Quem me Valerá?

Data de publicação: 06/10/2013
Categorias da Biblioteca:
Edição 75 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 75

A igreja brasileira começa a olhar para o próprio quintal: sertão nordestino é a nossa janela 10 X 40

Luiz Montanini

 Neste país de dimensões continentais e dialetos mil, a expressão “Quem me valerá?” é bastante utilizada pelo sertanejo nordestino nos momentos difíceis pelos quais ele costumeiramente passa. Esse lamento típico significa um verdadeiro pedido de socorro aos céus ou a alguma boa alma. Afinal, quem, neste mundo de meu Deus, ou o próprio, lhe estenderia a mão?

Em razão das agruras de toda sorte às quais é submetido, o sertão nordestino já foi apelidado de a janela 10 X 40 brasileira. É uma alusão irônica à região geográfica pouquíssimo evangelizada localizada entre os graus 10 e 40 da Latitude Norte do planeta e que forma um grande retângulo, desde o norte da África e sul da Espanha até o Japão e norte das Filipinas.

Entretanto, a julgar pelos últimos acontecimentos, pelo menos a versão tupiniquim da grande janela parece que está abrindo-se à entrada de novos ares. As mãos de Deus e da igreja dão a sensação de estarem inclinando-se em favor do sertanejo nordestino. Inúmeras ações e projetos que vêm sendo implementados comprovam essa tese. Veja alguns deles nestas páginas.

Volte e Conte

A região menos evangelizada do Brasil reivindica seus migrantes convertidos de volta para que lhes falem do amor de Deus

Imagine centenas de famílias, que um dia migraram para o sudeste do país e ali encontraram a salvação em Cristo, fazendo as malas para retornar às cidades de origem, especialmente no sertão nordestino, a fim de viver e pregar o evangelho do Reino de Deus entre seus parentes e amigos. Muitos seriam alcançados.

Imagine, agora, um grande número de profissionais cristãos abrindo pousadas próximas das rodoviárias de dezenas de cidades do sertão nordestino. Ou pense em consultório médicos e dentários e escolas estabelecidas nestas cidades, todos eles projetos dirigidos por profissionais que amam a Deus e ao próximo, a quem evangelizam e transformam em discípulos.

Esses dois exercícios de imaginação acima descritos são alguns dos principais desafios do Projeto Expedições Brasil, liderado pelo autor deste texto. O projeto envolve a edição e publicação do livro sobre missões autossustentáveis intitulado Volte e Conte, eventos de despertamento de potenciais missionários nordestinos na região sudeste do país, que abriga quase um Nordeste em seus quatro estados, expedições de caráter evangelístico no poder do Espírito Santo e estabelecimento de pousadas em cidades do sertão nordestinos a partir do primeiro semestre de 2014.

Além da edição do livro Volte e Conte, no prelo, eventos estão sendo realizados em parceria com o Movimento Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino, com igrejas de São Paulo e do Nordeste, com participação de músicos e pastores do sertão nordestino. Seu objetivo é despertar crentes migrantes – na maioria, de origem nordestina – a voltar para suas cidades de origem a fim de pregar o evangelho do Reino de Deus, fazer discípulos e implantar igrejas.

Pousadas e consultórios serão modelos de missões autossustentáveis

O projeto-piloto Lugar de Descanso consiste em alugar e adaptar como pousada uma casa, a princípio em Petrolina, PE, porta de entrada do sertão nordestino para quem vai do sudeste para lá. A pousada será estabelecida no entorno da rodoviária local. A ela, as igrejas enviarão um casal ou família de obreiros missionários que ali implantará igreja, fará missões e servirá espiritual e socialmente às pessoas que gravitam em torno da rodoviária. O início do projeto, com a inauguração da primeira pousada, está programado para o primeiro semestre de 2014.

O custo da hospedagem na pousada será mais acessível que de outras na mesma cidade. O diferencial estará no atendimento, caracterizado pelo serviço e amor cristãos.

Com o estabelecimento de uma pousada e um casal de missionários, algumas demandas serão atendidas. O projeto ajudará a mudar o conceito de missões hoje utilizado, porque será autossustentável. Os missionários serão fazedores de tendas. Com isto, depois de um tempo, passarão a retirar seu sustento do próprio investimento, e a igreja ou grupo que o enviou poderá redirecionar os mesmos valores antes comprometidos a novas ações missionárias.

Na cidade onde se estabelecer como empresário ou profissional liberal, o missionário passará a receber bom testemunho da população, que o verá como um trabalhador “normal”, com um empreendimento normal, mas inclinado às necessidades das pessoas. Ao trabalhar com as próprias mãos, derrubarão preconceitos estereotipados que têm recaído sobre a função pastoral e “cairão nas graças do povo”.

A própria família de missionários se sentirá mais segura nesta obra, porque terá o respaldo inicial da igreja que a enviou e recursos do próprio empreendimento em sequência.

No caso da pousada, a primeira família enviada precisará ser bem estruturada espiritualmente, pois tratará diretamente com forças espirituais malignas. Precisará, portanto, agir no Espírito, expulsando demônios, curando enfermos e vivendo a vida do discipulado. Os líderes do movimento Expedições Brasil já estão orando pelo primeiro casal ou família que será enviada.

A família enviada a cada lugar terá a incumbência de implantar igreja na localidade, a partir de sua casa (que poderá ser na própria pousada). Em geral, obreiros e líderes são bons gestores. Eles terão capacidade profissional e qualificação espiritual para administrar o lugar.

Como forma de captação de recursos e atração à intercessão, a ONG Expedições Brasil, que capitaneia o projeto, criou três selos: Amigo do Sertão, Empresa Amiga do Sertão e Igreja Amiga do Sertão. (Veja mais no site www.jornalhoje.com.br.)

Equipes farão expedições de evangelização ao sertão nas férias de julho

Vários grupos do Sudeste estão juntando-se aos já existentes no Nordeste para dedicar parte das férias na evangelização do sertão nordestino em projetos audaciosos. Em julho agora, por exemplo, do dia 23 a 2 de agosto, a ONG Expedições Brasil levará um grupo de 15 pessoas de São Paulo para evangelizar a cidade de Carnaubeira da Penha, PE, uma das 30 cidades menos evangelizadas do primeiro jogo de cartões de oração criado pelo Movimento Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino (veja mais sobre os cartões nestas páginas).

A característica dessa viagem será de evangelização ostensiva, na qual a equipe dará passos de fé no exercício dos dons espirituais, entrando nas casas, curando moradores em nome de Jesus, expulsando demônios, pregando o evangelho do Reino de Deus e fazendo discípulos. O grupo está certo de que o Senhor mesmo confirmará e chancelará os passos com respostas em forma de sinais e maravilhas.

Essas viagens têm o objetivo também de despertar vocações entre os jovens e membros das igrejas em geral. Ao começarem a sair e verem o poder de Deus se manifestando, ficarão mais propensos a entender o chamado para fora da igreja. Começarão com experiências de baixo custo e tempo e, com isso, irão envolver-se cada vez mais com os negócios do Senhor.

Pedro Sortica, pastor em Paulínia, SP, e missionário, levará um grupo de em torno de 30 pessoas a Acari, RN. Ali e em Caicó, também no Sertão do Seridó, farão evangelismo por amizade por um período de 15 dias. Além dos brasileiros do Sudeste – muitos deles repetindo a primeira viagem, feita em janeiro último –, virão jovens interessados em missões dos EUA e alguns países da América do Sul.

Pastor Jonathan lidera um movimento nacional em favor do sertão nordestino

O Movimento Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino possui também várias ações voltadas ao sertão nordestino. Liderada pelo pastor Jonathan Ferreira dos Santos, pretende implantar 10 mil igrejas no sertão até o ano de 2022.

Entre as ações implementadas pelo movimento (veja quadro nesta página), está o Jogo de Cartões de Oração, já em circulação, que traz as 30 cidades menos evangelizadas do sertão nordestino hoje. Quem o adquire se compromete a orar por uma cidade a cada dia do mês, por um período de pelo menos dois anos.

Outra das ações é a convocação do Dia Nacional de Jejum e Oração pelo Sertão Nordestino, para o primeiro domingo de dezembro deste 2013. O objetivo desse jejum nacional é a derrubada das fortalezas espirituais contrárias à propagação do evangelho aos cerca de 40 milhões de pessoas que habitam o sertão nordestino.

No fim de maio último, o Movimento Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino reuniu em torno de 200 intercessoras de todo o país em Juazeiro do Norte, CE. A maioria se comprometeu a orar por avivamento espiritual no sertão nordestino e a buscar direção de como se envolver praticamente neste desafio. Veja a seguir quadro com algumas ações em favor do sertão nordestino:

AÇÕES EM CURSO EM FAVOR DO SERTÃO

  • Jogo de Cartões de Oração – 30 das cidades menos evangelizadas pesquisadas in loco que estão recebendo intercessão diária.
  • Gravação de CD do grupo de Belo Horizonte “Diante do Trono”, que será realizada em Juazeiro do Norte (a programação está sendo conduzida pelo irmão Siralan, de Juazeiro do Norte)
  • Volte e Conte aos Seus – projeto organizado por Luiz Montanini, com livro do mesmo nome e encontro na Semana da Pátria, 6 a 8 de setembro, em Ferraz de Vasconcelos, SP, que visa a estimular nordestinos que vivem no Sudeste a voltar para o Sertão Nordestino para evangelizar seus familiares e amigos.
  • Segunda Expedição de Oração no Sertão Nordestino, marcada para outubro de 2013.
  • Congresso Nacional de Jovens em Juazeiro do Norte, de 14 a 17 de novembro 2013
  • Curso de Preparação de Obreiros Sertanejos, em parceria com o Betel Brasileiro
  • Projeto Lugar de Descanso, ação missionária autossustentável que terá pousadas nos entornos das rodoviárias de cidades do sertão nordestino, para atender os necessitados e implantar igrejas nas localidades
  • Visitação de Deus em Caicó, RN, em dezembro de 2013. O pastor Pedro Sortica enviará um casal para a cidade, o qual preparará local para receber intercessores que orarão por Caicó durante três meses seguidos, como preparação para a Visitação de Deus, liderada pelo Pastor Jonathan Ferreira do Santos. Caicó é uma das cidades com maior número de suicídios do sertão potiguar. Apenas uma família teve 45 suicídios em sua história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *