Não Faça do Seu Destino um Ídolo

Publicado em: 06/02/2013 Categorias: 2013 / Revive Israel

Asher Intrater

Uma mesma expressão é encontrada duas vezes, de forma quase idêntica, em Daniel, nos capítulos 2 e 3: tselem di dahab, que significa “imagem de ouro”. A palavra para “imagem” aqui é igual à que está em Genesis 1.26, onde afirma que somos feitos à “imagem” de Deus.

No capítulo 2, Nabucodonosor tem um sonho incrível, que é interpretado sobrenaturalmente pelo profeta Daniel, revelando o destino de Nabucodonosor e a história das próximas gerações. No sonho, há uma estátua imensa, cuja cabeça é feita de “fino ouro” (Daniel 2.32). O profeta declara ao rei Nabucodonosor: “Tu és a cabeça de ouro” (Daniel 2.38).

Logo em seguida (Daniel 3.1), Nabucodonosor constrói um enorme ídolo de ouro e exige que todas as pessoas no mundo inteiro se prostrem para adorá-lo. Qualquer que se recusasse a fazê-lo seria brutalmente morto. Ele tomou a “imagem de ouro”, que representava seu próprio destino, e fez dela um ídolo. Ficava enfurecido se alguém não estivesse impressionado com seu destino a ponto de adorá-lo.

Que coisa mais estúpida de se fazer – transformar o seu destino em ídolo! Ah, espere um pouco… muitas pessoas hoje fazem o mesmo. Tomam o glorioso chamado que Deus, por sua graça, lhes deu e esperam que todos expressem o quanto esse “seu” dom é maravilhoso. Se alguém não reconhece seu destino e não os elogia por isso, eles se ofendem. Esta é a versão espiritual moderna da antiga idolatria de Nabucodonosor.

Rumores de Guerra… e o Turismo Israelense

Ariel Blumenthal e Yonatan Moore

Quando Yeshua estava ensinando seus discípulos sobre o fim dos tempos (Mt 24.6; Mc 13.7), ele profetizou a respeito de guerras de verdade e, também, de “rumores de guerras”. Em nossa curta história aqui em Israel, embora tenhamos enfrentado várias guerras e “operações” militares genuínas, os rumores de guerra estão sempre presentes conosco. Ultimamente, tem havido rumores envolvendo Irã, Síria, Líbano e Egito. Esse tipo de especulação tem um efeito prejudicial sobre uma parte importante da economia israelense – o turismo.

Para este ano de 2013, vários grupos cristãos de turismo já cancelaram viagens programadas. Muitos cristãos locais estão envolvidos em empresas de turismo, como Sar El (www.sareltours.com). Gostaríamos de encorajar nossos leitores: se você está planejando uma viagem para cá, não cancele! E se ainda não fez planos, venha! Os rumores de guerra estão sempre presentes e, se estiver pensando: “Talvez devêssemos ir quando as coisas se acalmarem e não houver rumores de guerra”, então talvez você nunca venha a Israel!

É fato comprovado que o turismo é uma das melhores fontes de renda em Israel. O conceito econômico “velocidade do dinheiro” já é menos conhecido – o qual explica como o mesmo dinheiro é gasto e repassado, inúmeras vezes. Uma empresa turística pode empregar um guia, motorista, carregadores de malas, garçons, faxineiros e gerentes. Essas pessoas, então, gastam seu dinheiro em manutenção do carro, aulas de piano, mercado, suprimentos infantis e assim por diante.

E, graças a Deus, tudo isso resulta num ganha-ganha total: um turista cristão em Israel ganha novas dimensões de percepção espiritual em sua fé ao andar onde Jesus andou… e, ao mesmo tempo, ministra significativamente com recursos materiais ao povo de Israel.

Renate Volta para Casa

Numa vitória judicial significativa para o Instituto de Justiça de Jerusalém (jij.org.il), Renate Kaufman chegou esta semana em Israel onde foi recebida por seu advogado, Michael Decker. Em julho de 2012, após uma longa batalha por cidadania com o Ministério do Interior, foi concedida a Renate, uma judia messiânica, residência permanente enquanto aguarda cidadania.

Renate (com 75 anos) é uma sobrevivente do Holocausto que perdeu o pai no Campo de Concentração de Terezin. O Dr. Decker fez a seguinte afirmação: “Seu pai era judeu o suficiente para ser morto pelos nazistas, contudo ela não é judia o suficiente para o Ministério do Interior aqui em Israel”.

A história e o empenho de Renate foram acompanhados por muitos israelenses após uma entrevista com ela ter ido ao ar nas notícias do Canal 2 (de TV). Durante a entrevista, Renate explicou que gostaria de viver o resto de sua vida em Israel: “Eu sou uma sobrevivente do Holocausto. Ben Gurion disse que todo sobrevivente do Holocausto tem o direito de reivindicar Israel como sua pátria, e é isso que quero fazer”.

Síria

A guerra civil na Síria continua; o regime de Assad está instável. Há armas bioquímicas e mísseis de longo alcance estocados na Síria. Essas armas poderiam ser capturadas ou transportadas para as mãos do Hezbollah. Esta semana, jatos israelenses bombardearam um transporte de mísseis de longo alcance que cruzava a fronteira entre a Síria e o Líbano. Israel enfrenta um dilema: um ataque ao estoque de armas bioquímicas poderia ter um resultado desastroso. Se, por outro lado, as armas caírem nas mãos de terroristas, o resultado final seria ainda mais desastroso. Ore por sabedoria para que Netanyahu e o exército israelense saibam como responder.

Coalizão

O acordo para definir os membros da coalizão do governo e suas diretrizes políticas ainda não foi finalizado. As questões-chave são a cooperação entre Netanyahu e Lapid, a igualdade de serviço militar (incluindo os judeus ortodoxos) e a influência dos partidos religiosos ultraortodoxos no governo. Ore por uma coalizão justa e decisões políticas acertadas.

O Jejum de Ester

Agende no seu calendário quinta-feira, dia 21 de fevereiro, para a tradicional “Ta’anit Ester” (o Jejum de Ester). Em Israel, várias congregações e casas de oração se unirão para jejuar e interceder por Israel, a Igreja e as Nações, de acordo com os temas no livro de Ester. Convidamos você, em igrejas e sinagogas, onde quer que esteja, a se unir a nós naquele dia para 12 horas seguidas (das 6h às 18h, horário de Israel) de oração, louvor e profecia. Os detalhes dos tópicos de oração serão publicados em breve.

Ensinamento no Youtube

Não perca a mensagem do Asher “Victory in Tribulation” (Vitória na Tribulação) gravada (em inglês) na IHOP (International House of Prayer – Casa Internacional de Oração) em Kansas City, EUA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *