Tenha Coragem nestes Tempos Difíceis

Publicado em: 12/05/2012 Categorias: Arauto / Esperança de Avivamento

Arauto - Ano 13 - nº 01 - Jan/Mar 1995

A dificuldade é, em si mesma, um convite para o Senhor Se impor e mostrar Sua Graça Soberana.

Há alguns aspectos do avivamento que só podem ser explicados em termos de soberania divina. Estudantes da história da Igreja teriam pouca dificuldade em dar inúmeros exemplos que confirmem esta opinião. Três coisas se destacam:

As circunstâncias nas quais o avivamento nasce. É nos momentos de maior escuridão que a lâmpada do avivamento arde com toda a sua intensidade. As mais sombrias épocas da história muitas vezes serviram de um escuro pano de fundo para a revelação da glória de Deus.
Depressão econômica, decadência social, indiferença religiosa, deserção eclesiástica e mesmo calamidades nacionais têm sido os predecessores imediatos da manifestação do poder de Deus para a salvação.

Os tempos difíceis nos quais vivemos são, em si mesmos, um convite para Deus Se impor e mostrar Sua graça soberana.

Os instrumentos aparentemente inadequados que Deus usa para o avivamento. Com bastante freqüência, o pastor formado é deixado de lado, enquanto homens e mulheres sem estudo e até rústicos se tomam os canais de bênçãos. Isto não é para desprezar a aprendizagem ou a cultura, mas para mostrar que há forças maiores do que a energia intelectual.

Não é a técnica que causa o derramamento da graça de Deus. É a fé! É o amor! É a oração perseverante!

A verdade que “o vento sopra onde quer” nunca é mais evidente do que no avivamento. Às vezes Deus tira um servo humilde da obscuridade para usá-lo para espalhar bênçãos. Mas e daí, contanto que o avivamento venha!

Os resultados tremendos que vem de causas aparentemente insuficientes. Alguém batalha em oração sozinho, sem ser visto, e se torna um pivô do avivamento. A mão de um servo fraco e inofensivo, porém confiante, é usada para abrir as comportas e fazer com que bênçãos jorrem através delas.

Com pouca organização, freqüentemente fora das entidades estruturadas e preparadas para o serviço, o avivamento se espalha como se fosse contagiosa. Ninguém consegue encontrar uma causa adequada; portanto todos dão glória a Deus.

Por tudo isto, é o propósito de Deus que o Seu povo anseie pelo avivamento, ore pelo avivamento, busque o avivamento e trabalhe para o avivamento. Não devemos relaxar nos nossos esforços só porque Deus é soberano mas, sim, esforçar-nos para fazer a Sua vontade, a fim de estejamos na corrente do poder quando o avivamento fluir!

Redemption Tidings

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *