Editorial 6

Data de publicação: 09/12/2011
Categorias da Biblioteca:
Edição 06 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 06

Por: Conselho Editorial

A medida que o fim se aproxima, a tendência humana de se empolgar com notícias fantásticas e especulativas agrava-se no meio dos evangélicos e toma a forma de preocupações exageradas em torno da marca da besta, do número da besta, do anticristo, de possíveis datas do retorno de Cristo e de boatos sobre conspirações satânicas.

Porém, se nos voltarmos às Escrituras, logo perceberemos que a ênfase de Cristo e dos apóstolos era outra. Praticamente toda vez que o fim do mundo e os eventos que o precedem são mencionados, a grande necessidade de preparação é ressaltada. Esta preparação não consiste, no entanto, de trocar teorias sobre a seqüência escatológica de acontecimentos, mas de “conhecer a Deus”.

“O povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e fará proezas’ ‘ (Dn 1 1 .32). “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor: como a alva será a sua saída: e ele a nós virá como a chuva…” (Os 6.3). “Em verdade vos digo que não vos conheço” (Mt 25.12; 7.23). “Segui…a santificação sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb 12.1 4).

Muito mais do que nos tornar peritos em escatologia, precisamos tornar-nos amigos de Deus, pessoas que andam num relacionamento íntimo de amor com o Criador de todas as coisas. Em vez de preocupar-nos com a marca da besta devemos verificar se temos a “marca do Cordeiro” (Ap 1 4.1) e se estamos “suspirando e gemendo” (Ez 9.4) pela lamentável situação da igreja de nossos dias.

E com isto em mente que preparamos esta edição do Impacto, pedindo a Deus que “ilumine os olhos do vosso entendimento” e que use os artigos aqui publicados para despertar o povo de Deus no Brasil para chegar-se a ele. Que todo obstáculo (raiva, amargura, irritação) que obstrui o relacionamento entre você e Deus seja removido e que você comece a preocupar-se com todo comodismo, insensibilidade e frieza que porventura caracterizem sua vida espiritual.

“Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se começa por nós, qual será o fim daqueles que desobedecem ao evangelho de Deus? E, se o justo dificilmente se salva, onde comparecerá o ímpio pecador?” (1 Pe 4.1 7,1 8).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *