Notícias: O Cristão e o Mundo

Data de publicação: 03/12/2011
Categorias da Biblioteca:
Edição 11 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 11

A Bíblia em Voz Alta na Rússia

A leitura da Bíblia em voz alta por meio de alto-falantes está quebrantando corações na Rússia. “O povo russo espera que Deus mova o coração dos incrédulos”, disse David Genn da Associação Evangélica Eslávica. Recentemente ele visitou a igreja batista de Omsk, onde as pessoas se converteram ao cristianismo sem nenhum estímulo por parte do pastor ou dos membros.

Mais de 1000 pessoas vão à igreja uma hora antes do culto de domingo de manhã para ouvir a Bíblia lida em voz alta. Membros voluntariamente lêem as Escrituras em voz alta por meio dos alto-falantes da igreja, enquanto outros acompanham nos bancos. “Eu podia ouvir pessoas chorando e orando por todo o santuário. Pensei: ‘A Palavra viva de Deus está quebrantando corações'” – Glenn disse.

Várias pessoas aproximaram-se do púlpito e pediram ao pastor para contar-lhes como fazer para tornarem-se cristãos. Um homem caiu sobre seus joelhos e começou a orar audivelmente, confessando seus pecados a Deus e à congregação. Depois do culto da manhã, muitas pessoas que estavam do lado de fora entraram no templo para pedir oração. Este mover do Espírito de Deus não é incomum em terras russas.

“Bem-aventurados sois vás quando vos perseguem…” Índia

“Quanto maior a perseguição, mais portas são abertas para o Evangelho”, disse um indiano plantador de igrejas. Dr. Alex Abraham, um neurocirurgião, lidera um movimento na índia que fundou 1500 igrejas nos lares em três anos. O grupo crê que a fundação de novas igrejas é o método mais efetivo para cumprir a Grande Comissão.

“Cristãos no norte da índia estão sendo constantemente atacados, tendo suas literaturas roubadas e seus prédios e veículos danificados”, disse Abraham, “mas mesmo assim Jesus continua acrescentando pessoas ao seu Reino”. Um fanático hindu que se juntou à igreja em Kinnaur Pradesh e se desviou do Cristianismo está denunciando os líderes cristãos. Mas apesar da oposição, 21 igrejas foram fundadas desde 1995, e ao todo têm mais de 2000 membros.

Evangelista na Prisão no Uzbequistão

Um pastor cristão prisioneiro no Uzbequistão está sofrendo por ter falado de Deus aos seus companheiros de cela. Pastor Kim Stanislav, da Igreja Cristã de Chilchik está encarcerado há mais de um ano na prisão de Tabaksai. Descendente de coreanos e cidadão do Uzbequistão, o pastor foi acusado falsamente pelas autoridades locais de sonegar impostos na empresa de construção que possuía antes de tornar-se pastor, de acordo com membros da igreja.

Stanislav está cumprindo uma pena de três anos e meio. Ele foi preso em fevereiro de 1999 e sentenciado sem nenhum julgamento formal ou advogado.

Stanislav, ao que consta, levou 25 de seus companheiros de cela a Jesus, durante seu primeiro mês de prisão. Quando lhe foi oferecido o conforto de uma cela privativa, depois de ter sido sentenciado, ele o recusou e assim pôde continuar dividindo sua fé e discipulando outros prisioneiros. Uma fonte diz que sua família está muito preocupada com as severas surras que está recebendo agora.

Milagres no Camboja

Milagres estão levando pessoas a Cristo no Camboja, onde apenas 1 % da população é cristã, de acordo com Advance, uma publicação da Igreja do Evangelho Quadrangular.

Moradores de duas aldeias confessaram sua fé em Jesus após uma demonstração do poder de Deus. Em uma aldeia, os moradores pediram que o pastor missionário orasse para chover sobre suas novas plantações, enquanto numa aldeia vizinha moradores queriam que pedisse a Deus para interromper a chuva até que terminassem de plantar suas lavouras. Na semana seguinte, a chuva caiu na aldeia que já havia feito o plantio, mas não rja outra. Os moradores de ambas as aldeias declararam-se cristãos e foram batizados.

Pessoas numa outra aldeia têm adorado “O Deus que foi pendurado na cruz” por mais de 20 anos sem mesmo saber o nome de Jesus Cristo, disse um pastor do Camboja. Esta aldeia na província de Khampong Thom estava sob o controle dos Khmer Rouge até este ano. Mas as pessoas receberam o Evangelho calorosamente na região, “quase como se já estivessem preparadas, esperando pela Verdade”.

Deus poupou uma aldeia de ser massacrada pelos soldados do Khmer Rouge na década de 70, quando o regime marxista matou um milhão e setecentas mil pessoas, disse uma senhora. Os habitantes da cidade, incluindo mulheres, foram forçados a cavar suas próprias covas e os soldados estavam prontos para atirar neles, mas de repente começaram a clamar “a qualquer deus que pudesse ajudá-los”. Alguns clamaram a Buda e outros a outros deuses, mas ela clamou ao “Deus pendurado na cruz,” ela disse.

Enquanto aguardavam pelos tiros, todos os presentes tiveram a visão de uma cruz. Ouviram uma voz dizendo que seriam poupados e que “ninguém mais pode salvá-los a não ser Eu”, ela disse. Quando abriram seus olhos, os soldados haviam ido embora. Desde então, passaram a adorar o Deus que os salvou, mas não sabiam nada a respeito de Jesus até que o pastor Daniel Em pregou para eles. “Agora eles conhecem a Jesus pelo nome e estão começando uma igreja. A velha senhora está muito feliz, pois esperou por isto durante 20 anos.”

Cura divina leva curandeiro indiano a Jesus

Um curandeiro em Haryana, na índia, supostamente expulsava demônios mas não pôde ajudar sua mãe quando esta ficou gravemente doente. Enquanto o curandeiro destruía seus ídolos e talismãs por causa de sua frustração, um pastor cristão orava pela recuperação de sua mãe. A mulher recuperou-se e o curandeiro, assim como sua esposa, pai e mãe converteram-se todos ao Cristianismo.

Expansão da Evangelho em Laos

Cerca de 10.000 pessoas por mês estão ouvindo o Evangelho em Laos. Apesar da resistência do governo e da perseguição contra obreiros lá, mais de 90.000 pessoas já ouviram a mensagem de Cristo nos últimos 10 meses, de acordo com “Partners International”. O ministério mantém programas que trazem água limpa e ajuda vilarejos a construírem escolas enquanto espalham o Evangelho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *