial descerá para se unir à Jerusalém terrestre (Ap 3.12; 21.2 e 10).
  2. Nova Criação – Nova aqui significa “renovada” como se tivéssemos uma nova terra e um novo corpo ou ressurreição. 2 Pedro 3.5-13 diz que a Nova Criação de quando Yeshua voltar será semelhante à mudança para o céu e a terra de antes do dilúvio de Noé (criação antiga) para depois do dilúvio de Noé (“novos céus e terra”). É uma criação totalmente nova do ponto de vista de Deus, mas o planeta ainda existe. Mateus 19.28 fala da “criação sendo renovada”. Os novos céus e a nova terra são também uma citação de Isaías 65.17, o que também mostra uma renovação do planeta, não sua desintegração.
  3. O reino interior – É claro que o reino está no interior, mas ele cresce. O reino se expande de dentro de você como uma semente até cobrir toda a terra (Mt 13.31-32). Assim como o reino espiritual dentro de você tem o poder de curar seu corpo físico, também tem o poder de curar a terra física. Quando nossos corpos forem ressuscitados, a terra será redimida (Rm 8.21). O reino de Yeshua dentro de vocês é uma extensão do reino de Davi. Ele incrementa uma dimensão espiritual ao reino de Davi (Is 9.1; Lc 1.31-32). Ele acrescenta, não subtrai.
  4. Encontro nos ares – Yeshua volta do céu. Ele está vindo do céu para a Terra. Vamos encontrá-lo durante o seu caminho de entrada (a palavra “encontrar” é a mesma do encontro em Mt 25.6-10 e At 28.15, ambas significando dar as boas-vindas a alguém, não ir com ele). Estamos acolhendo o Rei que está por vir. A confusão aqui vem de não percebermos que existem duas ressurreições diferentes. Quando Yeshua voltar, a maioria dos crentes irá para o céu aguardando a segunda ressurreição, mas aqueles selecionados para uma liderança especial com ele, serão ressuscitados na primeira ressurreição para ajudá-lo a estabelecer seu governo nesta terra (Ap 20.4-6). Mais abençoados serão aqueles que não irão para o céu naquele momento.
  5. Sem sol – As escrituras não dizem que aqui que não haverá sol, mas que não haverá necessidade de sol. A luz gloriosa do Filho será tão grande que não teremos necessidade da luz natural do sol, mesmo que ela esteja lá. Se você acender uma luz na sala, não precisa da luz do sol, mas ela está aqui. Com a luz do Filho, nós não precisaremos da luz do sol, mas ela ainda existirá. A luz do Filho não está apenas em Yeshua, mas também em todos nós brilhando junto com o sol e o Filho. Esta é também uma citação de Isaías 60.19, que mostra novamente a terra sendo renovada.
  6. Estrelas caindo – isso não significa a total “descriação” das estrelas, mas um tremor total de todos os poderes do céu e da terra, espiritual e fisicamente. É um terremoto cósmico e uma revolução cósmica. Estrelas caindo é uma citação de Isaías 13.10-13 e Isaías 34.4 que, quando tomada no contexto certo, mostra uma continuação e restauração do planeta criado após o tremor apocalíptico.
  7. Meu reino – Yeshua disse que seu reino não era “deste” mundo. Sua fonte de autoridade não era da política humana; seu método de conquista não era militar. Embora seu reino não seja “deste” mundo, ele se espalhará por este mundo (por amor sacrificial e poder espiritual). Ele disse que não era “agora” deste mundo; significando que seria “depois”; ele tomará conta do mundo (Ap 11.15). Ele também disse que para isso ele tinha que nascer, ou seja, receber um corpo humano físico por nascimento natural.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO CLICANDO NA IMAGEM:
Saiba mais, leia a descrição no YouTube clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.