Impacto Jovem: Geração Miojo

Data de publicação: 12/09/2011
Categorias da Biblioteca:
Edição 37 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 37

Por Tiago Mattes

Nunca esqueço dos dias em que meus pais viajavam. Principalmente, de certa vez quando estiveram longe durante algumas semanas. Minha mãe preparara um grande estoque de macarrão “miojo”. Aquele macarrão era a minha salvação! Eu não sabia cozinhar e não tinha o mínimo interesse em aprender, pois o meu querido “miojo” era instantâneo, rápido e fácil de fazer.

Não é à toa que esse tipo de refeição como o macarrão “miojo” se tornou preferência entre os jovens. Creio que esse mercado de fast food, envolvendo o “miojo” e seus mais variados “companheiros”, se tornou grande devido ao seu caráter “instantâneo”, que responde de maneira objetiva ao desejo da geração jovem do mundo de hoje.

Gostaria de considerar que nós jovens somos a geração “miojo”, “McDonald’s” e “micro-ondas”. Gostamos daquilo que é instantâneo, mais rápido, fácil e prático. E não estou falando apenas daquilo que gostamos de comer, mas do modo como agimos em nossa vida.

Hoje em dia é mais fácil assistir à televisão do que ler um livro. É por isso que nossa geração tem mais dificuldade para estudar e acaba se dando mal na escola, pois é melhor e mais fácil curtir uma televisão, um vídeo-game ou computador, com imagens prontas que não exigem esforço, do que ler e se esforçar nos estudos. A galera prefere “ficar” em vez de namorar, pois o “ficar” é namorar de forma mais fácil e prática. A masturbação e o sexo pré-conjugal se tornaram populares por oferecerem prazer instantâneo, sem precisar esperar pelo casamento.

Essa é a geração “miojo”! Se você parar para pensar, irá perceber que a maioria das escolhas que os jovens fazem são dirigidas por essa mentalidade.

Lembro que após alguns dias comendo aquele “miojo”, acabei enjoando. De tal maneira que não podia mais nem mesmo olhar para o grande estoque que ainda havia para comer. Não dava mais! Aquela comida estava me fazendo mal. Bem já lembravam os pais e os médicos quando diziam: “Esse tipo de comida fast food não faz bem à saúde”.

Com nossa vida é o mesmo. Se você tomar suas decisões baseado na mentalidade “miojo”, vai acabar se dando muito mal. E talvez quando se der conta disso será tarde demais.

Infelizmente, essa também é a realidade espiritual dos jovens cristãos. Muitos dos jovens com quem trabalho me perguntam: “Tiago, por que minha vida está assim?”. Eles dizem que tentam ler a Bíblia, tentam orar, tentam encontrar Deus, mas não conseguem.

Isso é reflexo da mentalidade “miojo”, que acaba fazendo com que estes jovens corram em busca de um “fast food espiritual”. Como não o encontram, acabam desistindo! Eles abrem a Bíblia, tentam ler e entender, mas não possuem a paciência e agilidade para compreender o que Deus quer dizer; tentam orar, mas logo se pegam dormindo.

Conheço igrejas que procuram oferecer todo tipo de “fast food espiritual” para atrair os jovens. Buscam idéias que atraiam mais e mais gente, esquecem-se de apresentar Deus e sua Palavra, nem sequer tocam em temas “chatos” que possam afastar jovens, abrindo mão de princípios em troca daquilo que é mais fácil e rápido. Buscam o “miojo” do mundo e deixam de lado o feijão e arroz de Deus! Tudo não passa de uma enganação e logo esses jovens descobrem que sua saúde espiritual está sendo prejudicada por causa de um evangelho que lhes é “vendido” de forma superficial.

Gostaria de dizer a você jovem, pai ou líder, que não existe “fast food espiritual”. Não há como crescer na vida cristã comendo apenas “miojo”. Não há como conhecer a Deus sem esforço e dedicação no estudo da Palavra e na prática da oração. Não importa o que lhe digam ou estejam lhe oferecendo, sempre recuse esse tipo de porcaria!

O mundo tem muito “miojo” para lhe oferecer e você precisa decidir qual será o cardápio da sua vida: o “fast food” ao molho colesterol de pecado ou o feijão e arroz da Palavra e da oração. Ainda que mais difícil de mastigar e, a princípio, não tão “saboroso”, é o melhor alimento para uma vida saudável.

Espero que você escolha a segunda opção, descobrindo a cada dia o quão saborosa é uma vida com Deus!

Tiago Mattes é jovem, originário do RS, aluno no Seminário Bíblico Palavra da Vida, tem desenvolvido seu ministério junto a jovens, adolescentes e pre-adolescentes. Ele escreve no site www.provoice.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *