Deus tem saudades… do Futuro!

Publicado em: 18/05/2011 Categorias: Blog / Colunistas

Por Pedro Arruda

Mesmo que a palavra saudade esteja ligada a falta de algo que já experimentamos e, portanto, nos remeta a um fato passado, de alguma forma ela parece poder ser usada para além da cronologia. Deus não está subordinado ao tempo, no entanto, ele também demonstra experimentar este sentimento. Isto é, ele parece desejoso e saudoso por um tempo que ainda não veio, mas que já vislumbra e conhece. A bíblia nos mostra muitas pessoas que tiveram a oportunidade de alcançar em si este sentimento de Deus. Como ilustração, podemos citar algumas:

– Josué e Calebe. Embora fizessem parte da geração que peregrinou no deserto, o coração deles estava adiante, eles não tinham saudades das panelas do Egito. Ao contrário da opinião da maioria dos espias, eles demonstraram convicção em avançar e por isso foram os únicos daquela geração a adentrar na terra prometida.

– Abraão. Mesmo após ter completado uma imensa peregrinação, que lhe dava o direito de merecido descanso, o pai dos hebreus ansiava pela cidade celestial da qual o arquiteto e fundador é o Senhor. Não obstante estar na terra que lhe fora prometida, seu coração palpitava por algo mais.

– Noé. Apesar de ter convivido durante 600 anos com uma civilização de moral decadente, não se contaminou com ela. Sua geração havia banalizado o casamento e se entregado a promiscuidades das quais até os demônios participavam. Mas Noé manteve sua família sob a fidelidade do casamento monogâmico. Ele tinha uma mentalidade pós-diluviana e por isso foi escolhido para iniciar uma nova era na história.

Uma visão antecipada do plano de Deus é o que distinguia estes e muitos outros que viveram de forma precursora em sua geração. E nós hoje somos chamados para antecipar um estilo de vida sob o comando de Jesus, nos preparando para o Reino Milenar, em que ele pessoalmente reinará na Terra e nós seremos co-participantes em seu governo. Há a necessidade de que alguns possam perscrutar a realidade futura do Reino Milenar e anunciá-la agora. Esta será efetivamente as boas novas do Reino – o evangelho com caráter profético!

Estabelecer neste mundo conturbado um microcosmo do reino vindouro é por excelência a missão da igreja. Como um oásis no deserto. Como o Éden era um paraíso para o resto da Terra, a Igreja deve ser um testemunho de como será o reinado de Cristo. Hoje Cristo reina na Igreja como uma antecipação de seu governo universal. Desta forma, a Igreja se torna a porta de entrada para o reino futuro. Ela se assemelha com uma embaixada do reino, não do ponto de vista geográfico, mas sim temporal. Ou seja, a Igreja é a embaixada no tempo presente de um reino futuro.

Por isso, precisamos compreender a importância de nossa vocação neste processo. Deus deu a cada pessoa um carisma que está diretamente ligado ao trabalho que deverá desempenhar no Reino. Descobrir nossa vocação agora é preparar-se para poder cooperar com Jesus no Reino Milenar. Encontrar a verdadeira vocação é viver antecipadamente como os homens de Deus. Como aqueles que vislumbraram a terra prometida e não se contentaram com menos, também há os que não se conformam com a existência de drogaditos e prenunciam uma realidade sem vícios do Reino, os que tem sede de justiça e não aceitam a exploração do homem pelo homem, os que detestam a guerra e anseiam pela paz. Todos estes que sofrem e choram pelas mazelas do pecado esperando o reino de Deus serão consolados por experimentarem a realidade dele.

E, como o objetivo final é a conversão de todas as coisas à Cristo, qualquer atividade que pulverize ou divida a Igreja está claramente o propósito maior da centralidade em Cristo. Este é, então, um norte em que podemos basear o exercício de nossa vocação. Se o que fazemos não colabora com a unidade do corpo de Cristo, pouco ou nenhum proveito terá. São apenas obras de palha ou feno, prontas para serem consumidas pelo fogo.

Revisão: Renata Ribeiro Arruda

5 respostas para “Deus tem saudades… do Futuro!”

  1. Fatinha disse:

    “Deus tem saudades… do futuro!” Que coisa gloriosa! Ele não é limitado pelo tempo como nós somos e a saudade de algo no futuro para ele é algo muito natural. Gostei muitíssimo, o texto nos leva a reflexões profundas e ao desejo de alinharmos o nosso coração ao dele para fazer na prática a Sua vontade.

  2. marcos vinicius disse:

    Que DEUS nos ajude a colocar um material que possa ser provado pelo fogo realmente, porque a verdadeira igreja será provada pelo fogo. Se não fizermos de tudo para se desencantar com este mundo até uma crianca pode dizer que não merecemos estar ao lado do amado JESUS. Que Ele gere esta saudade do céu em nós. Amem!!!

    • Pedro Arruda disse:

      Quando uma criança recebe a promessa de que no sábado seus pais vão levá-la a um passeio, desde o início, todos os dias da semana ela vai acordar e perguntar “hoje é sábado?” Marcos, que assim seja nosso coração com a expectativa daquele dia de encontrarmos com o Senhor. Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

  3. Dorival Biazato Junior disse:

    “Deus tem saudades do futuro” e nós, povo de Deus nem se quer paramos para pensar em nosso passado, onde outrora adorávamos em Espirito e em Verdade A’quele que é digno de toda a nossa adoração!!
    a fé e o Espírito que habitava em nossos antepassados são os mesmas que habitam em nós e habitará até a gloriosa vinda do nosso Senhor Jesus. Aprecemos em acordar e abreviar esta vinda, pois cantamos, louvamos, pregamos e escrevemos, mas “O Senhor continua com saudades que este dia chegue”
    Junior IBE – Bauru/SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.