A Ligação entre Chanukah e Natal

Publicado em: 22/12/2015 Categorias: 2015 / Revive Israel

Você provavelmente não saiba, mas há uma ligação entre o Natal e o Chanukah, e não é o que você imagina. Escondidas nos registros históricos estão pistas sugerindo que nem tudo aconteceu como foi descrito e ainda estamos sentindo os efeitos não tão inspirados pelo Espírito Santo desses eventos hoje. Mas, dentro de cada mudança política, agenda religiosa e batalha cultural, há um grão de verdade do Reino revelando os propósitos de Deus que, às vezes, pode ser difícil de encontrar. Por isso, temos que estar dispostos a ir além das distrações brilhantes e reluzentes e filtrar as mentiras deslavadas a fim de encontrar a verdade. Devemos valorizar a verdade acima de tudo, especialmente quando nos deparamos com uma que nos incomoda.

Neste vídeo, Asher nos leva de volta à história para entender qual é a ligação entre o Chanukah e o Natal. Para assistir em inglês: https://youtu.be/XNLRF3Porow

Cura no Leste Asiático

Cody Archer

Ariel, Tal, Jeremiah e eu acabamos de retornar da nossa viagem de 12 dias pelo Leste Asiático. Aqui estão alguns destaques:

China – Durante os cinco dias que estivemos na China, tivemos a oportunidade de falar a centenas de líderes da igreja subterrânea. Numa das reuniões com um líder apostólico e membros de sua equipe que supervisionam 35 congregações, eles nos contaram que a maioria dos jovens e adultos mais novos estão realmente famintos pela palavra de Deus e estão gastando um tempo significativo estudando a Bíblia todos os dias e presenciando continuamente novas conversões.

Numa das reuniões, enquanto eu pregava, havia uma atmosfera de fé e vitória na sala. Ao final da mensagem, comecei a sentir dor na minha orelha direita e em meu estômago e senti que era Deus me mostrando que ele queria liberar cura ali. Falei isso em voz alta e muitas pessoas levantaram as mãos desejando oração por cura. Depois de orar, perguntei se alguém havia sido curado. O primeiro homem a se manifestar compartilihou conosco que há mais de dois anos estava sentindo dor e pressão em seu ouvido direito, mas depois da oração, a dor e a pressão desapareceram. Nos 30 minutos seguintes, mais de 15 pessoas vieram à frente com testemunhos de cura de vários incômodos. Duas pessoas relataram que a surdez em um dos ouvidos havia sido curada!

Enquanto almoçávamos com o pastor numa sala para crianças pequenas, de poucos em poucos minutos, éramos interrompidos por pessoas batendo na porta pedindo oração pela cura. Isso me deu uma pequena amostra do que Jesus e os apóstolos experimentavam quando as multidões iam até eles de uma forma tão intensa que não tinham tempo nem para comer (Marcos 6.30-34).

Coreia – Na Coreia, vimos um tipo diferente de cura sendo liberado – cura de feridas passadas entre chineses, coreanos e japoneses. Vimos centenas de cristãos dessas nações se ajoelhando em arrependimento para pedir perdão pelas guerras passadas, por pecados e divisão entre eles como povos. Num dado momento, havia tantas pessoas chorando que, por 10 minutos, andei pela multidão distribuindo lenços de papel!

A outra cura que ocorreu foi entre a Ásia e Israel. Ariel deu uma mensagem curta e poderosa sobre o relacionamento de Novo Homem que judeus e gentios têm em Jesus (Ef 2), e, em seguida, nos conduziu num gesto simbólico de reconciliação. Houve uma liberação muito grande de júbilo depois desse momento. Parecia que tínhamos acabado de presenciar um casamento e que já era hora de celebração.

Nossa última parada na Coreia foi na zona desmilitarizada entre a Coreia do Norte e a do Sul para declarar e orar pela reunificação do povo e da terra coreana. Junto com mais de 200 cristãos asiáticos, tocamos o Sino da Paz 70 vezes representando um fim aos 70 anos de hostilidade entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul (1945 – 2015).

Hong Kong – Ao longo dos dois dias e meio em Hong Kong, pudemos falar em dez igrejas diferentes como uma equipe. No início deste ano, a primeira sede official do Revive Israel na Ásia foi estabelecida em Hong Kong com a ajuda de Matthew e Fanny (amigos próximos do Revive Israel e de pessoas locais em HK). Conseguimos passar tempo de qualidade com eles e falar sobre estratégias para que o Reino de Deus avance no Leste Asiático.

Há muito mais para compartilhar dessa viagem tão produtiva. Aonde quer que fôssemos, as pessoas eram profundamente tocadas pelo amor e unidade em que estávamos andando como uma equipe do Novo Homem (eu sendo o gentio junto com três judeus).

Para assistir a um vídeo curto em inglês com as notícias da nossa viagem:

Vídeo de Notícias – Cura no Leste Asiático

Acompanhe Ariel, Tal, Jeremiah e Cody enquanto eles viajam e ministram no Leste Europeu.

Para assistir em inglês: https://www.youtube.com/watch?v=gDd8VnWKmzU

Seminário de Evangelização Muçulmana

Na semana passada, realizamos nosso primeiro seminário com foco na evangelização de muçulmanos. Como palestrantes, convidamos três dos nossos queridos parceiros cristãos árabes daqui de Israel que estão trabalhando ativamente com muçulmanos e gerando frutos. Também ouvimos testemunhos poderosos de cristãos de origem muçulmana de Jerusalém, sendo que um foi de uma mulher que foi agredida pelo pai e pelo irmão quando ficaram sabendo que ela havia decidido deixar o islamismo e seguir a Jesus.

Encorajou-nos muito ouvir o relato de Harun (fundador e diretor de Al Hayat TV), de que atualmente, a cada semana, cerca de 200 muçulmanos estão aceitando a Jesus como Salvador e Senhor por meio dos programas transmitidos. Esse evento foi outro passo a frente na parceria entre judeus israelenses messiânicos e árabes cristãos que estão procurando trabalhar juntos para alcançar os não alcançados .

Pelos Números

A História Não Contada das Opiniões Muçulmanas e Dados Demográficos

Clarion Projects acabou de lançar a versão completa do seu novo filme, narrado por Raheel Raza, sobre o Islamismo radical e os fatos que precisamos saber. Receba poder para tomar decisões racionais sobre o nosso futuro.
Para assistir: http://go.clarionproject.org/numbers-full-film/

2 respostas para “A Ligação entre Chanukah e Natal”

  1. adautoluzsolar disse:

    Ótimo, excelente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *