Ore como Elias

Publicado em: 30/07/2022 Categorias: 2022 / Revive Israel

Asher Intrater

Há uma bela passagem na epístola de Tiago (Yaakov) que nos incentiva a orar, a orar muito, a orar como Elias… E, se o fizermos, nossas orações podem mover os céus e mudar a história, como fizeram as de Elias.

Vamos assumir que Elias foi um homem de fé maior do que você ou eu. A Bíblia também diz que João Batista veio com o mesmo espírito e poder de Elias. E que João foi o maior humano que já viveu (Mateus 11.11). Portanto, João era como Elias, mas ainda maior.

Entretanto, em comparação com João, Yeshua disse que mesmo o “menos crente” no reino de Deus é de maior estatura do que João ou Elias (Mateus 11..1). Isto é como uma parábola de um jogador de basquetebol e de um elevador. Um jogador de basquete pode ter quase o dobro de sua altura, mas se você pegar um elevador para um nível mais alto, você é “mais alto” do que ele é.

João e Elias podem ser maiores do que você ou eu em sua estatura humana pessoal, mas temos a vantagem de nascer de novo em um nível mais alto. Embora sejamos menos, ainda podemos ser mais. Que graça! Não estamos falando da capacidade humana, mas do acesso e da posição através da fé em Yeshua (Efésios 1:19-21; 2:6, 18).

O quinto capítulo de Tiago fala de oração 7 – 8 vezes. Algumas das orações são de intercessão, algumas de arrependimento, algumas de reconciliação, algumas com os mais velhos, algumas com óleo, algumas para cura e outras por fé. A conclusão fala da eficácia da oração enérgica.

Tiago 5.16-18
Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo. Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu. E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos.

A oração do tipo “fervor eficaz” no versículo 16, em grego, é enérgica, da qual temos a palavra energia ou energético. A oração do tipo “Elias” é enérgica. Não é preguiçosa ou sem coração. É intensa e exige o esforço total e o foco da pessoa que ora.

Em Atos 12, Tiago (Yaakov), o filho de Zebedeu, foi preso. Imagino que a comunidade de fé local estivesse orando por ele. Mas ele foi morto por Herodes. Então Pedro foi preso. Aparentemente, a congregação orou muito mais intensamente, “fervorosamente, sem cessar” (Atos 12.5).  Desta vez Pedro foi liberto sobrenaturalmente por intervenção de anjos.

Há uma oração que pode ter boa intenção, mas para uma dada circunstância ela não é ativada com “energia de fé” suficiente para produzir os resultados necessários. Foi dito de Elias que ele orava repetidas vezes, sete vezes, em uma oração, até que viu o avanço de uma pequena nuvem, em forma de mão, aparecendo no horizonte (1 Reis 18.42-44).

A oração não deve ser apenas “enérgica” para ser eficaz. Ela também deve ser feita por pessoas justas. Devemos nos arrepender de nossos pecados, manter um coração amoroso e perdoador, caminhar com humildade e ousadia, ser guiados pelo Espírito Santo e ser submetidos à Palavra de Deus e ao senhorio de Yeshua.

Não temos que ser pressionados sobre ser justos o suficiente, porque recebemos a justiça imparcial pela fé no sangue de Yeshua. Precisamos permanecer nessa atitude mental de retidão da graça enquanto oramos. Temos zero orgulho e zero justiça própria. No entanto, temos confiança na retidão adquirida para nós pelo sangue do Cordeiro.

O versículo 17 diz que Elias era um homem com uma natureza como a nossa. A palavra grega é “homoiepathos”, uma pessoa com as mesmas paixões e sentimentos que nós temos. Embora certamente tenhamos grande respeito por Elias, o objetivo da passagem aqui é nos exortar a fazer o que ele fez. Devemos seguir seu exemplo; fazê-lo nós mesmos; não esperar que outra pessoa venha.

[Esta é uma das razões pelas quais discordo firmemente da interpretação de que o próprio Elias voltará a profetizar no final dos tempos. Ele teve seu tempo. Temos que olhar para seu exemplo e orar como ele. Haverá outra pessoa; ou todos nós juntos oraremos e profetizaremos no padrão que vemos no “espírito e poder” de Elias (Lucas 1.17). Devemos ser ativados para fazê-lo nós mesmos].

O versículo 17 afirma que Elias orou com seriedade. O grego realmente diz “orou orações” – proseuchomai proseuche. Suponho que poderíamos traduzir isso como “orar duas vezes mais”. O versículo 18 diz que ele orou “novamente”, o que notamos em 1 Reis 18 foi, na verdade, 7 vezes. Poderíamos dizer: continuar orando repetidamente, custe o que custar, até que os resultados sejam produzidos.

E que resultados poderosos eles foram! Ele parou as chuvas por três anos e meio, e depois liberou as chuvas. O que muitas vezes é mais importante para nós do que a chuva é a chuva espiritual ou o poder espiritual. Yeshua nos deu “chaves do reino” para abrir e fechar os céus (Mateus 16.19). Cada um de nós pode potencialmente fazer isto, em nome de Yeshua.

Devemos orar todos os dias para abrir, abrir, abrir as portas do céu e para fechar, fechar, fechar as portas do inferno em qualquer área ligada às nossas vidas. Recebemos todas as influências puras do céu e rejeitamos todas as influências malignas do inferno.

Queremos resultados. Nossas orações podem valer muito (versículo 16 acima). Enquanto Elias orava e obtinha resultados de chuva, oraremos até obter resultados espirituais “semelhantes à chuva” em nossas vidas. Orar como Elias pode até “restaurar todas as coisas” (Mateus 17:11). Portanto, vamos orar duplamente, como Elias, e ver um céu aberto ao nosso redor.

Uma resposta para “Ore como Elias”

  1. Isac Altenhofen disse:

    Excelente artigo Asher!
    Nesses últimos dias, minhas orações estão secas como as cisternas rotas. Sinto como se tivesse um céu de bronze em cima da minha cabeça, onde minhas orações não chegam ao trono do Senhor. Que o Senhor, o Deus de Elias, me ajude a orar como Elias e viver uma vida que pode dizer: “O SENHOR, CUJA PRESENÇA N’ELE ESTOU…”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.