50 Lições da Vida de Barnabé

Data de publicação: 26/04/2014
Este artigo pertence a: Edição 76

A lista a seguir contém algumas das principais lições que podemos deduzir da vida de Barnabé a partir dos textos bíblicos selecionados. Com isso, podemos visualizar melhor as qualidades que o Espírito é capaz de imprimir na vida de alguém chamado para o ministério de um “filho da consolação”.

Atos 4.36,37

  1. Conhecido por seu apelido (reflexo do seu dom espiritual)
  2. Cosmopolita (natural de Chipre, acostumado com outras culturas)
  3. Generoso
  4. Submisso às autoridades espirituais da Igreja
  5. Sensível às necessidades dos outros

Atos 9.26-30

6. Interessou-se por Paulo (procurou conhecer o seu testemunho)
7. Teve confiança em Paulo (percebeu o seu potencial na obra do Senhor)
8. Intercedeu por Paulo perante os apóstolos (risco calculado)

Atos 11.19-30

9. Digno da confiança dos líderes da Igreja em Jerusalém
10. Representante da Igreja de Antioquia perante a Igreja de Jerusalém
11. Capaz de ver a graça de Deus
12. Capaz de se alegrar com a graça de Deus
13. Usava o seu dom aonde quer que fosse
14. Homem de bem
15. Cheio do Espírito Santo
16. Cheio de fé
17. Contribuiu para o crescimento da Igreja de Antioquia
18. Reconheceu que precisava de ajuda
19. Lembrou-se de Paulo
20. Partiu à procura de Paulo
21. Foi discipulador de Paulo em Antioquia (deu-lhe uma nova oportunidade)
22. Ensinou a Palavra juntamente com Paulo
23. Conhecido (junto com os demais em Antioquia) como seguidor e/ou semelhante a Cristo (=cristãos)
24. Dava lugar à atuação do Espírito Santo na Igreja
25. Ensinou a Igreja a ser generosa (assim como ele)
26. Sensível às necessidades de outros irmãos
27. Representante da Igreja de Antioquia (junto com Paulo) perante a Igreja de Jerusalém
28. Levou Paulo a Jerusalém como companheiro na obra do Senhor

Atos 12.25

29. Cumpria a sua missão (completava)
30. Percebeu o potencial de João Marcos
31. Começou a discipular João Marcos

Atos 13.1-5

32. Forjador de líderes (juntamente com Paulo)
33. Valorizava a unidade da liderança
34. Dava espaço para a atuação do Espírito Santo
35. Homem de oração e jejum
36. Enviado pelo Espírito Santo para a missão apostólica
37. Liberado pela Igreja para a missão apostólica
38. Submisso ao Espírito Santo e à liderança da Igreja
39. Aproveitou a missão (de curto prazo) para discipular João Marcos

Atos 13.13,50  

40. Permitiu que Paulo ocupasse a preeminência na equipe missionária
41. Sofreu perseguição

Atos 14.21-28

42. Sensível às necessidades dos crentes novos
43. Coragem para apontar líderes para as jovens igrejas
44. Voltou à Igreja que o havia liberado para a missão
45. Fez um relatório de sua viagem missionária (prestação de contas)
46. Ocupou novamente a sua posição de líder na Igreja de Antioquia

Atos 15.1-4,12,22,23

47. Defensor dos direitos (espirituais) dos crentes gentios
48. Portador (juntamente com seus companheiros) da carta de Jerusalém às novas igrejas

Atos 15.37-39

     49. Quis dar a João Marcos uma nova oportunidade na missão
50. Teve a coragem de enfrentar Paulo para defender João Marcos 

Extraído de um artigo intitulado Rumbo a la Misión – Lecciones en la vida de Barnabé, de Levi de Carvalho, do site: www.misiopedia.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *