Ponto de Virada

Publicado em: 27/01/2015 Categorias: 2015 / Revive Israel

Asher Intrater

Este ano de 2014-2015 representa um ponto de virada significativo e, como observado por muitos, um ano “Shemita” no calendário judaico (ano sabático que ocorre a cada sete anos). Esta semana marcou o 70º aniversário da libertação do campo de concentração de Auschwitz no sudeste da Polônia, próximo a Cracóvia. Estima-se que 1,1 milhão de judeus foram assassinados entre 1942 e 1945 pelos nazistas lá (incluindo vários integrantes da família do meu avô). No dia 27 de janeiro, os soviéticos invadiram Auschwitz e libertaram os 7 mil prisioneiros que ainda estavam lá, todos morrendo de fome e frio.

Não apenas o campo de Auschwitz foi libertado como a Segunda Guerra Mundial em sua totalidade chegou ao fim, até mesmo os combates no Oriente Médio e na Orla do Pacífico. Esta data, portanto, marca o fim de um período de 70 anos muito significativo para o Japão e para os países vizinhos também.

Setenta anos é descrito nas Escrituras como um período que cumpre profecias e punições históricas (Jeremias 25.11; Daniel 9.24). O período de 70 anos está relacionado ao conceito da “visitação dos pecados dos pais nos filhos” (Êxodo 20.5) e a uma expectativa de vida de 70 anos (Salmos 90.10). Setenta anos correspondem mais ou menos ao ciclo completo de uma geração dar à luz a próxima, enquanto a primeira desaparece. Hoje, as últimas testemunhas do período da 2ª Guerra Mundial estão morrendo. A geração atual tem pouca ligação emocional com o que aconteceu naquela época.

Desde o fim da 2ª Guerra Mundial, tem havido uma certa transferência da “visão” dos nazistas de exterminar os judeus para o que se tornou o Islamismo radical de hoje. Este ano, 2014-2015, vimos a declaração do ISIS como um Estado Islâmico. Esse foi um grande passo no desenvolvimento da visão do mundo islâmico. Todos os grupos terroristas, do Hamas ao Hezbollah e ao Al Qaeda, trabalharam em função da renovação de um Califado (um império islâmico com alcance mundial), mas não se viam como o cumprimento desse império. O ISIS está declarando que a nação do Califado começou.

A Europa e as Nações Unidas parecem ter pouco entendimento do perigo iminente. Neste momento, 70 anos após o Holocausto, somente a nação de Israel fala claramente sobre a ameaça da Jihad Islâmica em nossa geração, e apenas representantes de Israel citam a Bíblia na Assembleia Geral da ONU.

Durante o mesmo período, vimos grandes avanços no Corpo de Cristo. O maior número de cristãos numa mesma região encontra-se na Ásia hoje, não no Ocidente. O crescimento da Igreja da Ásia é a mudança de concentração cristã em quase 2 mil anos de história. Além disso, o Remanescente Messiânico na nação restaurada de Israel está se desenvolvendo e amadurecendo lenta, porém firmemente. Essa restauração espiritual de Israel também é uma mudança de paradigma de importância profética sem precedentes desde o primeiro século.

Legado

Paul Wilbur

Legado é uma palavra de significado enorme para mim nesta época. O que estamos construindo, com quem estamos trabalhando e para quem estamos deixando o que foi edificado? “Legado” significa pensar mais no avanço da próxima geração do que no meu próprio progresso – é muito mais a respeito do progresso dos meus filhos e netos do que o meu. O sucesso é garantido quando edificamos a casa certa com os construtores e materiais certos; com unção, excelência, poder, precisão, integridade e amor. Salomão coloca da seguinte forma: “Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam” (Salmo 127.1).

Quero desesperadamente fazer parte de algo significativo, e parece que estamos com as rédeas firmes em nossas mãos agora (Sim, falo com todos vocês da geração baby-boomers, nascidos entre 1946 e 1964, após a Segunda Guerra). O rumo das coisas daqui em diante será resultado, em grande parte, de nossas orações, planejamento, sabedoria, revelação e habilidade em passar o bastão para a próxima geração. Quero ser achado fiel, como um homem cuja vida fez diferença para o Reino para gerações vindouras. Quero que as palavras de Isaías sejam provadas verdadeiras por meio da minha vida: “o meu Espírito, que está sobre ti, e as minhas palavras, que pus na tua boca, não se apartarão dela, nem da de teus filhos, nem da dos filhos de teus filhos, não se apartarão desde agora e para todo o sempre”. Nosso legado está garantido quando ELE é o nosso legado!

Tocando Yeshua

Neste vídeo, Asher fala sobre o desespero de fé que vai liberar cura não apenas para nós, mas também para nossas nações. Para assistir em inglês:
http://youtu.be/YLL_CxWVAyQ?list=UUeOJT0q7PjZHNSXnjZpZkAA

Pedidos de Oração

República Tcheca – Tal Ruben, um dos nossos líderes do Revive Israel, está agora na República Tcheca (de 20 a 27 de janeiro) pregando em várias congregações na região de Ostrava. Por favor, ore por graça e força nas suas ministrações e por sua esposa e quatro filhos que estão em casa.

Filipinas – Na semana passada, 6 milhões (!) de pessoas participaram da missa conduzida pelo Papa Francisco. Os evangélicos da região manifestaram opiniões mistas, alguns ficaram encantados com a propagação da fé em Yeshua e a mensagem de amor do Papa Francisco, enquanto outros ficaram preocupados com as influências perigosas da Igreja Católica. Ore por avivamento em todo o Sudeste Asiático.

Fronteira Norte – Israel moveu os mísseis de defesa do sistema Iron Dome (Domo de Ferro) para a fronteira com o Líbano por causa das ameaças de retaliação depois do ataque de Israel na semana retrasada em Kuneitra, na fronteira com a Síria, matando um líder terrorista do Hezbollah e um general iraniano, que estavam aparentemente preparando uma base para lançar mísseis contra Israel. Ore por proteção divina.

Reféns Japoneses – O ISIS está ameaçando matar dois reféns japoneses se não receberem um resgate de 200 milhões de dólares. Isso aconteceu justamente quando o Presidente japonês Abaye estava visitando Israel. Ore para que o Japão permaneça firme contra as exigências terroristas.

Argentina – Houve manifestações logo após o suposto assassinato de um promotor judeu, Alberto Nisman, que acusou o governo atual de encobrir o envolvimento do Irã no ataque terrorista contra judeus em Buenos Aires em 1994. Ore para que a justiça seja revelada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *