O Destino de Deus para Árabes e Judeus

Publicado em: 02/10/2021 Categorias: 2021 / Revive Israel

Um movimento global de avivamento e restauração a partir de Jerusalém para Judeia e Samaria, chegando aos confins da terra e voltando novamente para Israel…

O Destino de Deus para Árabes e Judeus
Asher Intrater

Cada vez que nos encontramos com líderes árabes cristãos, seja localmente aqui em Israel ou no contexto do Encontro Global, há novos níveis de revelação sobre o destino de Deus para árabes e judeus. Em um encontro em Jerusalém, um pastor árabe mencionou que houve apenas quatro pessoas na Bíblia que receberam seus nomes antes do nascimento: Ismael, Isaque, João Batista e Yeshua.

Ele viu um paralelo entre Isaque e Yeshua e, portanto, um paralelo entre Ismael e João Batista. Em outras palavras, o destino da comunidade cristã árabe era abrir caminho para o reavivamento dos tempos do fim, o remanescente messiânico em Israel e a Segunda Vinda, de um modo semelhante a que João preparou o caminho para a primeira vinda de Yeshua.

Focando no Positivo

Houve muitos pecados e erros nas biografias pessoais de nossos antepassados, inclusive Agar e Ismael e Abraão e Sara. Apesar desses pecados e falhas, Deus ainda tem um destino para o povo judeu e também para os árabes. Temos um grande desafio de olhar além das histórias negativas de nossos povos, a fim de encontrar o destino positivo de Deus para cada um.

Mesmo o pensamento de que os povos árabes têm um destino positivo é escandaloso para alguns de nós como judeus; talvez do mesmo modo que o destino do povo judeu seja escandaloso para alguns cristãos e árabes. O destino de Ismael e dos povos árabes está ligado ao povo judeu por causa da aliança messiânica que veio através de Isaque. Judeus messiânicos e cristãos árabes precisam um do outro.

Plano predestinado

Ismael foi circuncidado na aliança abraâmica antes mesmo de Isaque nascer. Deus prometeu abençoá-lo e lhe deu um nome antes de seu nascimento porque tinha um plano predestinado para ele. Um pastor egípcio compartilhou comigo que Ismael e, portanto, os povos árabes de hoje, estavam destinados a serem o “irmão mais velho” protetor de Isaque. Ismael era forte, guerreiro e próspero.

Os líderes cristãos árabes de hoje estão começando a enxergar um chamado divino na parceria com a comunidade judaica messiânica em Israel e a reconhecer o propósito da aliança de Deus para a nação de Israel. Lembremo-nos de que, em cada nação, o destino de Deus não é encontrado na “maioria incrédula”, mas na “minoria crente”. Isso vale para a Europa, Ásia, América, África, árabes e judeus.

Os povos árabes têm um destino positivo que foi predestinado por Deus. Esse destino não é encontrado no extremismo islâmico ou na política, mas na comunidade árabe cristã; o remanescente nascido de novo, cheio do Espírito e crente na Bíblia encontrado em cada nação. Estamos em aliança com eles através de nossa fé mútua em Yeshua e acreditamos que eles permanecerão conosco e com nossa nação nos tempos difíceis à frente.

2 respostas para “O Destino de Deus para Árabes e Judeus”

  1. Adriane do Carmo Viegas disse:

    Amo esse canal, embora não entenda o que falam rs, mas a Impacto tem sido bênção na minha vida, que Deus continue usando vocês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *