Devocional: Vivendo Acima das Circunstâncias

Data de publicação: 16/12/2011
Categorias da Biblioteca:
Edição 02 e Revista Impacto - 1998 a 2014.
Este artigo pertence a: Edição 02

Por: Neil Anderson

“…Porque já aprendi a contentar-me com as circunstâncias em que me encontre.” (Fp 4.11)

Alguns de nós tendemos a presumir que a vontade de Deus só está se cumprindo se as circunstâncias são favoráveis, e não está se cumprindo se as circunstâncias são desfavoráveis. Sob o ponto de vista bíblico, eu diria que há mais cristãos sendo “guiados” por este pensamento do que por qualquer outro. De todos os possíveis pensamentos este é o que tem menos autoridade bíblica e é menos digno de confiança.

Eu tive o privilégio de pastorear uma igreja que adquiriu uma nova propriedade, e depois iniciou jm programa de construção de um novo templo. Durante a maioria do processo, as circunstâncias pareciam desfavoráveis. Por duas vezes estive com o prefeito da cidade, que era também um agente imobiliário, e perguntei se nossos planos eram viáveis. Ele nos aconselhou a não negociarmos a propriedade porque a cidade não nos permitiria iniciar a construção. Ele conhecia o terreno e a política melhor do que ninguém na cidade. Mas a troca de terrenos aumentou o valor de nossos bens em milhões e a comissão de planejamento da cidade votou 7-0 em favor dos planos de construção.

Talvez você tenha que embarcar de acordo com a maré, mas é melhor orientar-se pelas estrelas, ou vai atracar na praia errada. As circunstâncias podem ter seus efeitos em nossos planos, mas temos de prestar contas mesmo é com Deus. Verifique se está seguindo a Ele e não à maré das circunstâncias.

Certa vez ouvi alguém dizer: “Não gosto de contratar cristãos, porque quando as coisas ficam difíceis eles desistem, concluindo que não deve ser da vontade de Deus.” Em geral, os cristãos deveriam viver acima das circunstâncias e não guiados por elas.

Tome cuidado antes de dar muito significado a circunstâncias incomuns ou coincidências. “Deve ser vontade de Deus. Por que outro motivo aquele livro estaria em cima da mesa?” Poderia ser, mas eu nunca tomaria isto como sinal da vontade de Deus. Tenho aconselhado muitas pessoas que são vítimas de influências do ocultismo e que fazem associações bizarras ou que dão muita importância a eventos irrelevantes.

Senhor, eu determino testar minhas decisões pela tua Palavra e não me deixar oscilar para longe da tua vontade pelas circunstâncias e pela opinião popular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *