Intercessão – liberando o poder de Deus na terra

Publicado em: 02/07/2017 Categorias: Arauto / Existe esperança de um despertamento cristocêntrico?

Arauto - Ano 35 - nº 02 - Abr/Jun 2017

Intercessão – liberando o poder de Deus na terra

por Dave Butts

Existem muitos tipos de oração. Orações de confissão, louvor, petição, guerra espiritual e ações de graças são apenas alguns exemplos. Mas, se existe um tipo de oração que Deus parece estar trazendo à evidência no atual mover na Igreja, é a oração de intercessão ou oração intercessória. A oração intercessória é muito simples. É quando alguém pede a Deus para fazer algo na vida de uma pessoa, numa igreja ou numa determinada situação. É ir a Deus em nome de outra pessoa. É, de certa forma, o tipo de oração mais altruísta e doadora. É, em última instância, um dos maiores atos de amor.

Um bom exemplo de intercessão nas Escrituras é a parábola que Jesus conta sobre alguém que chega à casa do amigo à meia-noite depois de uma longa viagem (Lc 11.5-8). O viajante está com muita fome, mas seu amigo não tem pão para lhe oferecer. Preocupado com o amigo faminto, o homem vai naquela hora da noite e começa a bater à porta do vizinho e gritar, pedindo para que se levante e lhe arrume alguma coisa para dar ao amigo que chegou.

A pior coisa imaginável acontece. O vizinho nem vai até a porta, mas grita da cama algo assim: “Vá embora, estou na cama e meus filhos também. Vá embora e volte pela manhã!”. Em vez de desistir, porém, o homem continua batendo e gritando até que seu vizinho se levante, certamente resmungando, e dá-lhe o pão que queria para alimentar o amigo faminto.

Evidentemente, Jesus contou essa parábola para ensinar-nos o poder da persistência em oração; orar e nunca desistir. Mas quero sugerir que essa parábola é também uma imagem perfeita da intercessão. Eu tenho um amigo que pregou um sermão sobre isso que intitulou: “O amigo no meio, no meio da noite”. Há três amigos na história. Um tem uma necessidade: está com fome. Outro tem a capacidade de satisfazer essa necessidade: ele tem o pão. E, finalmente, há o amigo no meio que une os dois. Ele vai até um em nome do outro. É um quadro perfeito da intercessão.

É exatamente neste ponto que Deus posicionou cada um de nós. Estamos cercados por um mundo necessitado – há necessidades espirituais, necessidades emocionais, necessidades físicas e muitas outras. São necessidades para as quais eu e você não temos os meios para atender. Porém, conhecemos aquele que os tem. E, na oração, somos chamados para ir a Deus em favor daqueles que nos rodeiam. Somos chamados para ser intercessores. É um poderoso ministério orar pelos outros, e uma bênção impressionante ver Deus trabalhando em suas vidas.

Creio que Deus está chamando a Igreja hoje a um novo nível de intercessão. Estamos vendo Deus fazer coisas incríveis em todo o mundo porque estamos aprendendo a interceder pelos perdidos. Estamos aprendendo a interceder por nações inteiras. Deus nos mostrou claramente que a oração é a estratégia da linha de frente para alcançar povos não alcançados, para quebrar barreiras à pregação do Evangelho e para plantar igrejas. É surpreendente o que Deus faz quando obedientemente oramos para trazer sua vontade para a vida das pessoas.

O poder da intercessão

As Escrituras nos ensinam algo incrível sobre a atividade da oração intercessória. Veja o relato em Êx 17.8-13. No vale, o exército dos amalequitas enfrentava o exército dos israelitas sob a liderança de Josué. Mas Josué não era o líder da nação. Quem era o líder de Israel? Moisés. E Moisés não estava em nenhum lugar do vale. Em vez disso, ele estava lá em cima do monte. Ele estava com a vara de Deus, um símbolo do poder divino, em suas mãos. E ele tomou aquela vara e levantou-a para Deus. Braços levantados são sempre um símbolo de oração. Isto é, literalmente, o que Paulo escreveu a Timóteo: “Quero, portanto, que os varões orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem animosidade” (1 Tm 2.8).

Com os braços de Moisés estendidos a Deus em oração, algo tremendo aconteceu. Os israelitas, um grupo de soldados inexperientes, começaram a derrotar os amalequitas – mas somente enquanto os braços de Moisés estavam erguidos. Assim que seus braços se cansaram (lembre-se que Moisés tem 80 anos) e se abaixaram, aconteceu uma coisa espantosa – a batalha começou a voltar-se contra Israel. Os amalequitas passavam a vencer. O que um velho faz com os braços no alto do monte não deveria ter qualquer efeito sobre a batalha no vale embaixo. Mas no reino de Deus tem. O que eu e você fazemos em nossas casas e igrejas enquanto oramos por uma aldeia num país distante, na lógica, não deveria ter qualquer efeito; no entanto, no reino de Deus tem.

Precisamos entender a verdade da Palavra de Deus que é evidente tanto no Antigo Testamento quanto no Novo: não há nada mais poderoso no reino de Deus do que a oração intercessória. Deus está chamando seu povo para orar. Todos os cristãos são exortados a orar pelos outros e ver Deus trabalhar de maneira espantosa e surpreendente. Algumas pessoas são melhores nisso do que outras. Há algumas pessoas cujo principal dom espiritual é a intercessão. Mas todos nós somos chamados para ser intercessores e fazer a diferença no mundo através da oração intercessória.

A maioria de nós não se vê como “transformador do mundo”. Não nos vemos como pessoas que têm o poder ou a influência para mudar a direção das nações. Como cristãos, porém, afirmamos o poder de Deus para impactar as nações. Esse poder é liberado através das orações de pessoas como eu e você. Você faria um compromisso hoje para mudar seu mundo? Comece a orar mais pelas pessoas ao seu redor, assim como pelos líderes mundiais e pelo curso dos eventos mundiais. Traga o incrível poder de Deus sobre este mundo e veja o que nosso Deus maravilhoso fará!

6 respostas para “Intercessão – liberando o poder de Deus na terra”

  1. Nehemias disse:

    Amo esse grupo de intercessores e aqui na Rmptesa temos um relógio quase 24 horas de oração.
    Nos intervalos do trabalho e nos feriados.
    Aleluias!

  2. Cleber Fernandes disse:

    Simplesmente Maravilhoso, Despertador, Fundamental, exige pratica, resiliência… Intercedo a todos que orem para que Eu seja um intercessor. Sinto-me profundamente cobrado para este exercício Ministerial!!!

  3. Sueli disse:

    Eu quero ser uma Intercessora, me ajudem!

  4. Andreia de Fátima Oliveira Domingues disse:

    A paz de Deus amado! Ore por mim – meu nome Andrea F O Domingues.

  5. Lusineide disse:

    Boa noite como entro nesse grupo de intercessores

  6. Cláudia Odete disse:

    Gostaria de fazer parte deste grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *