• Quando a tragédia bate

    1. Data da postagem 25/07/2015 |
    2. Categorias: Arauto / Quando a tragédia bate

      Fred D. Jarvis   Foi um dos dias mais negros e trágicos da minha vida. Eu estava na Guatemala, num dos nossos campos missionários, quando recebi uma mensagem urgente para ligar para minha esposa na nossa base missionária na fronteira entre Texas e México. Não pude deixar de ficar intrigado sobre que tipo de […]

    + Continue Lendo
  • O Espírito Santo, Consolador

    1. Data da postagem 25/07/2015 |
    2. Categorias: Arauto / Quando a tragédia bate

    Octavius Winslow (1808 – 1878) “Mas o Consolador, o Espírito Santo…” (Jo 14.26). Há, no meio do povo de Deus, um lamentável esquecimento quanto ao caminho que Deus planejou para nossa jornada pelo mundo. Poucos se lembram que esse caminho é caracterizado por tribulação; longe de ser uma vereda fácil, suave e florida, ela costuma ser […]

    + Continue Lendo
  • Deus só usa material quebrado

    1. Data da postagem 25/07/2015 |
    2. Categorias: Arauto / Quando a tragédia bate

    Charles H. Mackintosh Não existe campo de estudo mais frutífero do que o da história dos tratamentos de Deus na vida de seus servos. Além de ser fascinante ler esses relatos, é também muito rico em instrução e aplicação pessoal. Talvez a maior lição que podemos tirar deles é descobrir o principal objetivo de Deus […]

    + Continue Lendo
  • Nuvens de melancolia, nuvens de glória

    1. Data da postagem 25/07/2015 |
    2. Categorias: Arauto / Quando a tragédia bate

    Lois Stucky (1928-2014) Hoje, todos sentem prenúncios da tempestade que está se armando. Nuvens escuras de pecado e maldade se avolumam sobre nós ameaçando as nações com ruína e juízo divino. Alguns de nós têm vontade de reagir como crianças durante trovoadas fortes no meio da noite: esconder a cabeça debaixo das cobertas ou do […]

    + Continue Lendo
  • Examine a si mesmo

    1. Data da postagem 25/07/2015 |
    2. Categorias: Arauto / Quando a tragédia bate

    E. E. Shelhamer Se julgarmos a nós mesmos, com critério rígido, não seremos julgados. Se falharmos nesse santo autojulgamento, seremos castigados pelo Senhor. Em sua vida pública e privada, você faz tudo tão sinceramente quanto o faria se nenhum outro olho o visse, senão somente o olhar do Deus onisciente? Você condena nos outros as […]

    + Continue Lendo