Não vos conformeis… Missão Horizontes

Publicado em: 19/10/2016 Categorias: Missões

“E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” Rm 12.2.

O original nos mostra que não devemos nos adaptar, ou ter o formato, ou que nosso comportamento seja igual ao do mundo. Porém, a palavra ensina que tenhamos uma nova mentalidade a fim de experimentarmos os diferentes níveis de crescimento na vida cristã para termos um caráter perfeito no trabalho, moral e mental.

Estamos inconformadíssimos ao ver o atual quadro missionário brasileiro. Este quadro nos mostra que cerca de 99% das igrejas evangélicas não possui um missionário transcultural, que a média de investimento anual por crente em missões é de apenas R$ 1,66. A realidade nos mostra que poucos são os obreiros que atuam no continente Asiático, onde estão 85% dos menos evangelizados e nove dos dez países menos evangelizados do mundo. Diante de tal realidade a maioria dos pastores está indiferente.

Confessamos que não estamos revoltados, mas sim, inconformados, pois sabemos que não somos a resposta para mudar tal quadro, que os pastores também não o são, mas que as orações específicas dos crentes podem mudar tais estatísticas.

VEJAMOS UM EXEMPLO: nas duas últimas décadas vimos vários focos de avivamento nascendo no mundo muçulmano e isto em resposta às orações. 85% das conversões a Cristo no mundo muçulmano ocorreu nestes últimos 15 anos e isto foi em resposta às campanhas de oração iniciadas na década de 90 pelo Movimento AD2000 e a Portas Abertas. Temos visto muitos testemunhos de muçulmanos que tiveram sonhos e visões com Jesus e se converteram.

UM SEGUNDO EXEMPLO: em 1644, o português João Ferreira de Almeida, um teen presbiteriano de 16 anos de idade, inicia na Malásia, do espanhol, a tradução da Bíblia que você e eu usamos e isso sem os atuais meios tecnológicos que possuímos.

OUTRO EXEMPLO: há 11 anos, Débora, uma teen da Assembleia de Deus Madureira de Brasília, aos 14 anos, entrou no Projeto Revolution Teen e em 2010 dois jovens baianos, o assembleiano Jonatas e a batista Kennia, entram no Projeto Uniasia e agora como resultado vemos cada um deles coordenando um projeto de tradução de histórias bíblicas na Indonésia, que possui 707 línguas e cerca de 400 delas sem nada da Bíblia.  Em dois anos e meio de árduo trabalho foram traduzidas as primeiras 22 histórias evangelísticas em três línguas diferentes que foram entregues aos três povos que receberam com alegria incomum e agora querem mais 28 histórias para cada língua. O livro de Lucas deve ser a próxima tarefa de tradução deles para ser produzido o filme Jesus nestas línguas. O filme que foi produzido em 1979 já foi traduzido para mais de 1.100 línguas.

UMA VISÃO – Em 1999 a Wycliffe assumiu um compromisso que se denominou VISÃO 2025. O objetivo é ver um tradutor da Bíblia em cada língua que necessita a tradução até o ano de 2025. Então se formou a Alliance Wycliffe, com cerca de 119 organizações, da qual a Horizontes faz parte. Como resultado neste tempo de Aliança, 250 Novos Testamentos foram traduzidos e mais de 700 projetos iniciados. Ainda temos 350 milhões de pessoas em 2040 línguas que nada tem da Bíblia.

INFELIZMENTE TAL ALVO QUE SERIA POSSÍVEL SER ALCANÇADO ATÉ 2025 NÃO VAI SER ALCANÇADO.

MUDAR A REALIDADE – Será que é possível mudar o atual quadro mundial das cerca de 2.040 línguas, das 7.000 existentes, que nada tem traduzido da Bíblia? Chegar à média de investimento de R$ 20,00 mensais por crente brasileiro para missões transculturais e focando os PNAs (Povos Não Alcançados)?

SONHANDO COM UM BELO EXEMPLO: Gostaríamos de conjecturar que somente a “CIADESCP, Convenção das Assembleias de Deus de Santa Catarina e Sudoeste do Paraná”, com cerca de 300 campos e mais de 3.000 igrejas, poderia assumir o Projeto de Tradução da Bíblia para as 2.040 línguas restantes e concluir a tarefa, pois conta com teens e jovens que poderiam ser treinados e recursos econômicos para enviá-los. Os milhares de pastores dessa convenção são diferenciados e sonhamos que eles possam adotar tal projeto e se engajar nesta fantástica visão de término da tarefa mais difícil que ficou para o fim.  Se analisarmos e compararmos com os IRMÃOS MORÁVIOS, que há cerca de 300 anos não possuíam os recursos que eles possuem, e com uma comunidade de somente cerca de 36.000 membros chegaram a ter 3.000 missionários nos cinco continentes, veremos que é possível cumprir a visão.

O PODER DA ORAÇÃO INTERCESSÓRIA: Será que o Senhor pode se revelar aos nossos pastores e mostrar os desafios da Grande Comissão aos PNAs, como Ele tem se revelado aos muçulmanos? Será que podemos levantar movimentos de oração para que os nossos pastores e líderes possam ter visões, sonhos e revelação com Jesus sobre a obra missionária e os Povos Não Alcançados? Podemos levantar um movimento de oração por obreiros para os PNAs? Podemos orar para que os crentes que conhecem o PROJETO REGION invistam R$ 20,00 mensais para ver ferramentas de oração para um milhão de intercessores pela região e 50 obreiros estabelecidos ali até 2020?

Cleonice e David Botelho
[email protected]
Horizontes América Latina
Bradesco – Agência 1020 – CC 6880-2
CNPJ – 59.958.983.0001-16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *