Deus é Suficiente

Publicado em: 12/02/2012 Categorias: Arauto / Você Tem Sede de Deus?

Arauto - Ano 21 - nº 06 - Nov/Dez 2003

Por: Ron Marr

Para Quem Está Frustrado, Incompleto, Não Realizado…
Não é Deus e algo mais – Mas DEUS!
Deus é suficiente. Somente Deus.

Se eu tiver tudo o que
Meu coração pode desejar,
E não tiver Deus, não tenho nada.
Se eu tiver Deus, e nada além dele,
Tenho tudo.

Meu coração precisa ser convencido disso.
Somente então poderei viver em paz.
De outra forma, sempre haverá algo mais
Que preciso urgentemente,
Desesperadamente.
E esta falta, esta urgente necessidade de preencher o vazio,
Haverá sempre de me impulsionar à distração
E destruir minha paz e meu repouso,
Minha quietude e confiança no Senhor.

Isto não significa que não haverei de reconhecer outras coisas
Que podem ser consideradas necessidades.
É só que, ao mesmo tempo que posso vê-las como boas ou desejáveis,
Se estiverem dentro da vontade e do propósito de Deus para mim,
Não as verei como necessidades finais ou essenciais.

Não as verei como necessidades essenciais
Porque Deus, e nada além de Deus,
É minha única necessidade essencial.
E o que ele me dá, da forma e no prazo em que o der,
Está ótimo para mim.
Pois, no final das contas, ele, ele sozinho,
É suficiente para mim.

Sim, tenho o que os homens consideram responsabilidades.
Mas somente aquelas que me foram dadas por Deus são verdadeiramente minhas.
E não são propriamente responsabilidades; são oportunidades,
Oportunidades para servir e para agradar aquele
Que é, sozinho, tudo o que preciso,
E, por sua graça, cada vez mais,
Tudo que eu desejo.

————————————————————————————————-

JESUS CRISTO E ALEXANDRE O GRANDE
Anônimo

Jesus e Alexandre morreram aos trinta e três anos.
Um viveu e morreu para si mesmo; o outro morreu por você e por mim.
O grego morreu num trono; o judeu, numa cruz.
A vida de um pareceu um triunfo; a do outro, somente uma perda.
Um deles comandou imensos exércitos; o outro andou só.
Um deles derramou o sangue do mundo inteiro; o outro deu o seu próprio sangue.
Um, enquanto vivia, ganhou o mundo e, na morte, tudo perdeu.
O outro perdeu sua vida a fim de ganhar, de todos nós, a fé.

Jesus e Alexandre morreram aos trinta e três anos.
Um morreu na Babilônia; o outro, no Calvário.
Um ganhou tudo para si mesmo; o outro deu a si mesmo.
Um conquistou todos os tronos; o outro, todos os sepulcros.
Um fez a si próprio deus; o outro era o próprio Deus que se fez servo.
Um viveu para vangloriar-se; o outro, para abençoar.
Quando o grego morreu, ruiu para sempre o seu trono de espadas.
Jesus, contudo, morreu para viver para sempre como o Senhor dos senhores.

Jesus e Alexandre morreram aos trinta e três anos.
O grego fez a todos seus escravos; o judeu a todos libertou.
Um construiu um trono sobre sangue; o outro, sobre o amor.
Um é nascido da terra; o outro é nascido do alto.
Um conquistou toda esta terra e perdeu a terra e o céu.
O outro deu tudo a fim de que tudo lhe fosse concedido.
O grego morreu para sempre; o judeu viveu para sempre.
Aquele que tudo recebe perde; e aquele que tudo dá recebe!

Uma resposta para “Deus é Suficiente”

  1. Yago Goulart disse:

    Maravilhoso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *