Não Desista! Ore até Receber!

27/02/2012 Publicado por: Impacto

Arauto - Ano 18 - nº 01 - Jan/Mar 2000

Por: W. C. Moore

Com tanta apostasia e mundanismo visivelmente ganhando espaço entre os cristãos hoje, muitos se duvidam se algum dia haverá um verdadeiro avivamento do Espírito Santo na nossa geração. Mas Pedro, movido pelo Espírito Santo, mostrou-nos que a profecia de Joel é para o período da igreja (leia Atos 2.14-20). A era da igreja começou no dia de Pentecoste, e continua até hoje. Deus prometeu: “Nos últimos dias, diz Deus, do meu Espírito derramarei sobre toda a carne” (Atos 2.17).

Não devemos ficar desanimados, mas a verdade é que temos falhado com Deus, e precisamos levar isso a sério. Deus quer que reconheçamos que a vinda do avivamento é necessária, e que quando suas condições forem satisfeitas, Deus o enviará. Há um tempo para regozijo e celebração, mas somente depois da assembléia solene (ver Joel 2.12-27).

Deus é fiel. Quando nos humilharmos, e orarmos, e buscarmos sua face, e nos virarmos dos nossos maus caminhos, ele nos ouvirá dos céus (2 Crônicas 7.14), mesmo nestes dias maus. “Pois para Deus nada é impossível” (Lucas 1.37).

Quando pensamos dos pecados horríveis praticados hoje entre pessoas que se dizem cristãs, e em toda a abundância de iniqüidade que prevalece, é bom lembrar que mesmo depois dos judeus rejeitarem ao Senhor Jesus, e crucificarem o Filho de Deus – mesmo assim, Deus enviou um grande avivamento que começou no dia de Pentecoste, e continuou por alguns anos antes de cortar os judeus da oliveira, temporariamente (ver Romanos 11.11-29).

Igualmente, nestes últimos dias, antes de fechar para sempre as portas da graça com sua segunda vinda, Deus enviará um avivamento, um tempo de refrigério da presença do Senhor, quando a mas serão salvas, e as virgens prudentes se aprontarão para a vinda do Noivo celestial, Jesus.

Um Remanescente “João Batista”

Num tempo de terrível declínio espiritual em Israel, Deus enviou João Batista para “preparar o caminho do Senhor (Isaías 40.3; Malaquias 3.1). João, como um único homem, foi o precursor de Jesus. Agora a Igreja é um só corpo, mas com muitos membros. Deus age através: de grupos de pessoas na era da Igreja Não será algum super profeta que há de preparar o caminho para a segunda vinda de Cristo. Mas Deus, ao levantar um remanescente, os enviará no poder do Espírito para soar o alarme (Joel 2.1), e preparar os cristãos sedentos e humildes para a vinda do Senhor, com suas lâmpadas aparadas e acesas, os reservatórios cheios de azeite – cheios do Espírito Santo.

A vinda de João Batista foi profetizada (Mateus 3.3), mas mesmo assim foi necessário orar para que as profecias pudessem ser cumpridas. Na verdade, ele apareceu na cena como resposta específica a oração, pois o anjo disse a Zacarias: “A tua oração foi ouvida, Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João” (Lucas 1.13).

Portanto, o avivamento vem como resposta a oração. Embora tenhamos a profecia em Joel, dizendo que Deus enviará um avivamento antes do fim, ele virá também como resposta de oração (ver também Lucas 18.1-8, e Joel 2.12-17 com Joel 2.18-29). “Uma vez mais ouvirei o pedido da casa de Israel, e farei….” (Ezequiel 36.37). O Senhor diz: “Pedi…” (Mateus 7.7).

João nasceu numa época em que parecia muito improvável que uma criança pudesse nascer, pois tanto Zacarias como sua esposa, Isabel, eram idosos, e Isabel era estéril (Lucas 1.5-7). Semelhantemente, o avivamento deste tempo do fim que aguardamos agora, virá num período de “deserto” (Isaías 40.3; 43.19; 44.3), quando tal acontecimento parece impossível.

A condição de “deserto” que predomina em tantas igrejas hoje é um dos sinais – não da condição final da Igreja – mas da condição em que a Igreja estará quando o avivamento final chegar. “Porei um caminho no deserto, e rios no ermo” (Isaías 43.19). “Pois derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca” (Isaías 44.3). Não devemos diminuir nada do conteúdo ou significado destas profecias de Deus.

Foi dito de João que iria “adiante dele no espírito e poder de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos …. e preparar ao Senhor um povo bem disposto” (Lucas 1.17). Esta é a obra do remanescente de Deus para trazer o avivamento nestes últimos dias antes da segunda vinda de Cristo – para levar o povo de volta para Deus, e para despertá-lo a se aprontar para o retorno do Senhor!

Deus Está Chamando os Sedentos

Hoje Deus está falando àqueles que estão com fome para receber mais de Deus, àqueles que estão angustiados por causa das condições terríveis que existem entre o povo de Deus, pois deste remanescente ele ainda chamará um povo que irá adiante dele no poder do Espírito Santo, e preparar o caminho para a segunda vinda do Senhor. Devemos crer na mensagem da Palavra de Deus, ainda que nossa fé venha a ser testada (Lucas 18.7,8).

Aqueles que estão orando pelo avivamento devem se encorajar. Deus quer que fiquemos preocupados sobre a falta de oração, falta de amor, sobre as conversinhas, a falta de profundidade, a frivolidade, mundanismo, e indolência entre os que se dizem cristãos nestes tempos difíceis.

Deus observa e aprova que nos “afligimos por causa da ruína” de seu povo (Amós 6.6). Veja como ele marcou e poupou aqueles que “suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio” de seu povo (Ezequiel 9.4-6).

Ele Satisfaz à Alma Sedenta
(Salmo 107.9)

Deus, que colocou esse “clamor” pelo avivamento no nosso coração e alma, este mesmo Deus Santo é fiel para responderão seu próprio povo comprado com seu sangue, que “clamam a ele de dia e de noite” (Lucas 18.7,8). Portanto, vamos “orar sempre, sem jamais esmorecer” (Lucas 18.1).

O mesmo Espírito Santo que inspirou Joel para escrever sobre o avivamento que aguardamos, está despertando nestes dias os corações dos santos de Deus que são humildes e sedentos, a orar e crer e perseverar em favor do cumprimento das promessas de que Deus restaurará as coisas que a Igreja perdeu (Joel 2.25-27), e que ele nos dará a chuva do céu, a chuva da colheita, que é o derramamento do Espírito a nos preparar para a vinda do Senhor, tanto a chuva temporã, como a chuva serôdia no primeiro mês (Joel 2.21-32).

Não desista, persevere em fé, orando em favor do avivamento que o Espírito já revelou ao seu coração, ficando firme até que Deus responda. Então continue andando no Espírito (Gálatas 5.16), e na fé e obediência, até que Jesus venha!

Não Deixe Que as Virgens Néscias Tomem Seu Azeite!

Jesus disse: “Seja-vos feito segundo a vossa fé” (Mateus 9.29). Alimente e preze toda fé que possuir, toda fome por avivamento que Deus pelo mover do Espírito colocou no seu coração. Prepare sua lâmpada, irmão, irmã, e não deixe se levar por aqueles que não têm fé por um avivamento. Obedeça à voz do Espírito Santo no profundo da sua própria alma, e ore até alcançara resposta!”Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor. Como a alva será a sua saída; ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra” (Oséias 6.3).

“Tocai a trombeta em Sião, e daí o alarme no meu monte santo… porque o dia do Senhor vem, já está perto… Congregai o povo… ajuntai os anciãos… chorem os sacerdotes, ministros do Senhor… e digam: Poupa a teu povo, ó Senhor, e não entregues a tua herança ao opróbrio, para que as nações façam escárnio dele…

“Então o Senhor teve zelo da sua terra, e se compadeceu do seu povo. O Senhor responderá ao seu povo… E todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo; porque no monte de Sião e em Jerusalém haverá livramento, assim como o Senhor disse, entre os restantes que o Senhor chamar” (Joel 2.1, 16-19, 32).

W.C. Moore, junto com sua esposa, Sarah Moore, foi o fundador do Arauto da Sua Vinda (Herald of His Corning) há 59 anos nos Estados Unidos. Os dois já estão com o Senhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *