Desenvolver A Mente De Cristo

Publicado em: 06/05/2012 Categorias: Arauto / Prosseguindo Para Obter o Prêmio

Arauto - Ano 13 - nº 02 - Abr/Jun 1995

Por: Wesley Duewel

Tendo sido encorajado por Paulo a ter a “mente de Cristo,” você é capacitado a desenvolvê-la através do ministério do Espírito Santo.

1. Esteja sempre consciente de que Cristo está com você, habitando em você pelo Seu Espírito. Isto eleva toda a vida para um plano mais alto. Não é algo que pode ser alcançado através do esforço humano; é um fato espiritual. Você está comprometido com Cristo, agora Ele é o seu Senhor e tem autoridade soberana sobre você. Ele Se comprometeu com você, vocês estão unidos por aliança. Você vive para Ele, com Ele e por Sua capacitação. Como Paulo, você pode dizer “Para mim, o viver é Cristo” (Fil 1:21). Por isso a mente de Cristo está disponível para você agora.

2. Dependa constantemente do Espírito Santo. Ele limpa, dá poder e nos enche para que vivamos de acordo com o Espírito e não de acordo com nossa natureza pecaminosa, como os ímpios o fazem (Rm 8:4-5). Sua mente é controlada pelo Espírito agora (versos 6-9).

Como agora você vive no plano espiritual, dependa constantemente do Espírito, o seu Consolador sempre presente, para o alertar, lembrar, sugerir idéias, palavras e ações; para o encorajar e motivar; ou para o controlar e refrear. Busque a Sua direção em todas as suas decisões. Nos sufocantes detalhes da vida, procure olhar de relance momento após momento e quase inconscientemente afim de ver o Seu sorriso, Sua desaprovação ou o Seu questionamento sobre o que você está fazendo ou considerando. Assim como o timoneiro de um barco olha constantemente para o seu compasso e para as estrelas a fim de checar o seu curso e assim como o piloto consulta a todo instante os mostradores do painel do avião, olhe também constantemente, com os olhos da fé, para o Espírito e sinta a Sua aprovação, preocupação ou desaprovação.

3. Deseje, constantemente, satisfazer a Deus. Ter a mente de Cristo é compartilhar a atitude de Cristo, que disse: “E aquele que me enviou está comigo, não me deixou só, porque eu faço sempre o que lhe agrada” (João 8:29).

“A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra” (João 4:34).

“…porque não procuro a minha própria vontade e, sim, a daquele que me enviou” (João 5:30).

Deixe esta mesma motivação o controlar ao compartilhar a mente de Cristo. Mais importante para você do que o sucesso, o elogio dos outros, ou os seus próprios desejos, mais importante do que qualquer coisa, deve ser o seu desejo de satisfazer a Deus, de sentir o Seu sorriso de aprovação e o Seu prazer amoroso em você.

Espírito de Oração Constante

4. Respire o espírito de oração constantemente e dê prioridade à oração. A oração era a própria respiração de Cristo quando estava na terra. Ele fazia o que fosse necessário para encontrar tempo e lugar para orar. Ele levantava cedinho para orar, orava à tarde e certa ocasião orou a noite inteira. Ele saía fora da aldeia para ficar a sós com Deus. Ele se afastava dos discípulos para que pudesse ficar a sós com Deus. Ele escalava montes para encontrar um lugar tranqüilo para orar. E, vez após vez, onde quer que estivesse, erguia Seus olhos e orava. A oração era tão natural e tão necessária para Cristo quanto a respiração.

Cristo escolheu viver e ministrar durante Sua encarnação usando os mesmos métodos e recursos espirituais disponíveis a mim e a você. Normalmente, quando ministrava, Ele tirava o Seu poder da oração e não por confiar em Sua onipotência divina. Ele orou antes de multiplicar os pães e os peixes e antes de ressuscitar a Lázaro. Ele disse a Pedro que Satanás tentaria destruí-lo mas que Ele oraria por ele.

Hoje Ele reina soberanamente através da intercessão: O Seu trono é um trono de intercessão. Ele “vive para interceder” (Hebreus 7:25). Ele está “à direita de Deus e também intercede por nós” (Rm 8:34).

Ter a mente de Cristo é colocar a oração como prioridade, cobrir e saturar tudo o que se faz com oração, e orar sem cessar. Ter a mente de Cristo é compartilhar o Seu fardo intercessório pela igreja e pelo mundo.

De que maneira você cumpre o seu papel de identificar-se com Cristo servindo como “sacerdotes para servir ao nosso Deus” (Ap 1:6; 5:10)? Uma parte importante é receber, em oração, o constante fluir de direção do Espírito que traz ao nosso coração necessidades específicas de oração.

Oração é ouvir e não só falar. É através do ouvir que, durante a oração, você se identifica com Cristo nas necessidades de oração pelas quais Ele está intercedendo no Seu trono. Desta forma, você será, constantemente, capacitado a fazer a Sua vontade. Somente através da mente de Cristo é possível representar, adequadamente, a Cristo e mediar Sua bênção constantemente aos outros.

5. Assuma e manifeste a humildade de Cristo constantemente. “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz” (Fp 2:5-8).

Deixe esta humilde atitude de servo guiar, motivar e revestir sua vida em tudo o que diz e faz. Inclua-a na formação de cada decisão que você tomar. Sempre considere os outros melhores do que você (Fp 2:3). Deixe esta atitude cobrí-lo como uma bela vestimenta em tudo o que fizer e acrescente graça em tudo o que disser (Col 3:12).

A mente de Cristo não é uma mente passiva: ela está, constantemente, buscando obedecer a Deus, viver para Deus e cumprir as tarefas que Deus lhe dá. A sua natureza carnal não deve se projetar em tudo isto. Deixe a atitude cristã de humildade prevalecer. Procure, ativamente, ser como Cristo. Seja totalmente comprometido com Deus e dependente Dele, e faça tudo como ao Senhor (I Co 10:31; I Pe 4:1). Faça tudo no nome de Cristo (Cl 3:17).

6. Reconheça e seja motivado, constantemente, pelo valor supremo do espiritual. Reconheça que o espírito é mais importante do que o corpo e a guerra espiritual mais do que a guerra material. “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4:4). Jesus nos assegura que quando colocamos os interesses espirituais em primeiro lugar (Seu reino e Sua justiça), todas as nossas necessidades materiais são supridas (Mt 6:33). Cristo não faz dicotomia entre o espiritual e o físico mas sempre dá o primeiro lugar ao espiritual.

Quando você tem a mente de Cristo você procura o potencial espiritual ou as implicações espirituais em tudo o que faz. Ao viver sua vida normal neste mundo tão real, você dará, consciente e inconscientemente, prioridade às coisas que são espiritualmente importantes. Você lembra: “Que aproveita ao homem, ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Marcos 8:36). Por que obter sucesso material, econômico ou de qualquer outro tipo às custas do sorriso aprovador de Deus?

Visão dos Valores da Eternidade

7. Mantenha constantemente a visão da perspectiva da eternidade. Quando você tem a mente de Cristo você é uma pessoa que vive em dois mundos. Você é um cidadão do céu e da terra. Você reconhece como é tolice colocar a maior parte do seu investimento de tempo, esforço, amor e finanças naquilo que se pode perder a qualquer instante e que nunca durará mais do que um século. Ao invés disso, invista naquilo que resultará em bênção eterna, galardões e alegria.

Quando você fizer suas inúmeras decisões, lembre-se de que tudo nesta terra é temporário, perecível e capaz de se perder rapidamente. Mas tudo que é feito para Deus, em nome de Jesus, e com o desejo de satisfazer ao Senhor, é um investimento eterno. É tão certa a recompensa quanto é que Deus está no céu.

Paulo disse que tudo que fizermos durante a nossa vida, será provado. Tudo o que for considerado ouro, pratae pedras preciosas sobreviverá ao teste do julgamento do fogo de Deus. Mas tudo o que for considerado madeira, feno e palha será queimado e estas partes de nossas vidas serão um prejuízo eterno para nós (I Co 3:11-15). Se você tem a mente de Cristo, continue a avaliar como você gasta o seu tempo. É palha ou ouro?

A mente de Cristo em você o ajudará a compreender quanto do seu tempo gasto em leitura, assistindo programas de televisão que não edificam, e em conversas relativamente sem sentido, se revelarão no dia do julgamento, como madeira, feno e palha. Compreenda que de muitas maneiras você pode fazer seu trabalho comum e cotidiano ao Senhor. Use os seus momentos livres para a oração, lendo a Palavra ou ajudando e abençoando aos outros.

Isto, nas palavras do Dr. Stanley Tam, vai transmutar o seu tempo e esforços em ouro para a eternidade. A mente de Cristo pode guiar você em muitas das decisões aparentemente triviais de sua vida diária.

Paulo diz: “O homem espiritual julga todas as cousas” e depois acrescenta “Nós temos a mente de Cristo” (I Co 2:15-16). A palavra grega para “julgar” é anakrino e expressa o processo de questionamento que é essencial para se fazer um julgamento. Envolve pesquisa e investigação a fim de tomar decisões.

Em outras palavras, a pessoa espiritual não apenas segue simplesmente os padrões e exemplos de outros sem questionamento. Ela pesquisa cuidadosamente, observa, pesa as evidências e toma suas decisões da maneira que Cristo o faria, pois tem a mente de Cristo.

Se você tem a atitude de Cristo, coloque o seu coração nas “coisas que são de cima, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus” (Cl 3:1).

Coloque sua mente “nas coisas que são de cima e não nas coisas terrenas” (verso 2). Evite colocar ênfase excessiva nas coisas que o tornarão popular ou rico ou em coisas que lhe darão um “bom divertimento.” Você não desperdiça dinheiro pois sabe o quanto é necessário na vida e quanto bem pode ser feito com ele. Você sabe que pode investi-lo na obra de Deus. Mas o dinheiro não é sua prioridade.

Você valoriza a boa vontade e a boa opinião dos outros mas coloca tudo isto no seu devido lugar, sujeitas à vontade de Deus e para a Sua glória. Você gosta de descansar sozinho ou com a família, mas escolhe distrações que são física, mental e espiritualmente benéficas. Você tenta evitar atividades que desperdiçam muito tempo. Com a mente de Cristo, procure direcionar mais do seu tempo livre e mesmo do seu tempo de aposentado em investimentos eternos.

Mantenha Paz Com Cristo

8. Viva e aja constantemente de maneira a manter sua mente em paz com Cristo. Paulo diz: “E a paz de Cristo domine em vossos corações” (Cl 3:15). A palavra grega brabeueto traduzido como “dominar” significa, literalmente, ser um juiz, para julgar, dominar ou decidir. Paulo fala, em Colossenses 3 das áreas em que a paz de Cristo deve ser o árbitro, a autoridade que decide, entre os membros do corpo de Cristo e em seu próprio coração.

Paulo diz para nos vestirmos de compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência (v. 12). Devemos suportar uns aos outros e perdoar qualquer queixa que um tiver contra o outra (v. 13). Devemos fixar todos estes aspectos da armadura espiritual sobre nós com amor (v. 14). Isto preparará o caminho para a paz de Cristo dominar os nossos relacio¬namentos com os outros.

Depois devemos ser gratos (v.15), alimentando-nos da Palavra de Deus e compartilhando seus ensinamentos com os outros enquanto cantamos e louvamos ao Senhor com graça em nossos corações (v.16). O que quer que façamos ou digamos deve ser com gratidão em nome de Jesus (v.17). É em meio a todas estas instruções que Paulo nos recomenda a deixarmos a paz de Cristo ser o nosso juiz. Devemos atentar para aquilo que aprofunda esta paz e para aquilo que começa a nos afastar dela. Esta paz abençoada nos guiará suave mas firmemente naquilo que devemos ou não fazer, naquilo que devemos ou não dizer.

Paz! Se alguma palavra ou ação aumenta a paz do seu coração e a sua paz com outros, de qual outro guia você precisa? Se alguma coisa rouba a sua paz, evite-a. A orientação é simples assim. A mente de Cristo ensinará você a ser um pacificador, alguém que espalha paz e que a mantém. Ela lhe afirmará: “Esta é a vontade de Deus mas aquela não é.” Então Isaías 26:3 se cumprirá na sua vida: Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti, porque ele confia em ti.”

O que pode ser mais essencial e prático se você tem a Palavra de Deus e o Conselheiro que habita dentro de você, o Espírito Santo? O que pode ser mais importante para valorizar e dar ouvidos do que a mente de Cristo? A Bíblia, a voz do Espírito e a mente de Cristo, estas são as fontes básicas para a nossa orientação. Use-as.

Extraído de Let God Guide You Daily (Deixe Deus Guiá-lo Diariamente)de Wesley L. Duewel.

———————————————————————————————————————-

Incessantemente

Faça todo o bem que puder, por todos os meios que puder, de todas as maneiras que puder, em todos os lugares que puder, todas as vezes que puder, para todas as pessoas que puder, por todo o tempo que puder.
John Wesley

2 respostas para “Desenvolver A Mente De Cristo”

  1. Wagner Xavier da Anunciação disse:

    Muito bom, Parabéns!!

  2. Jane disse:

    Maravilhosa reflexão. Fui muito abençoada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *