Destinados a serem UM

Publicado em: 23/03/2016 Categorias: 2016 / Revive Israel

Daniel Juster, Th. D., (Excerto de ‘A Identidade da Igreja: O Corpo do Messias’)

O livro de Atos e, particularmente, Atos 15 é uma passagem chave para o nosso entendimento da posição e identidade dos gentios que responderam à mensagem do Evangelho e entraram para o Reino.

À primeira vista, a resposta do líder da Congregação de Jerusalém, Jacó (Tiago) em Atos 15, em relação aos gentios que estavam sendo salvos, é curiosa. Ele cita uma passagem de Amós 9.10-11 que é milenar em seu contexto original. Na versão Septuaginta, a tradução aparece assim:

Simão relatou como primeiramente Deus visitou os gentios, para tomar deles um povo para o seu nomeE com isto concordam as palavras dos profetas; como está escrito:Depois disto voltarei, e reedificarei o tabernáculo de Davi, que está caído. Levantá-lo-ei das suas ruínas, e tornarei a edificá-lo, para que o restante dos homens busque ao Senhor, e todos os gentios, sobre os quais o meu nome é invocado…” (Atos 15.14-17).

O Que Amós Quis Dizer?

A visão de Jacó (Tiago) é que Deus está tomando dentre os gentios um povo para si, e não que ele está tomando algumas pessoas e as convertendo para serem judeus ou para fazer  parte de uma nova “terceira raça”, que não é nem dos gentios nem dos judeus. Sua citação de Amós aponta para os últimos dias, a última Era, quando Israel e as nações serão um sob o governo do Messias.

O argumento de Jacó se encaixa no contexto geral dos Evangelhos Sinóticos. Se o Reino de Deus já invadiu este mundo, como ficou provado pelos sinais e maravilhas de Yeshua e dos apóstolos, e pelo derramamento do Espírito Santo, então outro aspecto do Reino também deveria se manifestar: os gentios passarem a se submeter ao governo de Davi. Embora Yeshua ainda não reine sobre um trono na terra em Jerusalém, ele já começou a reinar e está assentado à direta de Deus.

Inclusão

Os profetas falam em vários lugares sobre a conversão das nações, sobre a vinda delas para a luz do Messias. Ele é a luz das nações, bandeira aos povos, e leva a salvação de Deus até aos confins da terra. A inclusão dos gentios, sem se converterem ao judaísmo, é a figura descrita pelos profetas, e isso já está acontecendo hoje. Contudo, as nações se voltarão totalmente ao Deus de Israel, e isso ainda acontecerá. O texto de Amós é visto como algo que já está começando a acontecer. O tabernáculo de Davi é o restabelecimento da aliança davídica e o ajuntamento acontecerá sob o seu governo, sob a cobertura do seu tabernáculo.

A entrada dos gentios é mais uma evidência de que Yeshua é o Messias e de que o Reino já invadiu a nossa realidade. Israel e as nações estão destinadas a se unirem sob o domínio do Messias. No entanto, hoje, vemos judeus e gentios como um só povo no Messias. Eles são uma sombra escatológica da Era por vir. Eles revelam a Era por vir já se manifestando na era atual.

——————————————————————-

Jejum de Ester

Por favor, junte-se a nós nesta semana para um tempo de adoração, jejum e oração (no dia 23 de março, 2016, das 8h às 18h, horário de Israel). Vamos juntar nossas forças para lutar para que os planos e propósitos de Deus prevaleçam sobre todos os desígnios malignos contra o povo de Deus em nossa geração. Ofereceremos tradução do hebraico para o inglês. Para nos acompanhar através da transmissão ao vivo pela internet, acesse www.reviveisrael.org durante o evento.

Para assistir ao vídeo de convite para o evento: https://youtu.be/QDSzoxd-2NM

——————————————————————-

Mais Ataques Terroristas

Betty Intrater

Taylor Force se formou em West Point (EUA) e serviu durante 5 anos no exército, incluindo períodos no Afeganistão e no Iraque. Mas o seu passado militar não foi de nenhuma ajuda ao encarar o estilo de guerra israelense. Ele sofreu um ataque fatal enquanto estava de férias em Jaffa, andando com seus amigos ao longo do calçadão. Um jovem palestino armado com uma faca o esfaqueou até a morte num momento em que o perigo não parecia iminente.

Esse é o tipo de guerra que os israelenses enfrentam regularmente. É um tipo de roleta russa. Não tem como se preparar para ela ou saber quando aparecerá. Você só espia por cima dos ombros, tenta estar atento, ora e espera que aconteça o melhor.

Muitos na comunidade internacional não percebem que há um alto nível de integração entre judeus e árabes na sociedade israelense. Os árabes israelenses tem plena cidadania, pois a maior parte vive em paz e se integra com seus vizinhos judeus. Os árabes palestinos que vivem nos territórios trabalham em cidades israelenses. Em muitos casos, eles são empregados valiosos e confiáveis.
Taylor Force não sabia que o inimigo em Israel não está marcado claramente com um uniforme diferente e posicionado do outro lado da cerca de arame farpado. Ele está entre nós e pode atacar a qualquer momento.

——————————————————————-

A Questão da Mordomia

Rob Parker, do IHOPKC, compartilha mais sobre o assunto de mordomia com nossa equipe, uma questão central para a nossa fé. Para assistir em inglês, clique AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *