Como se “Conectar” a Israel (Parte 3)

Publicado em: 18/07/2016 Categorias: 2016 / Revive Israel

Ariel Blumenthal

Nas partes 1 e 2, estudamos a definição bíblica de Israel (povo, nação e remanescente) e algumas formas pelas quais cristãos têm se ligado a Israel em nossa geração. Descobrimos que, de acordo com Romanos 11 e Efésios 2 e 3, esse relacionamento entre judeus e gentios, Israel e as nações, carrega a promessa de trazer plenitude ao plano de Deus para avivamento, restauração e a 2ª Vinda de Yeshua. Na parte 2, analisamos algumas maneiras de se conectar que são boas, mas não atingem a plenitude. Então, como alcançamos essa plenitude? Como ela se manifesta em nossa geração?

Primeiro, estamos buscando uma plenitude de ligação, plenitude no ato de “enxertar”, portanto, isso naturalmente deveria ser feito com um “Israel” que satisfaça todos os três parâmetros bíblicos. Felizmente, em nossa geração podemos encontrar esse grupo de judeus – o remanescente judaico messiânico israelense —aqueles que são judeus (povo), israelenses (nação) e pertencem ao remanescente que nasceu de novo e foi selado pelo Espírito Santo dentro das fronteiras de Israel. De acordo com Paulo em Romanos 11, é esse grupo de judeus que carrega o depósito completo das alianças e promessas de Deus para Israel em seus corpos e espíritos (Rm 11.1-15).

O Cordão de Três Dobras

Em Efésios, Paulo descreve o mistério da reconciliação e da unidade de judeus e gentios, juntos no Messias, como o “Novo Homem”, declarando que o “mistério de Cristo” não foi revelado a gerações passadas de profetas como estava acontecendo em seus dias (Ef 2.14-16; 3.1-6). Podemos dizer algo semelhante sobre os dias de hoje, em que vemos três aspectos que trazem esse mistério a um foco ainda mais preciso do que se conseguia perceber no 1º século:

1) Um remanescente de cristãos fieis de toda tribo, língua e nação na terra;

2) Uma nação judaica restaurada e independente (com Jerusalém como sua capital)após quase 2 mil anos de exílio; e

3) A restauração de um remanescente que crê em Jesus na nação de Israel.

As Escrituras prometem que quando a igreja do meio das nações se enxergar na posição “enxertada” correta em relação ao remanescente israelense; e quando o remanescente israelense compreender que somos, junto com o remanescente de todas as nações, “coerdeiros, membros do mesmo corpo e coparticipantes das alianças/promessas”, então estaremos posicionados juntos para a plenitude do fim dos tempos – avivamento, restauração e a 2ª vinda (Rm 11.11-15; Ef 3.6). Será que estamos prontos? Já está acontecendo, das seguintes maneiras:

  • Ensino: precisamos de revelação sobre essas coisas, e isso vem da Palavra e do Espírito Santo. Temos que dar ouvidos à exortação de Paulo e nos empenhar para não ser “ignorantes” deste mistério (Rm 11.25)!
  • Relacionamento: estamos testemunhando uma comunhão cada vez maior entre os líderes do remanescente messiânico israelense e os líderes da igreja ao redor do mundo. O “Novo Homem” não significa que cada indivíduo judeu e gentio salvo estará num relacionamento significativo um com o outro — o enorme número de cristãos por todo o mundo e o pequeno grupo de judeus messiânicos simplesmente tornam essa equação impossível. É aqui que o papel da liderança no Corpo de Cristo se torna chave: quando líderes, que representam comunidades de fiéis, se unem em oração, confiança e relacionamento, então uma igreja global deste Novo Homem pode ser uma realidade.
  • Cooperação: à medida em que o relacionamento cresce, começamos a ver cooperação em conferências de oração e adoração, evangelismo, mídia, etc.
  • Governo: este último item precisaria de um artigo inteiro só para ele, mas cremos que nestes últimos dias o Senhor está restaurando uma plenitude da ordem apostólica e profética e do governo espiritual ao seu povo. A plenitude dessa restauração depende do alinhamento correto com a plenitude da restauração do relacionamento entre Israel e as nações como Novo Homem em Cristo.

O Holocausto: Por que os Judeus?     

Nesta mensagem, Asher Intrater usa as Escrituras para mostrar por que o povo judeu foi marcado para ser aniquilado pelos alemães nazistas e por que eles ainda são o alvo preferido do ódio e da violência hoje. https://www.youtube.com/watch?v=r2angPL33cs

Conheça a Equipe – Andrew

Esta semana, conheça o administrador do site do Revive Israel, Andrew Ben-Arii.
Legendas disponíveis em francês, espanhol, português, italiano e dinamarquês.
https://youtu.be/xNdm5Tezrx4

Pedido de Oração

A família Blumenthal deixou sua casa em Xi’an por um mês para viajar e ministrar. Esta semana, de 13 a 16 de julho, eles participarão da Greater China Gathering (Grande Ajuntamento na China) em Hong Kong. Ariel faz parte da liderança central para esse ajuntamento que reunirá representantes da comunidade chinesa do mundo inteiro. Vamos orar por uma unidade cada vez maior entre os chineses e pela plena liberação do seu destino e papel de destaque no Corpo de Cristo nestes dias.

Em seguida, Ariel pregará várias vezes e dará um seminário de meio dia sobre O Novo Homem, na Revival Christian Church em Hong Kong no dia 23 de julho. Depois disso, eles estarão em duas outras cidades na China antes de retornar a Xi’an no dia 8 de agosto. Por favor, ore em favor deles por misericórdia, sabedoria e força enquanto viajam com seus 3 filhos pequenos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *