O Destino de Deus para Árabes e Judeus

Publicado em: 28/11/2016 Categorias: 2016 / Revive Israel

Asher Intrater

Cada vez que nos reunimos com líderes cristãos árabes, seja localmente aqui em Israel ou no contexto do Global Gathering (Ajuntamento Global), há novos níveis de revelação sobre o destino de Deus para árabes e judeus. Neste último Ajuntamento em Jerusalém, um dos pastores árabes ressaltou que houve apenas 4 pessoas na Bíblia que receberam seus nomes antes do nascimento: Ismael, Isaque, João Batista e Yeshua.

Ele viu um paralelo entre Isaque e Yeshua e, portanto, um paralelo entre Ismael e João Batista. Em outras palavras, o destino da comunidade cristã árabe era preparar o caminho para o avivamento do fim dos tempos, o remanescente messiânico em Israel e a Segunda Vinda, da mesma forma que João preparou o caminho para a primeira vinda de Yeshua.

Focando no Positivo

Houve muitos pecados e erros nas biografias pessoais dos nossos antepassados, incluindo Agar e Ismael, e Abraão e Sara. Apesar desses pecados e erros, Deus ainda tem um destino para o povo judeu e também para os árabes. Temos um grande desafio de ver além das histórias negativas dos nossos povos a fim de encontrar o destino positivo de Deus para cada um.

Até mesmo o pensamento de que os povos árabes têm um destino positivo é escandaloso para alguns de nós judeus; talvez da mesma maneira que o destino do povo judeu é escandaloso para alguns cristãos e árabes. O destino de Ismael e dos povos árabes está ligado ao povo judeu por causa da aliança messiânica que veio através de Isaque. Judeus messiânicos e cristãos árabes precisam uns dos outros.

Plano Predestinado

Ismael foi circuncidado na aliança abraâmica antes que Isaque tivesse sequer nascido. Deus prometeu abençoá-lo, e lhe deu um nome antes do seu nascimento porque tinha um plano predestinado para ele. Um pastor egípcio compartilhou comigo que Ismael, e portanto o povo árabe hoje, foram destinados para ser o “irmão mais velho” protetor de Isaque. Ismael era forte como um guerreiro e próspero.

Os líderes cristãos árabes de hoje estão começando a ver um destino divino de ajudar a comunidade judaico-messiânica em Israel, e a reconhecer o propósito de Deus em sua aliança com a nação de Israel. Vamos nos lembrar de que em cada nação, o destino de Deus não se encontra na “maioria incrédula”, mas na “minoria que crê”. Isso é verdadeiro para a Europa, a Ásia, a América, a África e para os árabes e judeus.

Os povos árabes possuem um destino positivo que foi predestinado por Deus. Esse destino não está nos extremistas ou políticos islâmicos, mas na comunidade árabe cristã; os que nasceram de novo, que são cheios do Espírito, o remanescente que crê na Bíblia estabelecido em cada nação. Estamos em aliança com eles através da nossa fé mútua em Yeshua, e cremos que se posicionarão conosco e a favor da nossa nação nos tempos difíceis por vir.

Mesa Redonda da Liderança Messiânica

Evan Levine

Neste mês de novembro, os ministérios Jewish Voice (Voz Judaica) realizaram a sua conferência anual Messianic Leadership Roundtable (Mesa Redonda da Liderança Judaica) – abreviação MLR. É um evento que ocorre todo ano e reúne aqueles que estão na liderança do movimento messiânico ao redor do mundo. Havia muitos líderes de Israel presentes, assim como da Europa e, é claro, da América. Ahavat Yeshua estava representada por membros da nossa equipe de liderança também. O tema da conferência era como estender e construir confiança como um líder com aqueles que servem ao seu lado. Foi uma mensagem muito apropriada para o tempo que estamos vivendo e muito importante para o nosso movimento. Fomos relembrados que confiança leva uma vida inteira para construir, mas apenas um segundo para destruir. Fomos encorajados a adotar um estilo de liderança que é aberto, honesto e que presta contas do que faz. Acredito que a mensagem foi recebida de coração e tenho esperança de que gere muito fruto dentro do nosso movimento. Imagine quanto mais poderíamos realizar se todos os nossos relacionamentos fossem enraizados e fundamentados em confiança mútua!

Os Chineses estão Chegando

Ariel Blumenthal compartilha sobre o avivamento que está acontecendo na China e o movimento de retorno do evangelho através do Oriente Médio até Jerusalém. Assista em inglês.

Evangelho da Salvação ou Evangelho do Reino?

Youval Yanay explica o significado do termo “Evangelho do Reino” em relação ao evangelho da salvação. Assista em inglês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *