Oração Intercessória (Parte 2)

Publicado em: 12/01/2019 Categorias: 2019 / Revive Israel

Asher Intrater

Perdeu a parte 1? Leia AQUI.

A fim de “passar adiante” o bastão da oração intercessória para a próxima geração, aqui estão mais alguns aspectos essenciais da oração que precisam ser adotados:

6. Fortemente e Energicamente – A resposta à oração acontece por intervenção de Deus, não por nosso próprio esforço. Por outro lado, a oração real requer um esforço enorme. Elias orou tão fortemente que parou a chuva e mudou a história (Tiago 5.17). Quando Shimon (Pedro) foi preso, a comunidade orou com grande força por sua libertação, já que no caso anterior, eles aparentemente não oraram o suficiente para a libertação de Tiago, e ele foi morto (Atos 12.1-5). Somos instigados a orar incessantemente, com dedicação e ousadia (Lucas 18.1, Romanos 12.12).

7. Não Seja Feita Nossa Vontade – Muitas vezes simplesmente oramos pelo que queremos. No entanto, a verdadeira intercessão começa negando a nós mesmos e buscando a vontade de Deus (Lucas 9.23). Um dos maiores momentos de oração foi o simples, mas penetrante clamor de Yeshua: “Não seja feita minha vontade, mas a tua” (Mateus 26.39-40). Yeshua ainda está buscando aqueles que orarão esse tipo de oração, porque é algo que pode mudar o mundo todo.

8. Pelo Plano do Reino – A oração não é apenas pedir que a vontade de Deus seja feita em nossas próprias vidas, mas que seu plano para a sociedade humana se cumpra. Esse plano é chamado de reino de Deus (Mateus 6.9-10). Como ele nos disse para orar por esse reino vindouro, entendemos que a oração pode promover os propósitos do governo de Deus. Nós coordenamos nossas orações pessoais com esse padrão e estratégia geral.

9. Para Reis (Líderes) – Desejamos abençoar a todos, mas simplesmente não é possível orar por cada pessoa no planeta pelo nome! Torna-se óbvio que devemos orar por aqueles com mais influência, que por sua vez podem abençoar muitos, muitos outros. Isso começa com os líderes do governo e inclui juízes, além de líderes empresariais, culturais, educacionais e religiosos (I Timóteo 2.1-4). Em nosso mundo moderno, as figuras da mídia têm influência particularmente forte na opinião pública.

10. Em Concordância – Orações de fé podem fazer qualquer coisa; e quando essas orações são feitas em conjunto com outras pessoas em concordância de coração, o poder dessa oração pode ser multiplicado dez vezes, cem vezes e mais. Procuramos orar com outros parceiros, em reuniões de oração, ou através de uma ampla comunicação pela internet de determinadas necessidades e temas de oração (Mateus 18.19). Maridos e esposas definitivamente precisam ter o hábito de orar juntos (I Pedro 3.7).

11. Por Unidade – Aqueles que compreendem a guerra espiritual sabem que as forças demoníacas sempre buscam dividir e conquistar o povo de Deus, enquanto sempre buscamos nos unir pela oração e pelo amor. A unidade com Deus é o maior exemplo que Yeshua nos deu de oração (João 17.21-23, Lucas 11.17). Se você não está orando por unidade, você pode, inadvertidamente, ser parte do problema.

12. Em nome de Yeshua – Todas as nossas orações são feitas sob o senhorio e autoridade de Yeshua, o Messias. Estamos alinhados com ele. Proclamar o nome de Yeshua não é apenas acrescentar uma saudação piedosa ao final de nossas orações – “em nome de Jesus”, é uma consciência de que nos posicionamos como seus representantes pessoais na Terra (Jo 14.13-14; 15.16; 16.23-24). Esse tipo de oração tem impacto e eficácia ilimitados.

4 Provas para o Reavivamento do Fim dos Tempos

Ron Cantor dá quatro provas das Escrituras de que haverá reavivamento no fim dos tempos, antes da volta de Yeshua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *