O Verdadeiro Segredo

Data de publicação: 14/07/2011
Categorias da Biblioteca:
Edição 58 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 58

Por: Renata Balarini Coelho e Nilva Balarini Coelho

Depois do sucesso estrondoso de Paulo Coelho e J. K. Rowling, autora da série sobre o bruxinho Harry Potter, que continua fascinando adolescentes mundo afora, não é de se espantar que O Segredo conquiste tantos adeptos.

Afinal, a receita da autora australiana Rhonda Byrne é bem-elaborada: uma mescla de princípios teológicos, filosóficos e científicos oriundos de diversas fontes que acaba por ludibriar os desavisados por conter aspectos “familiares” a quase todas as pessoas. Com toda a certeza, Byrne acertou na mosca e descobriu o segredo para encher a conta bancária (dela)! Afinal, esse caldeirão de sucesso usa ingredientes extraídos da ciência, da filosofia, de religiões orientais como o budismo, ocidentais como o próprio cristianismo, de movimentos místicos como a Nova Era, produzindo um grande cozido de distorções com aroma agradável a quase todos!

Sem dúvida, o sabor seduz o paladar: frases que agradam aos ouvidos transmitem a certeza ilusória de que qualquer um é capaz de alcançar tudo aquilo que imagina e deseja ardentemente. Quem não adoraria acreditar que pode concretizar todos os seus sonhos com base na força da vontade e das intenções? E ainda conseguirá o apoio de todo o universo, que abrirá portas onde havia paredes e estenderá uma esteira rolante onde havia uma escada imensa e cansativa! Basta apenas um passo! Não lhe parece maravilhoso?

Porém, parecer maravilhoso não significa ser verdadeiro! Não seria maravilhoso acreditar que, independentemente dos atos e do estilo de vida, todos vão para o Céu após a morte? Seria algo de extremo consolo e até entusiasmo, mas não passaria de mentira deslavada. Puro engano.

De fato, aqueles que crêem na Palavra de Deus sabem que “o que o homem semear, isso também colherá” (Gl 6.7). Trata-se de um princípio instituído pelo próprio Deus; uma lei implacável. É verdade também que “abismo chama abismo” (Sl 42.7); não há como viver na maldade e colher apenas o que é bom. Outra verdade indiscutível: Deus (e não o universo!) coopera e age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam (Rm 8.28). Verdades bíblicas incontestáveis. Com um pouco de distorção, a autora faz parecer que a lei da atração também contém princípios bíblicos – e eis mais uma grossa fatia de consumidores conquistada!

Porém, uma simples análise já basta para revelar que não há futuro para quem se apóia no próprio entendimento! Ao contrário da afirmação essencial do livro de que a mente humana é capaz de alcançar tudo o que imagina, a Bíblia afirma que “muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor” (Pv 19.21), pois os pensamentos e as intenções do coração humano não passam despercebidos aos olhos do Criador. Por mais que se deseje algo, a resposta final vem da boca de Deus.

Mais um tropeço: a Bíblia declara, em Provérbios 28.26, que “quem confia em si mesmo é insensato” (e não esperto e privilegiado conforme sugere a autora!), e o fim do insensato é desmoronar tal qual uma casa edificada sobre a areia, pois “a mentalidade da carne é morte” (Rm 8.6). Assim como uma flor de aparência deslumbrante hoje floresce e amanhã já não existe, o sucesso de toda pessoa que se fundamenta nos próprios desejos e “vibrações” não passa de brisa passageira: durará até quando Deus permitir a despeito de todos os desejos, pensamentos positivos e idealizações perfeitas!

Agora, ainda é possível acreditar que você é aquilo que deseja ser? De fato, a Bíblia declara, com todas as letras, que Deus retribuirá a cada um conforme o procedimento de cada pessoa. Somos responsáveis pelos nossos atos. Mas não somos aquilo que queremos ser simplesmente porque não temos tal poder. Que tal desejar ardentemente ser um cisne? Imagine-se como um cisne. Construa um lago artificial e comece a alimentar-se de algas. Comporte-se como um cisne. Com sorte, você conseguirá convencer alguém a acompanhá-lo até o novo habitat! Porém, nada mudará a natureza humana da qual você foi constituído por Deus. Somos criação de Deus com liberdade de fazer escolhas positivas ou negativas. Somos pessoas mortais com o direito divino de agir conforme a própria vontade – e arcar com as conseqüências, mudando a própria vida para melhor ou pior.

Quer saber o verdadeiro segredo para o sucesso? O apóstolo Paulo certamente o conhecia quando afirmou: “Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade” (Fp 4.12). O segredo é revelado no versículo seguinte: “Tudo posso naquele que me fortalece”. A força motriz do sucesso humano é DEUS! É ele quem capacita toda pessoa a lutar por cada sonho, plano ou vontade. Podemos concretizar tudo o que DEUS planejou para nós e extrair alegria, paz e satisfação de qualquer circunstância na qual ele nos tenha colocado. Porque, no fim das contas, acima de todas as vaidades, teorias e invenções humanas, prevalece a soberania divina: Deus não é ilusão.

____________________________________________________________________________________________________

Renata Balarini Coelho é bacharel em Letras formada pela Unicamp e trabalha como escritora, tradutora e revisora. Atua na pregação e no ensino da Palavra de Deus na igreja Casa de Oração Vivendo em Cristo – Casa dos Milagres, na cidade de São Paulo. E-mail: rbalarini@yahoo.com

Nilva Balarini Coelho, conhecida como Irmã Vi, é pastora em tempo integral da igreja Casa de Oração Vivendo em Cristo – Casa dos Milagres. Com forte chamado profético, atua principalmente nos ministérios de libertação, cura e intercessão. Além disso, é revisora e está escrevendo seu primeiro livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *