Duas Mortes – Um Novo Dia!

Data de publicação: 27/07/2011
Categorias da Biblioteca:
Edição 68 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 68

Por: Abnério Mello Cabral

Recentemente, fomos surpreendidos pela notícia da morte de dois homens que afetaram o mundo espiritual no século 20: David Wilkerson e Osama bin Laden. Um foi grandemente usado por Deus; o outro, por Satanás. Com uma diferença de apenas 4 dias, os dois morreram.

O que isso significa para nós que estamos buscando a Deus por um novo tempo? Por que o Senhor permitiu que um servo dele, um instrumento tão tremendamente usado para salvar vidas perdidas e sacudir a Igreja em vários momentos, com exortações para não sair do rumo, tivesse uma morte trágica, paralela com a de um terrorista que recebeu o que plantou durante toda a sua vida? “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará” (Gl 6.7).

Não tenho a intenção de analisar as duas vidas ou tentar traçar qualquer paralelo profundo entre elas, mas precisamos atentar para o significado profético dessas mortes. “Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos” (Sl 116.15). Quando chega a hora, ele não está preocupado se vamos ter uma morte “bonita” ou não, mas podemos ter certeza de que ele não a leva em pouca conta.

Deus tem colocado no coração dos intercessores que está levantando sobre a Terra o desejo de um novo tempo para a Igreja. Irmãos ao redor do mundo estão falando profeticamente sobre orar para que a volta de Jesus se antecipe. Existe um desejo de mudança. De certa forma, já podemos vislumbrar algumas dessas mudanças que estão começando a acontecer e outras que virão em breve. Mas quero aproveitar este momento para dizer que a morte desses dois homens aponta para os sinais de mudança. Parece-me que Satanás já percebeu o que o Senhor pretende fazer e resolveu seguir pelo mesmo caminho. Ele sempre tenta copiar e deturpar os planos divinos, mesmo sem entender a essência das coisas que Deus faz.

Desde a década de 1970, David Wilkerson tornou-se um homem bem visível para o mundo cristão por meio de seus livros, pregações e ações na obra de Deus. Tornou-se uma referência para todos os que buscavam ao Senhor e desejavam servi-lo com excelência. Era um homem apaixonado, totalmente entregue à causa do Mestre, resgatando vidas que estavam sendo consumidas pelas drogas.

Do outro lado, Bin Laden também era um homem totalmente entregue à causa terrorista e tornou-se um ícone para os seguidores do islamismo extremista que proclama a violência como forma de promover justiça. Resolveu empenhar toda a sua fortuna numa causa extremamente subjetiva e partidária, tendo como preço maior a vida de pessoas inocentes, aliciadas para oferecer sua vida ao terror. Tornou-se mundialmente conhecido pelo seu ato radical de planejar a destruição das torres gêmeas em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001, no primeiro ano do século 21. Gastou mais da metade de sua vida preparando-se para o mal, dedicando-se a planejar ataques terroristas contra a humanidade.

Deus levantará uma nova liderança para a Igreja nestes dias, tão dedicada quanto David Wilkerson, tão apaixonada quanto Bin Laden. Foram esses ingredientes que vimos nos primeiros cristãos: entrega total e desprendimento a ponto de dar a própria vida. A grande diferença é que isso ocorrerá sem popularidade, notoriedade ou fama. Assim como os discípulos começaram a ser chamados de cristãos, que significa pequenos Cristos, surgirão, na Igreja e em toda a Terra, homens e mulheres, jovens e maduros que não buscarão fama nem estarão presos a dinheiro. Servirão ao Senhor com toda a força, dedicarão seu tempo e dinheiro e se colocarão à disposição da obra de Deus sem interesse em grandes monumentos. Não investirão em causa própria, mas farão tudo em prol do Reino de Deus, liderados pelo Espírito Santo, como ainda não foi visto em nossos dias. Grandes coisas aconteceram em Jerusalém no início da Igreja e do ministério apostólico, mas, nestes últimos dias, o Espírito Santo virá com maior poder ainda sobre seu povo. Neste mover, porém, não haverá espaço para estrelas ou superministérios; esse tempo passou.

David Wilkerson foi um grande homem de Deus que não buscou a fama nem ajuntou fortunas para sua própria conta. Viveu com desprendimento, colocando a vontade de Deus como alvo principal de sua vida. No século 20, muitos homens se levantaram e foram usados pelo Senhor. A maioria já se foi, e não se levantaram outros na mesma proporção ou estatura. Agora, serão muitos e por toda parte: homens e mulheres apaixonados, totalmente entregues à causa do Senhor, empenhados em preparar a noiva do Cordeiro de Deus.

O inimigo também está preparando um exército de anônimos que seguirão os passos desse que morreu. Seus líderes ficarão cada vez mais invisíveis. O homem que foi apontado como sucessor de Bin Laden não possui o mesmo peso e, certamente, não vai durar muito. Porém, o que está acontecendo nas nações ao redor de Israel é um levante atrás do outro, uma revolta após outra lideradas por pessoas que fazem parte do povo. Aparentemente, esses povos estão rebelando-se contra seus governantes tiranos por uma boa causa, mas existe uma intenção por trás de tudo isso que ainda não está clara para o mundo. Os sinais apontam para um ajuntamento contra Israel.

Essa nova geração de líderes que o Senhor está levantando será guiada pelo Espírito, como um exército que marcha organizadamente no meio das trincheiras de um campo de batalha, que clama sem cessar: “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade aqui na Terra como é feita lá no céu”. Carregará em seu rosto a marca do Cordeiro. Seu coração estará totalmente inflamado por fazer a vontade de Deus. Não perderá tempo com divisão, pois estará ocupado com a unidade do Corpo de Cristo. Estes líderes não perderão tempo procurando saber quem é o maior, pois seguirão a unção que está sobre eles e serão usados, um após o outro, mediante o dom de cada um. De acordo com a necessidade que se apresenta, estarão envolvidos em muitas frentes preparando o caminho do Senhor para que ele volte.

Abnério Mello Cabral mora em Jundiaí, SP com a esposa Keila e suas três filhas. É pedagogo e pastoreia uma comunidade cristã. E-mail: abneriomc@gmail.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *