Oremos Por Israel

Data de publicação: 14/11/2011
Categorias da Biblioteca:
Edição 24 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 24

Por: Ofer Amitai

Recentemente, uma bomba explodiu num restaurante da Universidade Hebraica no campus do Monte Scopus em Jerusalém, deixando sete mortos e noventa feridos. A polícia acredita que um funcionário ou estudante árabe da universidade tenha dado apoio ao terrorista, que deixou uma sacola com os explosivos dentro do restaurante.

A organização terrorista Hamas assumiu o atentado, e um porta-voz afirmou que os ataques continuariam até que a ocupação de Israel acabasse. Na língua árabe, o mesmo porta-voz o disse de uma forma mais clara: “… até que os judeus forem expulsos desta terra”.

Esta guerra tem a ver exatamente com isto: a oposição firme e resoluta contra o cumprimento do plano de Deus para Israel e o seu reino.

Veja o que Deus disse em Ezequiel 39.25-29: “Portanto assim diz o Senhor Deus: Agora tornarei a trazer Jacó… E eles esquecerão tanto do seu opróbrio, como de todas as suas infidelidades pelas quais transgrediram contra mim… quando eu os tornar a trazer de entre os povos… e for santificado neles aos olhos de muitas nações…. Não deixarei la nenhum deles; nem lhes esconderei mais o meu rosto; pois derramarei o meu Espírito sobre a casa de Israel, diz o Senhor Deus.”

Em síntese, o propósito de Deus nos últimos dias é revelar sua glória e derramar seu Espírito sobre toda carne. Tanto um como outro faz parte da restauração de Israel, primeiro para sua terra, e depois para seu Deus. É lá, na terra, que Deus quer revelar sua glória e sua face, e derramar o seu Espírito. E estes atos são a santificação do seu nome!

O que devemos fazer sobre todas essas coisas? Vigiar e orar! Não sejamos vencidos pelo mal e pelas suas exibições infernais, que têm como objetivo paralisar nossa fé e impedir nossas orações. Continuemos a estar diante do Senhor, e a suplicar que ele cumpra sua própria palavra.

A palavra “Scopus” significa “vigiar” ou “estar atento”. O Monte Scopus situa-se ao norte de Jerusalém, e serve como ponto de observação, para ver quem poderá atacar a cidade, pois é o lado mais vulnerável da cidade. Foi naquele lado que Tito armou seu acampamento quando sitiou Jerusalém. Podemos nós, como atalaias de Deus, subir o alto monte da oração e ser “guardas” de Jerusalém até que o Senhor executa a sua palavra?

Como ele disse a Jeremias o profeta: “Velo sobre a minha palavra para a cumprir” (Jr 1.12). Vamos vigiar junto com ele, até que a cumpra de fato.

Ofer Amitai é pastor da congregação El-Roii em Jerusalém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *