“Verdades” da Auto-Ajuda

Data de publicação: 13/07/2011
Categorias da Biblioteca:
Edição 58 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 58

Por: Christopher Walker

No meio da literatura de auto-ajuda, você pode encontrar algumas pérolas – sujas e contaminadas com certeza – que precisam ser examinadas e resgatadas.

Embora contenham sérios enganos e falsificações, se você tiver percepção e sensibilidade, conseguirá discernir nelas uma inspiração, um chamamento mais alto, uma motivação que encontra profunda ressonância em nosso interior (por que não dizer no nosso espírito?).

“Quanto mais próximo à verdade, mais perigoso é o engano”, alguém dirá. “Se tem veneno, jogue fora”, responderá outro.

É muito simplório dizer: “Procede do maligno, é mentira, não quero nem ouvir!”. O problema é que rejeitamos a inspiração da auto-ajuda, mas contentamo-nos em viver uma vida  medíocre e sem motivação.

A solução, obviamente, não é recorrer a fontes impuras. Temos à disposição a fonte mais rica, equilibrada, inspiradora, desafiadora e motivadora que existe: a Palavra de Deus. Por algum motivo, porém, em muitos casos, não estamos sendo impactados por ela.

Faça uma simples experiência agora: leia o texto abaixo e, ao invés de rejeitá-lo sumariamente por causa de suas inversões, tente descobrir como algumas simples substituições de palavras podem mudar completamente a distorção. E pergunte a si mesmo: uma nova criatura, membro do Reino de Deus, não deveria ter um senso de valor, motivação e propósito muito maior do que aquele que só acredita na “natureza”, no “universo” ou na “força interior”?

Não é suficiente apontar os erros de O Segredo ou de filosofias semelhantes. O que temos para oferecer no lugar?

EU SOU O MAIOR MILAGRE DA NATUREZA

Desde o começo dos tempos jamais houve outro com minha mente, meu coração, meus olhos, meus ouvidos, minhas mãos, meu cabelo, minha boca. Ninguém que me antecedeu, ninguém que ainda vive, nem ninguém que virá pode andar e falar e pensar exatamente como eu. Todos os homens são meus irmãos, porém sou diferente deles todos. Sou uma criatura única em todo o universo.

Eu sou o maior milagre da natureza.

Embora eu seja do reino animal, os prazeres apenas animais não me satisfazem. Dentro de mim arde a chama que tem passado de gerações incontáveis, e seu calor é uma constante incitação para o meu espírito, para me tornar melhor do que sou, e melhor me tornarei.

Soprarei esta chama da insatisfação e proclamarei minha singularidade ao mundo.

Ninguém é capaz de reproduzir minha pincelada, ninguém é capaz de repetir as marcas de meu cinzel, ninguém é capaz de reproduzir minha caligrafia, ninguém é capaz de fornecer o meu produto, e, em verdade, ninguém tem a habilidade para vender exatamente como eu.

[…] Sou uma criatura única na natureza. Sou raro, e há um valor em toda raridade; portanto, sou valioso. […] Mas minhas técnicas, minha mente, meu coração e meu corpo estagnarão, degenerarão e morrerão se não forem colocados em uso. Tenho potencial ilimitado. Emprego somente uma parte de meu cérebro; flexiono apenas uma desprezível porção de meus músculos. […] Posso realizar muito mais, e realizarei, pois por que deveria o milagre que me produziu findar-se com o meu nascimento? Por que não posso estender este milagre aos feitos de hoje?

Eu sou o maior milagre da natureza.

Não estou nesta terra por acaso. Estou para um propósito, e esse propósito é crescer como uma montanha e não me encolher ao tamanho de um grão de areia.

[…] Nenhum animal, nenhuma planta, nenhum vento, nenhuma chuva, nenhuma pedra, nenhum lago teve o mesmo começo que eu, pois fui concebido em amor e trazido à luz com um propósito. […]

Eu sou o maior milagre da natureza.

E a natureza não conhece derrota. Por fim, ela emerge vitoriosa e assim emergirei eu, e após cada vitória a próxima luta se torna menos difícil. Vencerei e me tornarei um grande vendedor, pois sou uma pessoa única no universo.

Texto extraído do livro O Maior Vendedor do Mundo, de Og Mandino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *