Grandes Respostas – Grandes Desejos

25/02/2012 Publicado por: Impacto
Categorias: Arauto / Orando no Espírito

Arauto - Ano 18 - nº 04 - Out/Dez 2000

Por: Elmer Klassen

Depois de se achar dentro da barriga de um grande peixe, Jonas não foi jogado em terra seca por ele primeiro ter dormido um bom tempo, tirando todo aquele sono atrasado, e em seguida, por ter orado: “Senhor, se for da tua vontade, leva-me de volta para um lugar mais firme”.

Pelo contrário, Jonas orou em angústia da profundidade da cova, e clamou a Deus por socorro. Sua vida estava esvaindo; as águas profundas o cercavam até a alma, e algas se enrolaram na sua cabeça, quando o Senhor o ouviu, e fez o peixe vomitá-lo na terra seca. Jonas orou com grande desejo, fazendo promessas ao Senhor e orando com grande fé. Isto fez o peixe vomitá-lo na terra seca. Deus ouviu Jonas orar quando prometeu que cumpriria de fato os votos que lhe fizera.

Ana era uma esposa crente que não tinha filhos. Ela pediu filhos ao Senhor, mas não tinha nenhum porque o próprio Senhor fechara sua madre. Sua rival a provocava continuamente, a fim de irritá-la pelo fato de não ter filhos. Isso continuou ano após ano. Sempre que Ana ia para a casa do Senhor, sua rival a provocava a ponto dela chorar e não conseguir comer.

Em amargura de alma, Ana chorou muito e orou ao Senhor. Na sua angústia, fez um voto, dizendo: “Ó Senhor Todo-Poderoso, se tão somente olhares para o sofrimento da tua serva, e te lembrares de mim, dando-me um filho, então o entregarei a ti para sempre.”

Ao orar por muito tempo assim, com intensidade de coração, sua aparência era de quem estivesse embriagado. Enquanto continuava a orar da sua profunda angústia e tristeza, ela recebeu a certeza de que Deus ouvira sua oração. No devido tempo, Deus respondeu de fato seu pedido. Ana também cumpriu seu voto, e o mundo recebeu um dos grandes homens de Deus da história. Samuel abençoou o mundo desde aquela época até agora. Grandes respostas a oração são fruto de grandes desejos em oração.

Depois que Jacó recebeu as promessas de Deus, as coisas não correram tranqüilamente para ele. Ele fez o que pôde para receber a bênção, mas o que fez na verdade o meteu em encrencas maiores! Ele não recebeu a bênção enquanto não orou intensamente em grande temor e angústia: “Ó Deus, o Senhor que prometeu prosperar-me, não sou digno de toda a bondade e fidelidade que mostraste ao teu servo. Salva-me do meu irmão, pois temo que irá atacar-me!” (ver Gênesis 32.9-11).

Jacó passou a noite orando sozinho, lutando com Deus, e não quis deixar que Deus fosse embora sem abençoá-lo. Orou com grande intensidade, até que Deus lhe deu paz no coração e paz com seu irmão.

Rute orou para ser aceita na família de Deus. Ela estava determinada; continuou a insistir e a fazer promessas para sua sogra Noemi, até que foi aceita. Seus grandes desejos em oração lhe proporcionaram uma grande resposta a oração. Tornou-se uma mulher abençoada por Deus, e foi avó do Rei Davi, porque orou intensamente.

O ímpio rei Herodes começou a perseguir os cristãos. Depois de matar o apóstolo Tiago, lançou mão de Pedro também, com intenção de levá-lo a julgamento público e condená-lo à morte. “Pedro, pois, estava guardado no cárcere; mas havia oração incessante (ou intensa) a Deus por parte da igreja a favor dele.” Com Tiago já morto, e a possibilidade de perder Pedro, a igreja orou fervorosamente. Enquanto a igreja continuou orando, o Senhor levou o apóstolo Pedro de volta à sua porta.

Quebrando a Escravidão ao Pecado

Há cristãos debaixo de escravidão hoje. Alguns estão orando para serem libertos. Liberdade vem para alguns que “aceitam Jesus como Salvador”, porém, dentro de poucos dias voltam à escravidão novamente. Oram mais um pouco, e outra vez recebem liberdade por alguns dias. Sem grande intensidade, ou qualquer tipo de correspondência a Deus, o ciclo continua.

Deus ouviu as orações sinceras de Jonas, e ele nunca voltou à barriga do peixe. Deus ouviu as orações de Ana, e deu-lhe um filho que permaneceu fiel durante toda sua vida. Deus ouviu a oração e promessa de Rute, e ela tornou-se uma mulher abençoada por Deus, e assim permaneceu, entrando na linhagem de Cristo. A igreja primitiva orou intensamente a Deus pelos apóstolos, e a palavra de Deus continuou a aumentar e espalhar-se.

Grandes respostas a oração são conseqüência de se orar a Deus com grande desejo e com fé. O ciclo de pecado na vida de cristãos pode ser quebrado quando Deus os coloca numa “barriga” de problemas, com “algas se enrolando nas cabeças”, se neste momento orarem com grande fervor, e se seus votos de obediência forem guardados.

Quando se orar desta forma, e se comprometer com Deus, ele trará libertação permanente do pecado, e dará promessas de bênçãos em abundância.

“Por isso vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco” (Marcos 11.24).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *