Fidelidade

Publicado em: 18/11/2014 Categorias: 2014 / Revive Israel

Asher Intrater

A fidelidade é um traço de caráter importante. Deus descreveu Moisés como sendo “fiel em toda a minha casa” (Nm 12.7). Abraão foi fiel até mesmo depois dos 100 anos de idade, quando seu corpo já estava fraco e frágil. José foi fiel apesar das mentiras proferidas contra ele; Daniel e seus amigos foram fiéis mesmo em face de serem executados.

Fidelidade é tão central ao caráter de Yeshua que é como se fosse um dos seus sobrenomes: Vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro (Apocalipse 19.11). Somos chamados para ser iguais a ele, portanto a fidelidade também deve se tornar uma marca central do nosso caráter.

A partir da raiz das letras hebraicas AMN – אמן –, são derivadas as palavras: amém, fé, fidelidade, confiável, integridade, coragem moral, treinamento e orientação. Há uma ligação entre e fidelidade.

Fidelidade é fé que foi testada e provada ao longo do tempo. Fidelidade é fé que foi aprovada no teste da paciência e das provações. Quando a fé passa pelo processo de perseguição, dificuldades, desafios e tentações, ela se torna fidelidade.

Devemos olhar para as dificuldades nesta vida como uma oportunidade para desenvolver nosso caráter. “a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança… a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros” (Tiago 1.2-4). Por meio desse processo, nossa fé é refinada e se torna mais preciosa que ouro (1 Pedro 1.7). Fidelidade é fé refinada. Ela é preciosa.

A fidelidade nesta vida determina como viveremos no mundo vindouro. Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.” (Mateus 25.21). Não sentimos alegria quando somos testados, mas, no fim, a provação produzirá alegria.

Deus não fica “impressionado” com nossos talentos e realizações. Contudo, ele está à procura de seres humanos que serão fiéis. No fim da nossa vida, queremos ser achados fiéis. Quando sentimos que não temos mais força ou sabedoria, ainda podemos ser fiéis.

Ao me reunir recentemente com alguns dos meus amigos e companheiros no ministério Tikkun (Dan Juster, Eitan Shishkoff, David Rudolph e Paul Wilbur), com quem tenho caminhado por 35 anos, mencionei que mesmo se não fizermos nenhum outro projeto, mas simplesmente mantivermos nossos relacionamentos de aliança e nossa integridade, isso, em si, já será um testemunho significativo.

Nós cremos em milagres sobrenaturais, cura e profecia. Também é um grande milagre quando as pessoas são fiéis. A última coisa que Paulo disse a respeito de sua própria vida foi que ele havia “guardado a fé” até o fim (2 Timóteo 4.7). À luz dos contínuos escândalos morais, o mundo está faminto pelo testemunho de líderes espirituais que sejam fiéis ao Senhor e uns aos outros.

Fé e Fidelidade

Greta Mavro

A palavra fiel no grego é: πιστός (pistos). A palavra é: πίστις(pistis). Elas possuem a mesma raiz, porém são duas palavras distintas. Você pode ver isso claramente em Gálatas 3.9: De modo que os da fé são abençoados com o crente [fiel] Abraão”. Essas duas palavras aparecem por todo o Novo Testamento.

No entanto, em Gálatas 5, a palavra que algumas vezes é traduzida como fidelidade é, na verdade, a palavra fé, πίστις. A palavra original em grego de fato pode comunicar ambos os significados. Já que o versículo está falando sobre traços de caráter, alguns tradutores atribuem à palavra fé os significados de fiel ou fidelidade.

Em 1 Coríntios 12, o Apóstolo está falando sobre charismata, ou dons especiais do Espírito (spirituals) e não a respeito de caráter ou fruto do Espírito; então a palavra fé /πίστιςaqui é a tradução mais precisa.

Encontro 822 em Jerusalém

Na semana passada, alguns da equipe Revive participaram do Encontro 822 em Jerusalém, liderado por David Demian e uma equipe multinacional. O Centro de Convenções Internacional estava lotado — mais de 3.500 pessoas. A maioria dos participantes era de origem chinesa. O nome 822 foi tirado da passagem em Zacarias 8.22 na qual as nações se reúnem em Jerusalém para buscar ao Senhor. Ore para que muito fruto seja gerado desse encontro. Daremos mais detalhes no informativo da próxima semana. Numa das reuniões preparatórias da conferência, Asher e alguns dos líderes árabes se arrependeram e se humilharam pelo orgulho do povo judeu e árabe. Houve uma tremenda liberação do Espírito Santo e de intercessão.

Antissemitismo, Anticristo, Antinomianismo

Um excerto de Elhanan Ben Avraham

LIBERTINAGEM

A palavra “ilegal” perdeu o poder de descrever aquilo que é contra a lei e passou a significar algo com o qual devemos ter empatia e que não deveria ser proibido. Junto com a campanha para se rebelar contra valores morais básicos e bíblicos vem uma crescente antipatia em relação a tudo o que é judeu ou cristão, incluindo retirar crucifixos e símbolos dos Dez Mandamentos da vista pública.

ANTINOMIANISMO

A Bíblia descreve isso (usando a palavra grega anomia) como sendo a situação dos últimos dias que traria caos às nações, e que levaria o amor de muitos a esfriar (Mateus 24.12). A tentativa errônea da teologia de deletar a Lei de Deus (antinomianismo), tornando, incorretamente, a lei e a graça opostos polarizados, é um catalisador fundamental desse estado de libertinagem.

ANTISSEMITISMO

O novo antissemitismo assumiu a forma de ser anti-Israel, com manifestações violentas para privar e impedir o direito de existência de Israel sendo organizadas em cidades e campi ao redor do mundo. Há um esforço geral de retratar o pequeno estado judaico como o agressor e como uma nação pária, ainda que esteja lutando pela própria existência contra as infindáveis ameaças de um mundo muçulmano hostil e disparadamente mais numeroso.

ANTICRISTO

A palavra grega anomia traduzida geralmente como “iniquidade” tem o sentido de libertinagem e descreve tanto o estado de rebelião e de caos quanto as pessoas que Jesus declarou (Mateus 7.23)nunca ter conhecido (embora alegassem ter feito obras em seu nome). Em outra passagem (2 Ts 2.3), refere-seao Anticristo – o homem da iniquidade (ou libertinagem). Em todos os casos, a rebelião é contra a Lei bíblica de Deus. Antinomianismo, antissemitismo e o anticristo vêm encaixados como parte do mesmo quebra-cabeça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *